Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 19 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Bolsonaro pede que baianos decidam voto com a razão, e não com coração



01/07/2022 | 17:41


Na Bahia para uma série de agendas entre esta sexta-feira, 1º, e sábado, 2, o presidente Jair Bolsonaro pediu que a população do Estado decida o voto nas eleições deste ano "não com o coração ou a emoção, mas com a razão".

"Só peço a vocês: não decidam com o coração ou a emoção. Decidam com a razão. E, na dúvida, se orientem com os mais antigos. E, tenham certeza, nós continuaremos a transformação de nosso País", disse Bolsonaro em discurso durante a inauguração da restauração do Casarão da Filarmônica Terpsícore Popular, no município baiano de Maragogipe.

Quarto maior colégio eleitoral brasileiro, a Bahia tem dado liderança ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas pesquisas de intenções de voto. O presidente tem apostado em agendas e em programas sociais que beneficiam a população do Nordeste para angariar votos na região, a segunda maior do País, em que Lula aparece na dianteira com larga margem.

Bolsonaro voltou a defender também o Auxílio Brasil e a falar sobre a aprovação ontem, pelo Senado, da Proposta de Emenda Constitucional que permite aumentar o valor do benefício dos atuais R$ 400 para R$ 600 até o fim do ano.

"No ano passado, extinguimos o Bolsa Família, que pagava 190 reais, e passamos a pagar o Auxílio Brasil, que passou a pagar o mínimo de 400 reais. No dia de ontem, o Senado brasileiro aprovou uma emenda à Constituição, majorando o Auxílio Brasil para 600 reais para nosso povo. No dia de ontem, dobramos o valor do auxílio gás para todos os brasileiros. Isso não é virtude, é obrigação de qualquer chefe do Executivo", afirmou.

O presidente ainda criticou o governador da Bahia, Rui Costa (PT), por supostamente se negar a reduzir o ICMS dos combustíveis. O governo da Bahia informou nesta tarde, no entanto, que um decreto publicado hoje diminui a alíquota do tributo cobrada para gasolina, diesel e gás de cozinha. De acordo com a norma, a redução deve gerar prejuízo de R$ 2,4 bilhões aos cofres do Estado.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;