Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 27 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Show de Alceu Valença custou R$ 135 mil ao cofre de S.Caetano

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeitura também pagou R$ 65 mil à banda Falamansa e R$ 70 mil ao Rastapé, que se apresentaram na Entoada Nordestina


Do Diário do Grande ABC

29/05/2022 | 07:00


A Entoada Nordestina 2022, festa realizada em São Caetano entre os dias 20 e 22 de maio, foi considerada um sucesso de público. Nos três dias do evento, segundo a Prefeitura, passaram pelo Espaço Chico Mendes mais de 60 mil pessoas. Além de shows, o festival também contou com 32 barracas de alimentação.

Segundo divulgado pela administração municipal, a entrada era gratuita, com pedido de entrega de um quilo de alimento não perecível. Só que, ao contrário do que fez parecer o governo de São Caetano, os shows de artistas de repercussão nacional não foram gratuitos.

Conforme o Diário apurou, somente com as três principais atrações da Entoada (uma em cada dia do evento), a Prefeitura desembolsou R$ 270 mil, recurso que saiu do bolso do contribuinte de São Caetano. Isso sem contar os custos com palco, iluminação e som.

O mais caro foi o show do cantor Alceu Valença, que abriu a Entoada Nordestina, no dia 20. Conforme consta no contrato assinado no último dia 12 pelo secretário de Cultura Erike Busoni com a empresa MV Apresentações Artísticas Ltda. (que representa o artista), a apresentação de Alceu custou aos cofres públicos R$ 135 mil. O valor pago por São Caetano é 68% acima do que o cantor e compositor pernambucano cobrou para participar da Virada Cultural Paulista de 2021, em novembro, quando recebeu R$ 80 mil.

No dia 19, foi celebrado contrato com Josemar L. de Souza Produções Artísticas, que representa a banda de forró Rastapé, que se apresentou no dia 21, com a participação de Zeca Baleiro. Para esse show, a Prefeitura pagou R$ 70 mil. O secretário de Cultura também assina pela administração.

Também no dia 19 a Prefeitura realizou a contratação da empresa Falamansa Produções Artísticas, representante legal da banda Falamansa. Os integrantes do grupo de forró universitário estiveram na cidade no dia 22, encerrando a Entoada Nordestina. Nesse caso, o custo foi de R$ 65 mil.

Conforme cláusula nos contratos, todos os valores foram quitados antes dos artistas subirem ao palco.

Procurada, a Prefeitura disse que “os valores apresentados estão adequados ao mercado” e que a produtora de Alceu Valença apresentou três notas fiscais com valor igual ou superior ao que foi pago pela administração.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;