Fechar
Publicidade

Sábado, 21 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Palmeiras bate Juazeirense com gol do convocado Danilo

SE Palmeiras/Cesar Grecco Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Verdão passa de etapa na competição



11/05/2022 | 21:21


A missão da Juazeirense diante do Palmeiras não era fácil. Depois de perder o jogo de ida, na Arena Barueri, por 2 a 1, a equipe baiana precisava reverter o placar nesta quarta-feira para tentar avançar às oitavas de final. O time resistiu bem, fez mais um jogo de muita entrega física em Londrina, no Paraná, mas a qualidade do adversário alviverde falou mais alto - a equipe de Abel Ferreira venceu novamente por 2 a 1 e avançou na Copa do Brasil.

Mandante do jogo de volta, a diretoria da Juazeirense preferiu optar pelo lado financeiro e levou a partida para a cidade paranaense, conhecida pela grande quantidade de palmeirenses que vivem por lá - e que fica a mais de 2,5 mil quilômetros de distância de Juazeiro, no interior da Bahia.

A pequena vantagem obtida no primeiro jogo fez Abel Ferreira mandar a campo os principais jogadores da equipe e o Palmeiras tratou de buscar o gol logo no começo da partida. O time poderia ter aberto o placar logo no primeiro minuto, mas o chute forte de Dudu explodiu no travessão.

O susto fez a Juazeirense se recolher ainda mais em sua defesa. Assim, na maior parte do primeiro tempo, nada menos do que 21 jogadores dos dois times ocupavam o campo do time baiano, 11 se defendendo e outros 10 buscando o gol - apenas o goleiro Weverton ficava na defesa palmeirense.

Com o gramado do Estádio do Café pesado, os meias do Palmeiras investiram em bolas pelo alto para tentar encontrar algum jogador em boa condição de fazer o gol. Eles conseguiram, mas o time paulista segue sua rotina de desperdiçar ótimas chances - foram duas claras com Rony e um bom chute de longe de Danilo, novo jogador da seleção brasileira.

E foi dos pés da nova opção de Tite para os amistosos do Brasil, que se prepara para a Copa do Mundo do Catar, que surgiu o primeiro gol do Palmeiras. Aos 41, Scarpa cruzou da direita para a área, a bola iria entrar, mas Calaça fez boa defesa. No rebote, Danilo apenas empurrou para o fundo da rede, para a festa da torcida em Londrina - foi o quarto gol do volante na temporada.

SURPRESA

Os dois treinadores não mexeram no intervalo e o Juazeirense seguia seu plano à risca - defesa meticulosa e, quem sabe, encaixar um contra-ataque. Pois ele surgiu e assim como na partida contra o Fluminense, no domingo, pelo Brasileirão, saiu pelo lado esquerdo da defesa do Palmeiras e de novo foi fatal.

Aos cinco minutos, Ian partiu em velocidade pela direita, da intermediária até a linha de fundo, nas costas de Jorge, que de novo não fez a chamada falta tática para evitar o gol. Mesmo cercado por três palmeirenses, ele cruzou na medida para Nildo, sozinho dentro da área, empatar o jogo.

Após todo o trabalho para abrir a defesa rival ir por água abaixo no início do segundo tempo, o time alviverde voltou a "martelar" e também a perder chances - Zé Rafael, Scarpa e Danilo pararam nas mãos do goleiro Calaça antes dos 20 minutos.

Com o Palmeiras receoso, o jogo ficou truncado. O alívio só surgiu aos 37, quando em uma disputa na área, a bola bateu no braço de Daniel e o árbitro assinalou o pênalti, mais uma vez convertido pelo Raphael Veiga - o 23.º batido pelo meia e o 23.º gol de pênalti anotado pelo clube. Depois, o time fez o tempo correr e assegurou a vitória, fora de casa, mas com muito apoio da torcida.

JUAZEIRENSE - Rodrigo Calaça; Dadinha, Eduardo, Wendell e Daniel; Waguinho, Patrik (Érico Júnior), Clébson (Nixon) e Deysinho (Willian Anicete); Nildo (Thalison) e Ian Augusto (Thauan). Técnico: Barbosinha.

PALMEIRAS - Weverton; Marcos Rocha, Murilo, Gustavo Gomes e Jorge; Danilo, Zé Rafael (Atuesta), Raphael Veiga (Gabriel Menino); Scarpa, Rony (Navarro) e Dudu (Breno Lopes). Técnico: Abel Ferreira.

GOLS: Danilo, aos 41 do 1º Tempo; Nildo, aos 5, Raphael Veiga, aos 37 do 2º Tempo.

ÁBITRO - Bruno Arleu de Araújo (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Wendell, Daniel Nazaré.

RENDA - R$ 2.276.000,00.

PÚBLICO - 26.000 pagantes.

LOCAL - Estádio do Café, em Londrina (PR).



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;