Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Bagnaia cai no fim em Misano e confirma título de Fabio Quartararo na MotoGP



24/10/2021 | 10:50


Fábio Quartararo, da Yamaha, conquistou seu primeiro título da MotoGP neste domingo, ao terminar a etapa de Emília-Romanha, em Misano, na quarta colocação, o que não o tornaria campeão se Francesco Bagnaia tivesse terminado no pódio, cenário que se montava até os momentos finais. O italiano era o primeiro colocado quando a corrida estava a cinco voltas do fim, mas caiu, abandonou a pista e confirmou a conquista do rival francês.

Quem vinha atrás de Bagnaia na hora da queda era Marc Márquez, que aproveitou para ficar com o primeiro lugar do pódio e celebrar a segunda vitória consecutiva na MotoGP. Companheiro de Márquez na Honda, Pol Espargaró veio logo atrás, em segundo, enquanto Enea Bastianini fechou o pódio.

Atrás desses três nomes, veio o grande campeão, protagonista de uma prova de recuperação. Fora do Q2 nos treinos, Quartararo ficou com a 15ª colocação no grid. Na largada, viu a situação piorar, caindo para 17º, enquanto Bagnaia se manteve na liderança e Miller passou Oliveira para ficar com o segundo lugar. Márquez veio de trás e assumiu a quarta colocação, ultrapassando Espargaró.

Apesar das complicações na largada, Quartararo conseguiu ganhar posições, que nunca eram o suficiente para o título, pois Bagnaia não deixava a ponta. Quando o francês estava em quinto lugar, faltando cinco voltas para o fim da corrida, ocorreu a inesperada queda de Bagnaia na curva.

Quartararo ainda conseguiu alcançar a terceira colocação, mas a perdeu e ficou em quarto, o que já estava de bom tamanho para se tornar campeão. Assim que desceu da moto, o piloto da Ducati estava chorando muito, emocionado ao conquistar um título tão importante com apenas 22 anos de idade. Ele é o primeiro francês campeão da MotoGP.

DESPEDIDA DE ROSSI

Misano foi palco de outras emoções além daquelas causadas pela conquista do título. A etapa de Emília-Romanha marcou a última corrida da lenda Valentino Rossi na Itália. Aos 42 anos, o piloto italiano decidiu encerrar a carreira ao fim da atual temporada, após nove títulos mundiais de motovelocidade, seis deles na MotoGP. Por isso, ele foi ovacionado e homenageado pela torcida nas arquibancadas.

No clima de despedida, Rossi correu com um capacete ilustrado com um coração amarelo na parte superior e imagens que fazem referência a fãs agitando bandeiras com o número 46. A última corrida do veterano em solo italiano terminou com ele na décima colocação.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;