Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Red Bull Bragantino empata no último lance e segue em 5º, mas Inter entra no G-6

Reprodução/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


21/10/2021 | 22:20


O Internacional, enfim, conseguiu entrar no G-6 do Brasileirão. Mas não como queria. O time ganhava do Red Bull Bragantino até o último lance do jogo no Beira-Rio, nesta quinta-feira, quando Bruninho apareceu livre após passe de Alerrandro e definiu o 1 a 1 que manteve os paulistas no quinto lugar. Apesar da igualdade, os gaúchos ultrapassaram o Corinthians, rival de domingo, e subiram ao G-6. Mesmo assim, deixaram o campo tristes e com sentimento de derrota.

Ao Bragantino, agora com sete jogos sem perder, foi uma emoção inverso à da última rodada, quando vencia o Ceará por 2 a 1 e acabou levando o empate aos 53 minutos do segundo tempo. Lamentou no Castelão, fez festa no Beira-Rio.

O jogo foi remarcado da última rodada do primeiro turno em virtude da convocação de Edenílson pela seleção brasileira. O volante, contudo, teve de cumprir suspensão por expulsão diante do Palmeiras e não pôde atuar em Porto Alegre.

Coube a Maurício, seu substituto, abrir o placar para colocar o time na zona de classificação à Copa Libertadores. Mesmo apontado entre os favoritos à taça, o atual vice-campeão começou muito mal e figurou grande parte da competição na segunda parte da tabela. O Bragantino via sua série invicta de seis jogos chegar ao fim, mas se salvou no apagar das luzes e ganha motivação extra para enfrentar o São Paulo de Rogério Ceni, que não perde há oito rodadas, domingo, em Bragança Paulista.

Em busca da inédita quinta colocação na atual edição do Brasileirão, o Inter começou com tudo. Substituto de Edenílson, suspenso, o meia Maurício ficou duas vezes no quase ao esbarrar no goleiro Cleiton. Em uma das finalizações, a bola sobrou para Taison, livre na pequena área. O chute foi pelo alto, de maneira incrível. Mas o auxiliar aliviou para o ídolo colorado ao marcar impedimento no lance.

Mesmo com desfalques importantes, caso dos atacantes Artur e Ítalo, afastados por causa da covid-19, o Bragantino não se intimidou e também deu enorme trabalho para o goleiro Marcelo Lomba. Foram duas grandes defesas em chutes de Cuello e Helinho.

O belo jogo de bola no primeiro tempo, com poucas faltas e equipes buscando o ataque a todo momento, via os goleiros brilharem quando, enfim, um setor ofensivo resolveu sobressair. Yuri Alberto tocou para Maurício, que não desperdiçou a terceira boa chance. Bateu no peito e fez enorme festa com a torcida ao anotar seu primeiro gol no Beira-Rio.

Colocado no banco estrategicamente para receber o terceiro cartão amarelo, o ainda machucado zagueiro Bruno Méndez invadiu o campo para comemorar e conseguiu a buscada suspensão. Como está emprestado pelo Corinthians, rival de domingo, já não poderia atuar por contrato. Agora, zerou os cartões.

Depois do gol sofrido, o Bragantino não conseguiu ameaçar o Inter antes do intervalo. Os gaúchos se fecharam bem para garantir a vantagem mínima no descanso. Aguirre voltou sem Moisés e Patrick, para preservar seus desgastados titulares. Não queria perder jogador por lesão, mas acabou vendo Rodrigo Lindoso pedir para sair com dores musculares.

No campo, o Bragantino quase empatou com bomba de Helinho. O ritmo da partida, contudo, já não era semelhante à etapa inicial. O time gaúcho parecia mais esgotado e pouco atacava, optando pela cadência. Foram poucas investidas do Inter e correria sem precisão e objetividade do Bragantino.

Na melhor chance dos visitantes até então, o lateral-direito Aderlan bateu cruzado e Luciano chegou atrasado no carrinho. Em dia sem gol do artilheiro Yuri Alberto, a torcida colorada já comemorava a sexta vitória seguida em casa quando os reservas de Maurício Barbieri calaram o Beira-Rio. Alerrandro cruzou e Bruninho garantiu precioso ponto ao time paulista.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 1 X 1 RED BULL BRAGANTINO

INTERNACIONAL - Marcelo Lomba; Saravia, Kaíque Rocha, Cuesta e Moisés (Paulo Victor); Johnny, Rodrigo Lindoso (Zé Gabriel), Maurício (Caio Vidal) e Patrick (Palacios); Taison (Boschilia) e Yuri Alberto. Técnico: Diego Aguirre.

RED BULL BRAGANTINO - Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Fabrício Bruno e Edimar; Emiliano Martínez (Luciano), Eric Ramires (Gonzalo) e Pedrinho (Bruninho); Helinho, Hurtado (Alerrandro) e Cuello. Técnico: Maurício Barbieri.

GOLS - Maurício, aos 38 minutos do primeiro tempo; Bruninho, aos 50 do segundo.

ÁRBITRO - Marielson Alves da Silva (BA).

CARTÕES AMARELOS - Saravia, Boschilia, Bruno Méndez e Maurício (Internacional) e Aderlan e Helinho (Bragantino)

RENDA - Não divulgada.

PÚBLICO - 11.026 pagantes.

LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;