Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Estudo realizado por Santo André comprova eficiência da vacinação

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Dados mostram que de 553 internados em um mês, só 6% haviam recebido 2 doses dos imunizantes


Anderson Fattori

24/07/2021 | 05:02


Estudo realizado pela Secretaria de Saúde de Santo André comprovou, na prática, o que infectologistas, microbiologistas e a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) já atestaram há muito tempo: as vacinas contra a Covid-19 utilizadas no Brasil funcionam. De acordo com o levantamento andreense, em um mês, de 22 de junho a 22 de julho, os hospitais de campanha da cidade acolheram 553 pessoas de 31 a 70 anos infectadas com o novo coronavírus. Deste total, 450 pacientes, ou seja, 81,3% não tinham recebido nenhuma dose dos imunizantes. Entre os 103 que estavam protegidos, 70 (12,6%) tinham recebido uma dose e apenas 33 (6%) estavam com o esquema vacinal completo. A Prefeitura não informou se houve mortes entre os vacinados.

Os números apresentados por Santo André se assemelham com os testes realizados pelos laboratórios das vacinas Coronavac (Sinovac/Butantan), Covishield (Astrazeneca/Fiocruz), Comirnaty (Pfizer) e Ad26.Cov2-S (Janssen), que são autorizadas pela Anvisa para serem ministradas no Brasil. Todos os fármacos são eficazes contra casos moderados e graves da doença e o grande objetivo da vacinação, de acordo com os especialistas, é diminuir o número de pessoas hospitalizadas em razão da Covid e também a circulação do vírus, já que as pessoas imunizadas acabam criando barreiras sanitárias.

Os números coletados no estudo realizado por Santo André foram comemorados pelo prefeito Paulo Serra (PSDB). “Esse estudo comprova a importância que tem a vacinação na vitória que a gente vai ter contra o coronavírus, a vitória nesta guerra. Temos um outro número importante: nos últimos 30 dias tivemos 112 óbitos na cidade, mas nenhum de pessoas que tiveram as duas doses da vacina. Por isso que temos feito um esforço enorme para vacinar e criar pontos de drive-thrus. Na semana que vem, chegando as vacinas prometidas, vamos antecipar (a imunização de pessoas com) 28 e 29 anos, mesmo com a previsão (do Estado) de vacinar essa faixa etária no início de agosto”, comentou o tucano.

O chefe do Executivo também destacou a diminuição no número de pessoas internadas em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) na cidade, como reflexo da campanha de vacinação contra a Covid. De acordo com informações da Prefeitura, no dia 28 de março Santo André tinha 1.099 pacientes em leitos de emergência e 94% de ocupação, ao mesmo tempo em que tinha apenas 10% da população vacinada, cerca de 75 mil habitantes. Na quinta-feira, eram 248 pessoas infectadas com o coronavírus internadas, ocupação de 36% dos leitos de UTI, e 438 mil moradores imunizados, ou seja, 79,1% de quem tem 18 anos ou mais. “Além de a vacina proteger quem está internado, também fica claro que quanto mais gente vacinada de um lado, tem menos gente internada do outro. Por isso precisamos agilizar a vacinação”, constatou Paulo Serra.

O tucano espera que os andreenses tenham um segundo semestre bem mais tranquilo e prevê que em breve a população possa tirar a máscara e retomar a vida. “Vamos vencer quando tivermos 70% das pessoas vacinas com a segunda dose, acredito que vamos atingir esse patamar até o fim do ano”, finalizou o prefeito.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;