Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

O que é um vulcão?

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ele libera a pressão do calor do interior do planeta; dele saem materiais valiosos ao ser humano


Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

02/05/2021 | 07:00


Eles são grandes, imponentes e parecem montanhas. Chamados de vulcões, são aberturas na superfície terrestre, e podem jorrar, por sua cratera, materiais magmáticos, a lava, que é uma mistura de rochas fundidas e, quando isso acontece, a impressão é de uma chaminé enorme cuspindo fogo.

Quando o planeta Terra surgiu, há mais de 4 bilhões de anos, ele era uma imensa bola de fogo. Depois, foi se resfriando mais rápido na superfície do que no interior. A casca (superfície) é relativamente fria, mas o interior (camadas que vão até o núcleo) permanece quente, fazendo da Terra uma ‘panela de pressão’.

Os vulcões liberam essa pressão do calor do interior do planeta. O material dos vulcões é valioso para o ser humano. Deles vêm o granito, usado na construção civil, a água e os gases importantes para a atmosfera.

A superfície da Terra é como uma casca fina, fria e sólida. É toda enrugada (com vales e montanhas) e está dividida como um quebra-cabeça que acabou de ser montado. Cada peça desse quebra-cabeça é chamada de placa tectônica. Boa parte do calor e da pressão do interior do planeta escapa pelas frestas entre essas placas. E é nessas frestas que encontramos a maioria dos vulcões.

Existem três tipos de vulcões: os ativos (que entram em erupção de tempos em tempos), os dormentes (que não entram em erupção há muito tempo) e os extintos (que não entram mais em erupção e não dão mais sinais de vida).

No passado o Brasil era cheio de vulcões, mas hoje todo o nosso território está longe dessas frestas entre placas tectônicas e os vulcões não entram mais em erupção.

Entre os vulcões mais famosos estão o Monte Fuji, no Japão, as ilhas de Cracatoa, na Indonésia, e o de Yellowstone, nos Estados Unidos.

Também existem vulcões famosos em outras regiões do planeta, como o monte Kilimanjaro (hoje, inativo), na fronteira entre o Quênia e a Tanzânia, e o Vesúvio, na Itália, que destruiu as cidades de Pompeia e Herculano há quase 2.000 anos. 

Consultoria de Matheus Menegatto, professor de geografia do Colégio Universitário USCS (Universidade Municipal de São Caetano).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;