Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

5 histórias inusitadas envolvendo criptomoedas

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Bianca Bellucci
Do 33Giga

18/03/2021 | 10:18


O Bitcoin surgiu em 2009 e inaugurou a era das criptomoedas. O dinheiro virtual é usado nas transações da internet e tem o intuito de tornar os pagamentos tão simples como no mundo offline. Só que, por ser uma tecnologia relativamente nova, as pessoas ainda estão aprendendo a usá-la. Tanto é que, vez ou outra, uma história curiosa envolvendo as moedas digitais aparece na mídia. A seguir, conheça cinco casos inusitados.

Leia mais:
5 filmes para entender tudo sobre bitcoin, blockchain e criptomoedas
Como começar a investir em criptomoedas?
5 canais do YouTube para aprender sobre Bitcoin e criptomoedas

1. As pizzas mais caras do mundo

Uma das primeiras transações com Bitcoin foi realizada para comprar pizzas da Domino’s. Em 22 de maio de 2010, o programador norte-americano Laszlo Hanyecz publicou em um fórum que estaria disposto a pagar 10.000 BTC em troca de duas redondas. Até então desconhecida, a moeda digital valia cerca de US$ 40. 11 anos depois, entretanto, o valor gasto com o delivery equivale a mais de US$ 548 milhões. Laszlo pode até ter perdido uma bolada, mas, pelo menos, ganhou um dia em sua homenagem. A data em que ocorreu a transação é comemorada mundialmente e conhecida como Bitcoin Pizza Day.

2. Investimento em ressurreição

Hal Finney foi o primeiro a receber uma transação de Bitcoin. Em janeiro de 2009, Satoshi Nakamoto, o criador anônimo da moeda virtual, enviou 100 BTC para o programador norte-americano. Falecido em 2014, vítima de Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), ele investiu todas suas criptomoedas no processo de congelamento de seu corpo para ser ressuscitado no futuro. O corpo refrigerado de Finney é mantido em uma cápsula de alumínio mergulhada em nitrogênio líquido e está localizado na clínica Alcor Life Extension Foundation, no Arizona (EUA).

3. Bitcoins no lixão

O técnico de informática James Howells está desde 2013 atrás de uma autorização para escavar um aterro sanitário no País de Gales. Isso porque ele quer recuperar o disco rígido de um computador que contém o equivalente a US$ 1,5 bilhão de Bitcoins. É que a peça foi jogada no lixão, por engano, durante uma faxina. A expectativa do britânico é que a popularidade atual criptomoeda facilite o convencimento das autoridades responsáveis pelo local. Ele também está disposto a doar 25% do valor total para sua cidade natal, Newport.

4. Contração no futebol

Em 2018, o Harunustaspor, clube amador da Turquia, contratou o atleta Ömer Faruk Kiroglu usando Bitcoins. Esta transação foi a primeira no mundo do futebol a adotar a moeda virtual. Também foi pioneira no país, uma vez que o governo turco se posicionou contra o uso da criptomoeda. A intenção da equipe era tornar o time conhecido ao redor do globo. O total da transferência foi de 4,5 mil liras turcas, das quais 2 mil foram pagas em Bitcoins.

5. Gatos ostentação

CryptoKitties é um jogo semelhante ao Tamagotchi. Com ele, é possível criar gatos e originar novas raças. A grande sacada, entretanto, é que os felinos são comprados com uma moeda virtual chamada de Ethereum. A graça do game é cruzar raças com o intuito de encontrar misturas raras. O gato mais caro vendido até agora foi o Dragon, por 600 ETH (cerca de US$ 1 milhão). Vale ainda destacar que, quando lançado em 2017, o game se tornou tão popular que causou lentidão na rede de transações.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;