Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 24 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Nova versão de ‘Super Mario 3D World’
traz a aventura inédita ‘Bowser’s Fury’

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Remake e atração extra estão disponíveis de maneira exclusiva para o Nintendo Switch


Luís Felipe Soares

13/03/2021 | 23:20


Mario está de volta em um remake com gráficos repaginados, um outro console a receber o jogo e uma etapa completamente inédita. A figura mais conhecida dos videogames reforça seu posto de herói do entretenimento eletrônico em Super Mario 3D World, recente atração dentro da lista oferecida pelo Nintendo Switch. O game tenta divertir quem não o jogou no passado e chamar a atenção dos fãs que buscam explorar os desafios atrás de novidades desenvolvidas especialmente para a moderna plataforma.

O título foi lançado originalmente em novembro de 2013 para o Wii U, então o console mais recente da empresa japonesa Nintendo. Em meio à aposta de desenvolvedoras de remexer em sucessos antigos para trazê-los remasterizados (processo no qual se trabalha no vídeo e no áudio de uma produção para melhorar seu conteúdo) para a atualidade, o retorno do saltitante italiano bigodudo parece não ter muito erro. 

O relançamento, ocorrido em fevereiro, aposta no potencial do personagem principal para ganhar fôlego enquanto aventura completa inédita não aparece, sendo a última tendo sido Super Mario Odyssey (2017), também para Nintendo Switch.

Em meio a pequenas melhorias de resolução na tela, mudanças na jogabilidade entre as duas edições e poderes especiais incluídos, todas as atenções se voltam para o acréscimo de Bowser’s Fury (Fúria de Bowser, para o português). É um DLC (Downloadable Content, ou conteúdo ‘baixável’, em tradução livre), ou seja, conteúdo extra para um jogo já existente – no caso, não sendo necessário fazer um donwload da internet para se ter o acréscimo. 

Trata-se de mapa onde Mario precisa explorar uma ilha na qual versão gigante e insana do vilão Bowser tem aprontado. Se no jogo normal a dinâmica coloca o protagonista em fases, agora ele está dentro de um conjunto de ilhas no Lago Felisgato, onde coletar moedas e estrelas, passar por obstáculos e lidar com inimigos ocorrem tudo ao mesmo tempo sem haver início e fim de etapa. É um mundo aberto paralelo. O problema é que o antagonista deixa tudo em um clima escuro, com muita chuva, trovões, blocos e bolas de fogo. Então é necessário ir atrás do chamado Sol Felino, que ativa a luz dos faróis e faz com que o antagonista vá embora por um tempo. Sim, todo o mundo do conteúdo extra é baseado em universo de gatos, com o poder felino sendo essencial para Mario.

Na história, o herói aceita ajudar Bowser Jr., filho do vilão, a tentar trazer o pai para um estado não tão furioso nem tão grande. Um sino brilhante imenso acaba por fazer a transformação mais esperada: deixar o Mario gigante o bastante para enfrentar o velho rival quase que de igual para igual. O pacote Super Mario 3D World + Bowser’s Fury (R$ 299, em média) pode fazer com que antigos e novos gamers possam se divertir por um tempo, ainda mais com a empolgação de uma curta história extra.

Rivais se enfrentam desde os anos 1980

Os confrontos entre os personagens começaram em Super Mario Bros. (1985), sucesso do console Nintendo Entertainment System, conhecido apenas como NES (por causa de suas iniciais) e, no Brasil, como ‘Nintendinho’.

A franquia estrelada pelo bigodudo de macacão e chapéu vermelho deu os passos iniciais pouco tempo antes, no jogo de fliperama Mario Bros. (1983). Mas foi com Super Mario Bros que a popularidade do herói explodiu em todo o mundo. Figuras, cenários, obstáculos e poderes ganharam forma em oito bits, com estilo bem ‘quadrado’, típico da terceira geração do entretenimento eletrônico.

Na história, Mario corre entre fases dentro do chamado Reino dos Cogumelos atrás da princesa Peach. Ela foi raptada por Bowser e o protagonista, às vezes com a ajuda do irmão Luigi, passa por alguns castelos controlados pelo vilão até finalmente encontrar a donzela. 

De maneira geral, a trama serviu de base para a estrutura de parte dos títulos da franquia. O jurássico antagonista e sua família sempre aparecem no caminho do personagem principal, ficando aos gamers as missões de enfrentar os perigos e se divertir enquanto isso, seja qual for o jogo ou console.

Um parque sobre o mundo da saga dos videogames ganhou forma no Japão. Trata-se de ‘Super Nintendo World’, espaço especial localizado nas instalações do Universal Studios Japan, na cidade de Osaka. Entre passeio inspirado em ‘Super Mario Kart’ e diversas atrações temáticas, o local está pronto e tinha agenda de abertura programada para fevereiro, mas espera um controle maior da pandemia da Covid-19 para ser aberto para os visitantes. Outro parque irá abrir no complexo do Universal Studios em Orlando, nos Estados Unidos, com previsão para 2025. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;