Fechar
Publicidade

Domingo, 18 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Morando e a tática de ser o salvador da pátria


Raphael Rocha

25/02/2021 | 00:01


O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), sempre teve na comunicação um de seus pilares de atuação política. Afeito aos holofotes, costuma centralizar todas as ações de governo na sua figura, de forma a evitar que qualquer secretário possa capitalizar politicamente, mesmo se efetivamente os créditos forem dele. Desde o início da pandemia, Morando passou a atropelar os colegas da região. Quando há discursos para tomar medidas de caráter regional, o tucano corre para antecipar uma decisão e, assim, virar centro das atenções em mídia até nacional. A mais recente foi o toque de recolher. Com dois dias de antecedência ao Estado, Morando anunciou que iria impedir a circulação de pessoas à noite e voltar a restringir aulas presenciais. Há suspeitas entre figuras públicas de outras cidades do Grande ABC que Morando tem recebido informações antecipadas sobre atividades que o governo paulista vai adotar – muitos citam que o secretário de Saúde são-bernardense, Geraldo Reple Sobrinho, está no comitê de contingência do novo coronavírus – e que vira o salvador da pátria sem nenhum puxão de orelhas da gestão de João Doria (PSDB).


BASTIDORES

Mudanças em curso
Dança das cadeiras à vista no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC. Carlos Eduardo da Silva, o Carlinhos, de Rio Grande da Serra, sai da função de diretor jurídico da entidade e será diretor financeiro e administrativo do colegiado. Na função jurídica, ele será substituído pelo ex-vereador Marcos Medeiros, de Santo André. A exoneração do ex-vereador rio-grandense e ex-prefeiturável Akira Auriani (PSB) também foi encaminhada – o socialista será absorvido no governo do andreense Paulo Serra (PSDB). E deve ser anunciado nos próximos dias que Anderson Afonso, que era responsável pela comunicação do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), reforçará o time na área dentro do Consórcio.

Câmara e Alex – 1
A sessão na Câmara de São Bernardo virou um palco de críticas à atuação do deputado federal Alex Manente (Cidadania). Teve início com proposta de requerimento, de autoria do vereador Julinho Fuzari (DEM), de aplausos ao deputado federal Fernando Rodolfo (PL-PE), pela proposta de multa a quem for flagrado furando a fila da vacinação no País. A indicação foi aprovada por unanimidade.

Câmara e Alex – 2
O requerimento de Julinho Fuzari, que pode ser candidato a federal, atinge Alex Manente, que também fez projeto semelhante – mas depois do colega de Pernambuco. Diante da discussão da proposta, além de Julinho, os vereadores Paulo Chuchu (PRTB) e Ivan Silva (PP), líder do governo Orlando Morando (PSDB) na Câmara, subiram à tribuna para questionar a atuação de Alex para São Bernardo.

Voto de pesar
Na sessão de terça-feira em São Caetano, a vereadora Bruna Biondi (Psol), do mandato coletivo Mulheres por Mais Direitos, foi a única a ser contra a um voto de pesar aprovado pela Câmara pela morte do ex-prefeito Luiz Carlos Grecco, de Ribeirão Pires. Ela alegou a atitude porque Grecco integrou a Arena, partido de suporte da ditadura militar, e foi figura próxima do ex-prefeito paulistano Paulo Maluf. A votação contrária, porém, foi vista com maus olhos porque não é comum vereador pedir para reprovar votos de pesar.

Volta sem máscara
Os vereadores de Mauá celebraram na terça-feira o retorno dos parlamentares Vaguinho do Zaíra (PSD) e Alessandro Martins (PDT), diagnosticados com Covid-19 e que cumpriram a quarentena. Porém, na sessão, foi possível ver muitos deles sem máscara, a despeito de o acesso público às galerias ter sido vetado.

Emenda
Em articulação junto ao deputado estadual Bruno Lima (PSL), a vereadora Ana Veterinária (DEM), de Santo André, conseguiu que o parlamentar incluísse emenda de R$ 200 mil para que a cidade pudesse fazer campanha de castração de cães e gatos. Segundo a democrata, o município realiza 300 cirurgias gratuitas por mês.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Morando e a tática de ser o salvador da pátria

Raphael Rocha

25/02/2021 | 00:01


O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), sempre teve na comunicação um de seus pilares de atuação política. Afeito aos holofotes, costuma centralizar todas as ações de governo na sua figura, de forma a evitar que qualquer secretário possa capitalizar politicamente, mesmo se efetivamente os créditos forem dele. Desde o início da pandemia, Morando passou a atropelar os colegas da região. Quando há discursos para tomar medidas de caráter regional, o tucano corre para antecipar uma decisão e, assim, virar centro das atenções em mídia até nacional. A mais recente foi o toque de recolher. Com dois dias de antecedência ao Estado, Morando anunciou que iria impedir a circulação de pessoas à noite e voltar a restringir aulas presenciais. Há suspeitas entre figuras públicas de outras cidades do Grande ABC que Morando tem recebido informações antecipadas sobre atividades que o governo paulista vai adotar – muitos citam que o secretário de Saúde são-bernardense, Geraldo Reple Sobrinho, está no comitê de contingência do novo coronavírus – e que vira o salvador da pátria sem nenhum puxão de orelhas da gestão de João Doria (PSDB).


BASTIDORES

Mudanças em curso
Dança das cadeiras à vista no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC. Carlos Eduardo da Silva, o Carlinhos, de Rio Grande da Serra, sai da função de diretor jurídico da entidade e será diretor financeiro e administrativo do colegiado. Na função jurídica, ele será substituído pelo ex-vereador Marcos Medeiros, de Santo André. A exoneração do ex-vereador rio-grandense e ex-prefeiturável Akira Auriani (PSB) também foi encaminhada – o socialista será absorvido no governo do andreense Paulo Serra (PSDB). E deve ser anunciado nos próximos dias que Anderson Afonso, que era responsável pela comunicação do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), reforçará o time na área dentro do Consórcio.

Câmara e Alex – 1
A sessão na Câmara de São Bernardo virou um palco de críticas à atuação do deputado federal Alex Manente (Cidadania). Teve início com proposta de requerimento, de autoria do vereador Julinho Fuzari (DEM), de aplausos ao deputado federal Fernando Rodolfo (PL-PE), pela proposta de multa a quem for flagrado furando a fila da vacinação no País. A indicação foi aprovada por unanimidade.

Câmara e Alex – 2
O requerimento de Julinho Fuzari, que pode ser candidato a federal, atinge Alex Manente, que também fez projeto semelhante – mas depois do colega de Pernambuco. Diante da discussão da proposta, além de Julinho, os vereadores Paulo Chuchu (PRTB) e Ivan Silva (PP), líder do governo Orlando Morando (PSDB) na Câmara, subiram à tribuna para questionar a atuação de Alex para São Bernardo.

Voto de pesar
Na sessão de terça-feira em São Caetano, a vereadora Bruna Biondi (Psol), do mandato coletivo Mulheres por Mais Direitos, foi a única a ser contra a um voto de pesar aprovado pela Câmara pela morte do ex-prefeito Luiz Carlos Grecco, de Ribeirão Pires. Ela alegou a atitude porque Grecco integrou a Arena, partido de suporte da ditadura militar, e foi figura próxima do ex-prefeito paulistano Paulo Maluf. A votação contrária, porém, foi vista com maus olhos porque não é comum vereador pedir para reprovar votos de pesar.

Volta sem máscara
Os vereadores de Mauá celebraram na terça-feira o retorno dos parlamentares Vaguinho do Zaíra (PSD) e Alessandro Martins (PDT), diagnosticados com Covid-19 e que cumpriram a quarentena. Porém, na sessão, foi possível ver muitos deles sem máscara, a despeito de o acesso público às galerias ter sido vetado.

Emenda
Em articulação junto ao deputado estadual Bruno Lima (PSL), a vereadora Ana Veterinária (DEM), de Santo André, conseguiu que o parlamentar incluísse emenda de R$ 200 mil para que a cidade pudesse fazer campanha de castração de cães e gatos. Segundo a democrata, o município realiza 300 cirurgias gratuitas por mês.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;