Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 18 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Sérgio Vieira exalta técnicos portugueses

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ex-treinador do Tigre diz não ser coincidência dois compatriotas vencerem a Libertadores


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

06/02/2021 | 00:01


Pelo segundo ano consecutivo um treinador português à frente de uma equipe brasileira chega ao título da Copa Libertadores e se credencia para a disputa do Mundial de Clubes. Coincidência? Segundo uma figura portuguesa bastante conhecida no Grande ABC, não. De acordo com o ex-treinador do São Bernardo FC e outros times, o lusitano Sérgio Vieira, a conquista de Abel Ferreira no Palmeiras, precedendo Jorge Jesus no Flamengo, é reflexo de um trabalho de longo prazo realizado pelos profissionais de Portugal.

“Não é por acaso que pelo segundo ano consecutivo um português conquista, porque internacionalmente tem acontecido com muitos, como (André) Villas-Boas (campeão da Liga Europa com o Porto), (José) Mourinho (bicampeão da Liga dos Campeões, por Porto e Inter de Milão, e bicampeão da Liga Europa, por Porto e Manchester United), Nuno Espírito Santo, Leonardo França, por isso não é novidade que aconteça, como por mérito enorme do Abel e também por toda a estrutura do Palmeiras, que ajudou nessa caminhada até o título”, afirmou Vieira, que critica a comparação constantemente feita pela imprensa entre treinadores brasileiros e portugueses. “As questões educacionais são diferentes, de país para país, de continente para continente, de cultura para cultura, e isso interfere no que é o profissional. Assim como a formação técnica dos treinadores também difere de país para país.”

O ex-comandante do Tigre chegou a trabalhar junto de Abel Ferreira no Sporting, quando este iniciava à frente do sub-19 do clube. “Em 2011, 2012, quando eu estava no Sporting Clube de Portugal, como observador, ele começou como treinador dos juniores. Tivemos convivência mais próxima. Via-se vontade enorme, dedicação grande naquilo que fazia para ser grande treinador”, recordou.

Sérgio Vieira, porém, discordou do fato de que um título colocaria Abel Ferreira e os treinadores conterrâneos em outro patamar. “Conquistar títulos dá destaque e valorização maior, mas não é isso o que define se o Abel ou os treinadores portugueses são bons ou não. Uma final se pode ganhar ou perder por detalhes, por erros, distração, pelo adversário ser superior. Estamos falando sobre as melhores equipes do mundo, hoje o Bayern é o melhor time do mundo. Ajuda a valorizar, mas não contribui para mudar de patamar. Os treinadores portugueses pela escola, percurso, cultura do futebol em Portugal, são competentes e, mesmo assim, há os bons e os menos bons.”

Independentemente de qualquer coisa, o treinador (que deixou recentemente o Farense-POR) revelou que torcerá pelo título mundial do Verdão. “Naturalmente minha torcida vai para o Palmeiras, seja na semifinal contra o Tigres e depois, passando desta eliminatória, também na final. Espero do fundo do coração que o Palmeiras consiga chegar à final e vencer o Bayern de Munique. É meu desejo como português e como alguém que tem carinho enorme pelas equipes brasileiras, pelo País, pelos brasileiros e por ser grato a tudo o que vivi aí”, disse Vieira, que deixou em aberto a possibilidade de voltar ao Brasil. “Tudo pode acontecer, Depende da sustentabilidade do projeto.” 

Silvia e Nickollas chegam a Doha e são submetidos a exames de Covid

Torcedores símbolo do Palmeiras, Silvia e Nickollas Grecco desembarcaram ontem à tarde (horário local) no aeroporto de Doha, no Catar, para onde viajaram a convite da Fifa para acompanhar o Alviverde no Mundial de Clubes. Segundo a mauaense, a viagem foi “muito boa, padrão Fifa” e, após saírem do avião foram encaminhados para cumprir os protocolos da Covid-19 no país do Oriente Médio, realizando imediatamente exame para detecção do vírus. Até sair o resultado, hoje, eles permanecerão no hotel.

“Temos de permanecer durante 24 horas até sair o resultado do exame para que a gente possa viver a vida normal e conhecer a beleza desse lugar, de pessoas acolhedoras, então estamos nos sentindo em casa”, disse Silvia, que espera poder encontrar o time brasileiro antes da partida de amanhã. "Ainda não tivemos contato com o Palmeiras, mas esperamos ter para desejar boa sorte.”

Segundo ela, ambos descansariam aguardando a agenda de hoje. Antes, porém, Nickollas aproveitou o quarto. “Pulou na cama, dançou, está muito feliz”, contou Silvia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;