Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Sobe para 18 número de mortos em acidente com ônibus em Minas

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


05/12/2020 | 13:41


Sobe para 18 o número de mortos da queda de um ônibus de ponte nessa sexta, 4, no entroncamento das BRs 381 e 262, no município de João Monlevade, Região Central de Minas a 117 quilômetros de Belo Horizonte. A décima oitava vítima estava internada em hospital de João Monlevade, conforme informações do governo do estado, e faleceu na manhã deste sábado, 5. O total de pessoas no ônibus era de 45. Treze seguem internadas na cidade, três em Belo Horizonte e sete já receberam alta. Três não precisaram de atendimento e um, o motorista, não foi localizado até o momento.

Um dos sobreviventes, o passageiro Cristiano Vieira Batalha, relatou às autoridades que o ônibus, após falha mecânica, voltou na pista, em trecho de subida, bateu na mureta da ponte e caiu ao lado de uma estrada de ferro. Cristiano e outras cinco pessoas, inclusive o motorista, pularam do veículos antes que despencasse. Do total de mortos, 13 morreram no local do acidente e cinco depois de atendimento médico.

O ônibus saiu na quinta-feira, 3, às 9h do distrito de Santa Cruz do Deserto, município de Mata Grande, em Alagoas, e seguia para São Paulo, capital. O veículo não tinha autorização para transporte de passageiros. A Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) informou que o ônibus está vinculado à empresa JS Turismo, que tem um "termo de autorização para prestação de serviço regular de transporte de passageiros". Essa autorização foi concedida, segundo a ANTT, por decisão judicial e de forma liminar. Por outro lado, ainda conforme a agência, o veículo, especificamente, não estava habilitado para o transporte de passageiros. A reportagem não conseguiu contato com a JS Turismo.

A Polícia Civil de Minas Gerais instaurou inquérito para apurar as causas do acidente. Todos os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) da capital, onde passam por necropsia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sobe para 18 número de mortos em acidente com ônibus em Minas


05/12/2020 | 13:41


Sobe para 18 o número de mortos da queda de um ônibus de ponte nessa sexta, 4, no entroncamento das BRs 381 e 262, no município de João Monlevade, Região Central de Minas a 117 quilômetros de Belo Horizonte. A décima oitava vítima estava internada em hospital de João Monlevade, conforme informações do governo do estado, e faleceu na manhã deste sábado, 5. O total de pessoas no ônibus era de 45. Treze seguem internadas na cidade, três em Belo Horizonte e sete já receberam alta. Três não precisaram de atendimento e um, o motorista, não foi localizado até o momento.

Um dos sobreviventes, o passageiro Cristiano Vieira Batalha, relatou às autoridades que o ônibus, após falha mecânica, voltou na pista, em trecho de subida, bateu na mureta da ponte e caiu ao lado de uma estrada de ferro. Cristiano e outras cinco pessoas, inclusive o motorista, pularam do veículos antes que despencasse. Do total de mortos, 13 morreram no local do acidente e cinco depois de atendimento médico.

O ônibus saiu na quinta-feira, 3, às 9h do distrito de Santa Cruz do Deserto, município de Mata Grande, em Alagoas, e seguia para São Paulo, capital. O veículo não tinha autorização para transporte de passageiros. A Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) informou que o ônibus está vinculado à empresa JS Turismo, que tem um "termo de autorização para prestação de serviço regular de transporte de passageiros". Essa autorização foi concedida, segundo a ANTT, por decisão judicial e de forma liminar. Por outro lado, ainda conforme a agência, o veículo, especificamente, não estava habilitado para o transporte de passageiros. A reportagem não conseguiu contato com a JS Turismo.

A Polícia Civil de Minas Gerais instaurou inquérito para apurar as causas do acidente. Todos os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) da capital, onde passam por necropsia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;