Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Nova legislatura já esquenta em Sto.André


Raphael Rocha

27/11/2020 | 00:01


No que depender da prévia, a próxima legislatura em Santo André tende a ser quente. Ricardo Alvarez, vereador eleito pelo Psol, usou as redes sociais para alfinetar a base de sustentação ao falar sobre a múltipla concorrência pela presidência da casa e também sobre um fato que reverberou mais. “Primeiro suplente de vereador do PSDB pede cassação do mandato do vereador eleito do... PSDB”, escreveu Alvarez. O primeiro suplente é Márcio Colombo, militante do MBL (Movimento Brasil Livre), que catapultou Kim Kataguiri (DEM), hoje deputado federal, e Fernando Holiday (Patriota), vereador paulistano. Colombo rebateu. Disse que Alvarez infelizmente foi eleito vereador de Santo André e que dissemina fake news. “Mentira e é padrão de todos vocês da bandeira socialista espalhar fake news e insinuações para tentar conturbar. É chororô de perdedor. Não se conforma que seu prefeitinho foi acachapado nas urnas”, rebateu, em referência a Bruno Daniel (Psol), terceiro colocado no pleito.

BASTIDORES

Manifestação
O Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos e Autárquicos) de São Bernardo segue mobilização depois que a Câmara aprovou o fim da Fundação Criança e o aumento da alíquota que os funcionários precisam pagar para manter o SBCPrev, regime de Previdência municipal. Diretor da entidade, Dinailton Cerqueira mantém greve de fome. E a direção do sindicato avisou que hoje, às 18h, haverá protesto em frente ao Legislativo.

Iluminação natalina

A Câmara de São Caetano contratou a empresa Bombardier Group Locação e Serviços para instalar iluminação natalina nas dependências da casa. A firma vai receber R$ 171,8 mil pelo serviço. O contrato foi assinado pelo presidente da casa, Pio Mielo (PSDB), e tornado público no dia 19.

Cobrança
Cabos eleitorais contratados pela campanha do vereador Ronaldo Lacerda, candidato do PDT à Prefeitura de Diadema, reclamaram que não receberam todo valor acordado para trabalhar na empreitada pedetista. Ouviram de alguns militantes pró-Lacerda que ainda falta chegar parcela do fundo partidário que o PDT nacional prometeu para o prefeiturável – Lacerda foi o quinto mais bem votado no primeiro turno e agora apoia a candidatura de José de Filippi Júnior (PT).

Ação judicial
A coligação São Bernardo da Sua Gente, que defendeu Luiz Marinho (PT) nas urnas, ingressou com ação de investigação judicial eleitoral contra o vereador eleito Lucas Ferreira (DEM), aliado do prefeito Orlando Morando (PSDB). Filho de um diretor afastado da ETC (Empresa de Transportes Coletivos), autarquia vinculada à Prefeitura, Lucas foi acusado por usar a estrutura do departamento público para impulsionar sua campanha. O juiz eleitoral Rodrigo Faccio da Silveira, da 174ª Zona Eleitoral, encaminhou a denúncia para o Ministério Público analisar.

Atila e os Damo
Durante agenda no Jardim Zaíra, o prefeito de Mauá e candidato à reeleição, Atila Jacomussi (PSB), foi cobrado por um eleitor sobre sua relação com a família Damo. O morador perguntou ao socialista se ele não conhecia os Damo – cujo patriarca é o ex-prefeito Leonel Damo. O chefe do Executivo respondeu: “Fique tranquilo porque a vovozinha já foi embora”. A frase foi em referência à sua vice, Alaíde Damo (MDB), com quem teve relação conturbada. O número dois da chapa é Israel Aleixo, o Bell (PSB).

Estimativa
O candidato do PSD à Prefeitura de Diadema, Taka Yamauchi, disse não ter se surpreendido com a neutralidade de Ricardo Yoshio (PSDB), terceiro colocado na corrida eleitoral da cidade. “Não ficou frustração alguma. A gente sabia desde o início que, mesmo ele estando no PSDB, sempre teve um vínculo grande com o PT. Na verdade, o Ricardo sempre foi para onde o vento leva. Não me surpreende nada essa neutralidade. A gente sabe que o eleitorado do Ricardo, em grande parte, coisa de 95%, vota na gente.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Nova legislatura já esquenta em Sto.André

Raphael Rocha

27/11/2020 | 00:01


No que depender da prévia, a próxima legislatura em Santo André tende a ser quente. Ricardo Alvarez, vereador eleito pelo Psol, usou as redes sociais para alfinetar a base de sustentação ao falar sobre a múltipla concorrência pela presidência da casa e também sobre um fato que reverberou mais. “Primeiro suplente de vereador do PSDB pede cassação do mandato do vereador eleito do... PSDB”, escreveu Alvarez. O primeiro suplente é Márcio Colombo, militante do MBL (Movimento Brasil Livre), que catapultou Kim Kataguiri (DEM), hoje deputado federal, e Fernando Holiday (Patriota), vereador paulistano. Colombo rebateu. Disse que Alvarez infelizmente foi eleito vereador de Santo André e que dissemina fake news. “Mentira e é padrão de todos vocês da bandeira socialista espalhar fake news e insinuações para tentar conturbar. É chororô de perdedor. Não se conforma que seu prefeitinho foi acachapado nas urnas”, rebateu, em referência a Bruno Daniel (Psol), terceiro colocado no pleito.

BASTIDORES

Manifestação
O Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos e Autárquicos) de São Bernardo segue mobilização depois que a Câmara aprovou o fim da Fundação Criança e o aumento da alíquota que os funcionários precisam pagar para manter o SBCPrev, regime de Previdência municipal. Diretor da entidade, Dinailton Cerqueira mantém greve de fome. E a direção do sindicato avisou que hoje, às 18h, haverá protesto em frente ao Legislativo.

Iluminação natalina

A Câmara de São Caetano contratou a empresa Bombardier Group Locação e Serviços para instalar iluminação natalina nas dependências da casa. A firma vai receber R$ 171,8 mil pelo serviço. O contrato foi assinado pelo presidente da casa, Pio Mielo (PSDB), e tornado público no dia 19.

Cobrança
Cabos eleitorais contratados pela campanha do vereador Ronaldo Lacerda, candidato do PDT à Prefeitura de Diadema, reclamaram que não receberam todo valor acordado para trabalhar na empreitada pedetista. Ouviram de alguns militantes pró-Lacerda que ainda falta chegar parcela do fundo partidário que o PDT nacional prometeu para o prefeiturável – Lacerda foi o quinto mais bem votado no primeiro turno e agora apoia a candidatura de José de Filippi Júnior (PT).

Ação judicial
A coligação São Bernardo da Sua Gente, que defendeu Luiz Marinho (PT) nas urnas, ingressou com ação de investigação judicial eleitoral contra o vereador eleito Lucas Ferreira (DEM), aliado do prefeito Orlando Morando (PSDB). Filho de um diretor afastado da ETC (Empresa de Transportes Coletivos), autarquia vinculada à Prefeitura, Lucas foi acusado por usar a estrutura do departamento público para impulsionar sua campanha. O juiz eleitoral Rodrigo Faccio da Silveira, da 174ª Zona Eleitoral, encaminhou a denúncia para o Ministério Público analisar.

Atila e os Damo
Durante agenda no Jardim Zaíra, o prefeito de Mauá e candidato à reeleição, Atila Jacomussi (PSB), foi cobrado por um eleitor sobre sua relação com a família Damo. O morador perguntou ao socialista se ele não conhecia os Damo – cujo patriarca é o ex-prefeito Leonel Damo. O chefe do Executivo respondeu: “Fique tranquilo porque a vovozinha já foi embora”. A frase foi em referência à sua vice, Alaíde Damo (MDB), com quem teve relação conturbada. O número dois da chapa é Israel Aleixo, o Bell (PSB).

Estimativa
O candidato do PSD à Prefeitura de Diadema, Taka Yamauchi, disse não ter se surpreendido com a neutralidade de Ricardo Yoshio (PSDB), terceiro colocado na corrida eleitoral da cidade. “Não ficou frustração alguma. A gente sabia desde o início que, mesmo ele estando no PSDB, sempre teve um vínculo grande com o PT. Na verdade, o Ricardo sempre foi para onde o vento leva. Não me surpreende nada essa neutralidade. A gente sabe que o eleitorado do Ricardo, em grande parte, coisa de 95%, vota na gente.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;