Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Um entardecer na Avenida Goiás

Coreto, playground, bancos de concreto, mosaicos portugueses personalizados formando corredores entre canteiros gramados que ganhavam suas primeiras vegetações. Este jardim ou praça ganhou o nome de Primeiro de Maio e inaugurou uma série de equipamentos públicos no alto da cidade


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

10/08/2020 | 00:01


“O projeto da Concha Acústica no Jardim Primeiro de Maio recebeu o primeiro prêmio de arquitetura sul-americana.” 

Fonte: IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), monografia impressa em 13-3-1972. 

Expandia-se o novo Centro de São Caetano. A primeira praça, a Primeiro de Maio, antecedeu a construção do Paço Municipal. Nela foi construída a Concha Acústica, onde o TG promovia a cerimônia do juramento à bandeira e eram realizadas atividades artísticas. Exibiam-se filmes em preto e branco.

São Caetano, município autônomo, construía sua identidade naquela virada dos anos 1950 para 1960. No terreno ao lado havia um campo de futebol, na área da futura Praça dos Estudantes e do Paço Municipal. Não se cogitava o alargamento da Avenida Goiás.

PRAÇA DOS ESTUDANTES

Em 1970, a Prefeitura apresentou a maquete da nova Praça dos Estudantes, em frente ao Paço inaugurado em 1961 e ao lado da Praça Primeiro de Maio, com dois destaques:

1 – Um marco com a localização dos pontos cardiais.

2 – Uma rampa onde ficariam os mastros das bandeiras.

Detalhe: o projeto foi assinado por dois arquitetos da própria Prefeitura, Jurij Solski e Mamor Sugo. Ou seja: desde a sua concepção, uma obra por administração direta, sem necessidade de concorrência pública.

DEPOIS...

O marco – de 30 metros de altura – foi chamado de obelisco. Fez história, mas não resistiu ao alargamento da Avenida Goiás a partir de 1974. E foi derrubado. 

A rampa das bandeiras resiste, com todas as modificações ocorridas ao redor. Lembra um barco atracado, na definição do pesquisador Luiz Domingos Romano, que brincou no parquinho da antiga Praça Primeiro de Maio e viu a banda tocar neste coreto da foto tão bonita da São Caetano de outros tempos.

Diário há meio século

Domingo, 9 de agosto de 1970 – ano 13, edição 1305 (numeração repetida)

Mauá – Tem início uma série de cursos gratuitos de português e matemática no Grupo Escolar Professora Emília Crem dos Santos, na Vila Flora, por iniciativa da Sociedade Amigos do Jardim Itapark.

As aulas seriam ministradas pelos professores Gilberto Gomes Garcia, Benedito Edson Guimarães, dona Vilma Orta de Lima, com a colaboração de Manoel Amaro de Lima, da SAB.

Em 10 de agosto de...

1930 – Benedicto de Lima reassume o exercício do seu cargo de contador municipal em São Bernardo, após licença.

O momento político. Em São Paulo, Ferreira Rosa, chefe de polícia, chama um dos diretores do  Estadão, em seu gabinete, e insinua que o jornal deveria modificara linguagem dos editoriais.

Nota – O Estadão criticava o modo com que ocorrera as últimas eleições nacionais, repletas de fraudes na vitória de Julio Prestes sobre Getúlio Vargas à Presidência da República. O delegado Rosa, anos depois, seria nomeado prefeito de Santo André.

1960 – Uma comissão de vereadores de Ribeirão Pires foi designada para pedir ao presidente Juscelino Kubitschek a redução do preço das passagens dos trens de subúrbio da Estrada de Ferro Santos a Jundiaí.

A mesma comissão pedirá a JK que Ribeirão Pires, incluída na 5ª Região para efeito de fixação do salário mínimo, seja classificada na 1ª Região.

Em Lisboa, ocorre a inauguração do Monumento dos Descobrimentos, com a presença dos presidentes do Brasil, JK, e de Portugal, Américo Thomas. 

Hoje

- Dia Nacional da Enfermeira (em homenagem a Ana Nery, voluntária da Guerra do Paraguai)

Santos do dia

- Filomena

Município brasileiro

- Castilho. Fundado em 10 de agosto de 1937. Elevado a município em 1954, quando se separa de Andradina. Fonte: IBGE 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Um entardecer na Avenida Goiás

Coreto, playground, bancos de concreto, mosaicos portugueses personalizados formando corredores entre canteiros gramados que ganhavam suas primeiras vegetações. Este jardim ou praça ganhou o nome de Primeiro de Maio e inaugurou uma série de equipamentos públicos no alto da cidade

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

10/08/2020 | 00:01


“O projeto da Concha Acústica no Jardim Primeiro de Maio recebeu o primeiro prêmio de arquitetura sul-americana.” 

Fonte: IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), monografia impressa em 13-3-1972. 

Expandia-se o novo Centro de São Caetano. A primeira praça, a Primeiro de Maio, antecedeu a construção do Paço Municipal. Nela foi construída a Concha Acústica, onde o TG promovia a cerimônia do juramento à bandeira e eram realizadas atividades artísticas. Exibiam-se filmes em preto e branco.

São Caetano, município autônomo, construía sua identidade naquela virada dos anos 1950 para 1960. No terreno ao lado havia um campo de futebol, na área da futura Praça dos Estudantes e do Paço Municipal. Não se cogitava o alargamento da Avenida Goiás.

PRAÇA DOS ESTUDANTES

Em 1970, a Prefeitura apresentou a maquete da nova Praça dos Estudantes, em frente ao Paço inaugurado em 1961 e ao lado da Praça Primeiro de Maio, com dois destaques:

1 – Um marco com a localização dos pontos cardiais.

2 – Uma rampa onde ficariam os mastros das bandeiras.

Detalhe: o projeto foi assinado por dois arquitetos da própria Prefeitura, Jurij Solski e Mamor Sugo. Ou seja: desde a sua concepção, uma obra por administração direta, sem necessidade de concorrência pública.

DEPOIS...

O marco – de 30 metros de altura – foi chamado de obelisco. Fez história, mas não resistiu ao alargamento da Avenida Goiás a partir de 1974. E foi derrubado. 

A rampa das bandeiras resiste, com todas as modificações ocorridas ao redor. Lembra um barco atracado, na definição do pesquisador Luiz Domingos Romano, que brincou no parquinho da antiga Praça Primeiro de Maio e viu a banda tocar neste coreto da foto tão bonita da São Caetano de outros tempos.

Diário há meio século

Domingo, 9 de agosto de 1970 – ano 13, edição 1305 (numeração repetida)

Mauá – Tem início uma série de cursos gratuitos de português e matemática no Grupo Escolar Professora Emília Crem dos Santos, na Vila Flora, por iniciativa da Sociedade Amigos do Jardim Itapark.

As aulas seriam ministradas pelos professores Gilberto Gomes Garcia, Benedito Edson Guimarães, dona Vilma Orta de Lima, com a colaboração de Manoel Amaro de Lima, da SAB.

Em 10 de agosto de...

1930 – Benedicto de Lima reassume o exercício do seu cargo de contador municipal em São Bernardo, após licença.

O momento político. Em São Paulo, Ferreira Rosa, chefe de polícia, chama um dos diretores do  Estadão, em seu gabinete, e insinua que o jornal deveria modificara linguagem dos editoriais.

Nota – O Estadão criticava o modo com que ocorrera as últimas eleições nacionais, repletas de fraudes na vitória de Julio Prestes sobre Getúlio Vargas à Presidência da República. O delegado Rosa, anos depois, seria nomeado prefeito de Santo André.

1960 – Uma comissão de vereadores de Ribeirão Pires foi designada para pedir ao presidente Juscelino Kubitschek a redução do preço das passagens dos trens de subúrbio da Estrada de Ferro Santos a Jundiaí.

A mesma comissão pedirá a JK que Ribeirão Pires, incluída na 5ª Região para efeito de fixação do salário mínimo, seja classificada na 1ª Região.

Em Lisboa, ocorre a inauguração do Monumento dos Descobrimentos, com a presença dos presidentes do Brasil, JK, e de Portugal, Américo Thomas. 

Hoje

- Dia Nacional da Enfermeira (em homenagem a Ana Nery, voluntária da Guerra do Paraguai)

Santos do dia

- Filomena

Município brasileiro

- Castilho. Fundado em 10 de agosto de 1937. Elevado a município em 1954, quando se separa de Andradina. Fonte: IBGE 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;