Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 25 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

CPI da Merenda sob risco em S.Bernardo


Raphael Rocha

04/08/2020 | 00:01


As sessões ordinárias na Câmara de São Bernardo voltam nesta semana – os parlamentares organizaram sessões extraordinárias durante o mês de julho, quando deveriam estar de recesso. E, pelo regimento interno da casa e a LOM (Lei Orgânica do Município), somente em sessões ordinárias que CPIs podem ser analisadas. Desse modo, esta é uma semana decisiva para a CPI da Merenda. O vereador Rafael Demarchi, pré-candidato do PSL à Prefeitura neste ano, pretende emplacar uma comissão parlamentar para apurar também as denúncias apresentadas pelo MPF (Ministério Público Federal) contra o prefeito Orlando Morando (PSDB), de que ele teria recebido R$ 600 mil para favorecer empresas do ramo alimentício ligadas ao seu ex-secretário, o advogado Carlos Maciel. Mas a base de sustentação já age para evitar qualquer contratempo. Três protocolos estão registrados na Câmara, sendo uma apuração indigesta ao Paço e outras duas mais suaves. A indigesta é a CPI da Saúde, que busca investigar indicações de parentes de políticos por São Bernardo na FUABC (Fundação do ABC). As outras duas envolvem a atuação da Transpetro (Petrobras Transportes S/A) e da Enel. Se depender do governo, serão essas as aprovadas. Com duração de 180 dias. Como há, no regimento interno, regra que impede a instalação de três CPIs conjuntas, a análise sobre as denúncias na merenda escolar ficariam só para 2021.

BASTIDORES

Passado que condena
O deputado federal Alex Manente (Cidadania), de São Bernardo, segue sua estratégia de tentar desvencilhar sua imagem do PT. Postou, no fim de semana, em suas redes sociais, crítica ao petismo, com a foto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) embaixo de um símbolo negativo e dos dizeres: “Não queremos a volta do PT!” Ao passo que Alex busca se desassociar do PT, surgem imagens dele ao lado do ex-prefeito Luiz Marinho (PT) e de Lula. Em 2008, para impedir que o hoje prefeito Orlando Morando (PSDB) vencesse aquele pleito, Alex apoiou Marinho e o PT. Agora, está próximo do tucano.

Sessões presenciais
A presidência da Câmara de Santo André, sob responsabilidade de Pedrinho Botaro (PSDB), decidiu mudar os planos e vai, a partir de hoje, permitir sessões presenciais. Também descartou a ideia, pelo menos por ora, de rodízio entre os parlamentares. Permanece, contudo, a limitação de acesso de assessores ao plenário, bem como o atendimento de munícipes nos gabinetes. Às quintas-feiras, entretanto, as sessões serão virtuais.

Vice – 1
O PL decidiu indicar o vereador Carlos Humberto Seraphim (PL) para entrar na briga pela vice do prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB). O partido se reuniu ontem à noite, em encontro que contou com a bancada – formada também por Caio Funaki, Mauricio Fernandes e Moacir Rubira – e com o secretário de Serviços Urbanos, Iliomar Darronqui.

Vice – 2
Doutor Seraphim (o segundo, a partir da esquerda), como é conhecido, integra lista de postulantes à vaga, juntamente com o atual vice Beto Vidoski (PSDB), o ex-reitor da USCS Marcos Bassi (PSDB), o articulador do governo Gersio Sartori (PSDB) e o vereador Marcel Munhoz (Cidadania). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

CPI da Merenda sob risco em S.Bernardo

Raphael Rocha

04/08/2020 | 00:01


As sessões ordinárias na Câmara de São Bernardo voltam nesta semana – os parlamentares organizaram sessões extraordinárias durante o mês de julho, quando deveriam estar de recesso. E, pelo regimento interno da casa e a LOM (Lei Orgânica do Município), somente em sessões ordinárias que CPIs podem ser analisadas. Desse modo, esta é uma semana decisiva para a CPI da Merenda. O vereador Rafael Demarchi, pré-candidato do PSL à Prefeitura neste ano, pretende emplacar uma comissão parlamentar para apurar também as denúncias apresentadas pelo MPF (Ministério Público Federal) contra o prefeito Orlando Morando (PSDB), de que ele teria recebido R$ 600 mil para favorecer empresas do ramo alimentício ligadas ao seu ex-secretário, o advogado Carlos Maciel. Mas a base de sustentação já age para evitar qualquer contratempo. Três protocolos estão registrados na Câmara, sendo uma apuração indigesta ao Paço e outras duas mais suaves. A indigesta é a CPI da Saúde, que busca investigar indicações de parentes de políticos por São Bernardo na FUABC (Fundação do ABC). As outras duas envolvem a atuação da Transpetro (Petrobras Transportes S/A) e da Enel. Se depender do governo, serão essas as aprovadas. Com duração de 180 dias. Como há, no regimento interno, regra que impede a instalação de três CPIs conjuntas, a análise sobre as denúncias na merenda escolar ficariam só para 2021.

BASTIDORES

Passado que condena
O deputado federal Alex Manente (Cidadania), de São Bernardo, segue sua estratégia de tentar desvencilhar sua imagem do PT. Postou, no fim de semana, em suas redes sociais, crítica ao petismo, com a foto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) embaixo de um símbolo negativo e dos dizeres: “Não queremos a volta do PT!” Ao passo que Alex busca se desassociar do PT, surgem imagens dele ao lado do ex-prefeito Luiz Marinho (PT) e de Lula. Em 2008, para impedir que o hoje prefeito Orlando Morando (PSDB) vencesse aquele pleito, Alex apoiou Marinho e o PT. Agora, está próximo do tucano.

Sessões presenciais
A presidência da Câmara de Santo André, sob responsabilidade de Pedrinho Botaro (PSDB), decidiu mudar os planos e vai, a partir de hoje, permitir sessões presenciais. Também descartou a ideia, pelo menos por ora, de rodízio entre os parlamentares. Permanece, contudo, a limitação de acesso de assessores ao plenário, bem como o atendimento de munícipes nos gabinetes. Às quintas-feiras, entretanto, as sessões serão virtuais.

Vice – 1
O PL decidiu indicar o vereador Carlos Humberto Seraphim (PL) para entrar na briga pela vice do prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB). O partido se reuniu ontem à noite, em encontro que contou com a bancada – formada também por Caio Funaki, Mauricio Fernandes e Moacir Rubira – e com o secretário de Serviços Urbanos, Iliomar Darronqui.

Vice – 2
Doutor Seraphim (o segundo, a partir da esquerda), como é conhecido, integra lista de postulantes à vaga, juntamente com o atual vice Beto Vidoski (PSDB), o ex-reitor da USCS Marcos Bassi (PSDB), o articulador do governo Gersio Sartori (PSDB) e o vereador Marcel Munhoz (Cidadania). 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;