Fechar
Publicidade

Domingo, 9 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Indicação de Bassi para vice de Auricchio ganha apoio de associação e docentes da USCS

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Cartas abertas elogiam ex-reitor, que está na disputa para dividir chapa com prefeito


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

26/06/2020 | 00:03


O presidente da Aimes-SP (Associação das Instituições Municipais de Ensino Superior de São Paulo), professor e mestre Eduardo Augusto Vella Gonçalves, e grupo de professores, funcionários e integrantes da comunidade acadêmica da USCS (Universidade Municipal de São Caetano) externaram ao prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) pedido para que o tucano escolha o ex-reitor da USCS Marcos Bassi (PSDB) como vice em sua chapa de candidatura à reeleição.

Bassi renunciou no início do mês à função de comando na USCS, dentro do prazo legal de desincompatibilização, com objetivo de entrar na disputa pela vice de Auricchio – o posto é atualmente de Beto Vidoski (PSDB), mas há outros nomes cogitados, como o vereador Marcel Munhoz (Cidadania) e o presidente do Podemos na cidade, Luiz Cicaroni. Ontem, Auricchio oficializou Leandro Campi Prearo como reitor da instituição de ensino.

Vella Gonçalves, que é diretor executivo da Fema (Fundação Educacional do Município de Assis), no Interior, discorreu que Bassi foi, por cinco anos, presidente da Aimes-SP, “tendo sido um dos grandes responsáveis pelo reconhecimento e pelo crescimento das nossas instituições municipais por sua determinação, coragem, arrojo e competência”. E que, por isso, apoia Bassi para ser vice.

Professores e funcionários da USCS recorreram à carta aberta para defender Bassi como número dois na chapa de Auricchio. Segundo trecho do documento, o tucano possui capacidade de gestão na área, “em especial na área da educação”. A carta lista obras e feitos de Bassi à frente da USCS como credenciais para que ele seja alçado ao posto. Ao todo, 170 pessoas já assinaram o papel e o processo de coleta de apoiamentos prossegue.

“Vejo com bastante alegria e responsabilidade essa mobilização em torno do meu nome. Entendo que é um processo (a escolha do vice) e essa mobilização traz robustez ao meu nome”, sintetizou Bassi.

Auricchio tem dito que vai definir o nome de seu companheiro de chapa às vésperas da convenção. O prazo para homologação das candidaturas termina dia 5 de agosto. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Indicação de Bassi para vice de Auricchio ganha apoio de associação e docentes da USCS

Cartas abertas elogiam ex-reitor, que está na disputa para dividir chapa com prefeito

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

26/06/2020 | 00:03


O presidente da Aimes-SP (Associação das Instituições Municipais de Ensino Superior de São Paulo), professor e mestre Eduardo Augusto Vella Gonçalves, e grupo de professores, funcionários e integrantes da comunidade acadêmica da USCS (Universidade Municipal de São Caetano) externaram ao prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) pedido para que o tucano escolha o ex-reitor da USCS Marcos Bassi (PSDB) como vice em sua chapa de candidatura à reeleição.

Bassi renunciou no início do mês à função de comando na USCS, dentro do prazo legal de desincompatibilização, com objetivo de entrar na disputa pela vice de Auricchio – o posto é atualmente de Beto Vidoski (PSDB), mas há outros nomes cogitados, como o vereador Marcel Munhoz (Cidadania) e o presidente do Podemos na cidade, Luiz Cicaroni. Ontem, Auricchio oficializou Leandro Campi Prearo como reitor da instituição de ensino.

Vella Gonçalves, que é diretor executivo da Fema (Fundação Educacional do Município de Assis), no Interior, discorreu que Bassi foi, por cinco anos, presidente da Aimes-SP, “tendo sido um dos grandes responsáveis pelo reconhecimento e pelo crescimento das nossas instituições municipais por sua determinação, coragem, arrojo e competência”. E que, por isso, apoia Bassi para ser vice.

Professores e funcionários da USCS recorreram à carta aberta para defender Bassi como número dois na chapa de Auricchio. Segundo trecho do documento, o tucano possui capacidade de gestão na área, “em especial na área da educação”. A carta lista obras e feitos de Bassi à frente da USCS como credenciais para que ele seja alçado ao posto. Ao todo, 170 pessoas já assinaram o papel e o processo de coleta de apoiamentos prossegue.

“Vejo com bastante alegria e responsabilidade essa mobilização em torno do meu nome. Entendo que é um processo (a escolha do vice) e essa mobilização traz robustez ao meu nome”, sintetizou Bassi.

Auricchio tem dito que vai definir o nome de seu companheiro de chapa às vésperas da convenção. O prazo para homologação das candidaturas termina dia 5 de agosto. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;