Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Estado contrata 4.500 leitos privados para atendimento ao novo coronavírus

Divulgação/Governo do Estado Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Do total 1.500 serão de UTI que serão disponibilizados até o dia de junho; investimento foi de R$ 594 milhões


Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

20/05/2020 | 12:28


O Estado publicou hoje no Diário Oficial decreto em que propõe contratação de 4.500 leitos da unidade privada para atendimento dos casos de novo coronavírus. O anúncio acaba de ser feito pelo governador João Doria (PSDB) em coletiva de imprensa - 1.500 deles serão de UTI. Ao todo, serão investidos R$ 594 milhões e, em 20 dias - até 11 de junho, portanto - todos deverão estar disponibilizados para os pacientes. "Com essa medida São Paulo praticamente dobra o número de leitos", enumera Doria.

Também será inaugurado hoje o quarto hospital de campanha de São Paulo, no Heliópolis. "São mais 200 leitos, 24 deles de UTI, com 600 profissionais. Somados com os outros complexos hospitalares, hoje temos 2.440 leitos para o tratamento de pacientes infectados com o novo coronavírus", descreve o governador. Os outros são no Pacaembu, Anhembi e Ibirapuera. Segundo ele, amanhã haverá uma reunião entre os governadores e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), e também os ministros, para discutir as medidas em combate à pandemia. " Esperamos que seja uma reunião em paz. Todos (governadores) estarão com espírito aberto ao diálogo e, sobretudo, com respeito à vida."

Doria alertou que o feriado proposto pela Capital - hoje e amanhã -, com ponto facultativo na sexta - feriado aqui no Grande ABC -, somado ao fim de semana e segunda-feira, não foram feitos para o passeio. "Feriado não foi criado para viajar, para lazer. Foi criado para resguardar a saúde e a vida dos brasileiros de São Paulo. Faço apelo: por favor, fiquem em casa nestes dias. É preciso que tenhamos consciência da gravidade para evitar que mais brasileiros percam suas vidas." E disse: "Temos protocolos mais rígidos. Antes de anunciá-lo vamos ter esperança e confiança de que as pessoas vão saber respeitar a orientação. Se isso não ocorrer vamos ter de avançar em novas etapas (lockdown)."

O Brasil registrou 271.622 casos confirmados do novo coronavírus e 17.971 mortos. Em São Paulo são 69.859 casos e 5.363 mortes, 216 em 24h. Segundo a secretaria de Saúde, 89,7% das UTIs estão ocupadas no Estado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estado contrata 4.500 leitos privados para atendimento ao novo coronavírus

Do total 1.500 serão de UTI que serão disponibilizados até o dia de junho; investimento foi de R$ 594 milhões

Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

20/05/2020 | 12:28


O Estado publicou hoje no Diário Oficial decreto em que propõe contratação de 4.500 leitos da unidade privada para atendimento dos casos de novo coronavírus. O anúncio acaba de ser feito pelo governador João Doria (PSDB) em coletiva de imprensa - 1.500 deles serão de UTI. Ao todo, serão investidos R$ 594 milhões e, em 20 dias - até 11 de junho, portanto - todos deverão estar disponibilizados para os pacientes. "Com essa medida São Paulo praticamente dobra o número de leitos", enumera Doria.

Também será inaugurado hoje o quarto hospital de campanha de São Paulo, no Heliópolis. "São mais 200 leitos, 24 deles de UTI, com 600 profissionais. Somados com os outros complexos hospitalares, hoje temos 2.440 leitos para o tratamento de pacientes infectados com o novo coronavírus", descreve o governador. Os outros são no Pacaembu, Anhembi e Ibirapuera. Segundo ele, amanhã haverá uma reunião entre os governadores e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), e também os ministros, para discutir as medidas em combate à pandemia. " Esperamos que seja uma reunião em paz. Todos (governadores) estarão com espírito aberto ao diálogo e, sobretudo, com respeito à vida."

Doria alertou que o feriado proposto pela Capital - hoje e amanhã -, com ponto facultativo na sexta - feriado aqui no Grande ABC -, somado ao fim de semana e segunda-feira, não foram feitos para o passeio. "Feriado não foi criado para viajar, para lazer. Foi criado para resguardar a saúde e a vida dos brasileiros de São Paulo. Faço apelo: por favor, fiquem em casa nestes dias. É preciso que tenhamos consciência da gravidade para evitar que mais brasileiros percam suas vidas." E disse: "Temos protocolos mais rígidos. Antes de anunciá-lo vamos ter esperança e confiança de que as pessoas vão saber respeitar a orientação. Se isso não ocorrer vamos ter de avançar em novas etapas (lockdown)."

O Brasil registrou 271.622 casos confirmados do novo coronavírus e 17.971 mortos. Em São Paulo são 69.859 casos e 5.363 mortes, 216 em 24h. Segundo a secretaria de Saúde, 89,7% das UTIs estão ocupadas no Estado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;