Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Contratos do Ramalhão começam a acabar hoje

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Vínculos de nove jogadores do time que lidera o Campeonato Paulista chegam ao fim


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

07/04/2020 | 00:07


A pandemia do novo coronavírus cancelou, suspendeu ou adiou praticamente todas as competições esportivas pelo mundo, independentemente das modalidades – exceção feita às virtuais. Sendo assim, muitos jogadores de futebol, por exemplo, voltaram para suas casas para cumprir a quarentena até que a situação se restabeleça e os campeonatos voltem à ativa. Porém, o EC Santo André vive um dilema: quando o Paulistão foi paralisado, logo após a realização da décima rodada, o Ramalhão liderava o torneio, muito próximo das classificações ao mata-mata e à Série D do Brasileiro de 2021. Entretanto, veio a paralisação do torneio, que teria no último fim de semana a disputa das quartas de final. E, a partir de hoje, começam a terminar os primeiros contratos de jogadores do elenco.

Mais exatamente nove atletas têm vínculo expirando hoje: Fernando Henrique, Cristian, Buiú, Jocinei, Luizão, Nando Carandina, Odair Lucas, Rodrigo e Vitinho. Na quinta-feira, se encerram outros três: Douglas Baggio, Julinho e Ronaldo. Já na sexta, Jhonny, Paulinho, Ramon e Ricardo Luz ficam livres no mercado. E, consequentemente, o Santo André – mesmo sem saber se e quando o torneio será reiniciado – fica sem a maior parte do grupo. Inclusive os contratos do técnico Paulo Roberto, da comissão técnica e do executivo de futebol Edgard Montemor Filho também se encerram após a competição – o que, se fosse seguir o cronograma original, estaria próximo de acontecer, dependendo de qual fase o time alcançasse.

“A gente continua com mais dúvidas do que certezas. A Federação Paulista está em férias até o dia 21 e o governador estendeu a quarentena até o dia 22. Então a gente, fazendo a leitura, acredita que neste mês não vai ter nada. Mas é só o que a gente tem de informação. Amanhã (hoje) começam a se encerrar os contratos. A gente vai aguardando. É difícil enxergar um horizonte animador para a gente. Quanto mais se estender, mais remotas as chances de o Santo André e outras equipes participarem do campeonato de forma competitiva”, disse Edgard.

SÃO CAETANO
O Azulão recebeu grande notícia ontem. A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) vai dar R$ 120 mil a cada um dos participantes da Série D nacional, que começaria em maio. Segundo nota da entidade, os clubes vão “receber um auxílio financeiro direto no valor equivalente a duas vezes a folha salarial média dos atletas de cada uma dessas divisões, segundo dados apurados no sistema de registro de contratos da CBF”, situação que surpreendeu positivamente e agradou ao executivo Paulo Pelaipe. “É muito bem-vindo”, opinou o dirigente. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Contratos do Ramalhão começam a acabar hoje

Vínculos de nove jogadores do time que lidera o Campeonato Paulista chegam ao fim

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

07/04/2020 | 00:07


A pandemia do novo coronavírus cancelou, suspendeu ou adiou praticamente todas as competições esportivas pelo mundo, independentemente das modalidades – exceção feita às virtuais. Sendo assim, muitos jogadores de futebol, por exemplo, voltaram para suas casas para cumprir a quarentena até que a situação se restabeleça e os campeonatos voltem à ativa. Porém, o EC Santo André vive um dilema: quando o Paulistão foi paralisado, logo após a realização da décima rodada, o Ramalhão liderava o torneio, muito próximo das classificações ao mata-mata e à Série D do Brasileiro de 2021. Entretanto, veio a paralisação do torneio, que teria no último fim de semana a disputa das quartas de final. E, a partir de hoje, começam a terminar os primeiros contratos de jogadores do elenco.

Mais exatamente nove atletas têm vínculo expirando hoje: Fernando Henrique, Cristian, Buiú, Jocinei, Luizão, Nando Carandina, Odair Lucas, Rodrigo e Vitinho. Na quinta-feira, se encerram outros três: Douglas Baggio, Julinho e Ronaldo. Já na sexta, Jhonny, Paulinho, Ramon e Ricardo Luz ficam livres no mercado. E, consequentemente, o Santo André – mesmo sem saber se e quando o torneio será reiniciado – fica sem a maior parte do grupo. Inclusive os contratos do técnico Paulo Roberto, da comissão técnica e do executivo de futebol Edgard Montemor Filho também se encerram após a competição – o que, se fosse seguir o cronograma original, estaria próximo de acontecer, dependendo de qual fase o time alcançasse.

“A gente continua com mais dúvidas do que certezas. A Federação Paulista está em férias até o dia 21 e o governador estendeu a quarentena até o dia 22. Então a gente, fazendo a leitura, acredita que neste mês não vai ter nada. Mas é só o que a gente tem de informação. Amanhã (hoje) começam a se encerrar os contratos. A gente vai aguardando. É difícil enxergar um horizonte animador para a gente. Quanto mais se estender, mais remotas as chances de o Santo André e outras equipes participarem do campeonato de forma competitiva”, disse Edgard.

SÃO CAETANO
O Azulão recebeu grande notícia ontem. A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) vai dar R$ 120 mil a cada um dos participantes da Série D nacional, que começaria em maio. Segundo nota da entidade, os clubes vão “receber um auxílio financeiro direto no valor equivalente a duas vezes a folha salarial média dos atletas de cada uma dessas divisões, segundo dados apurados no sistema de registro de contratos da CBF”, situação que surpreendeu positivamente e agradou ao executivo Paulo Pelaipe. “É muito bem-vindo”, opinou o dirigente. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;