Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

PM pede mais 45 dias para reintegração no Jd. do Estádio

Cerca de 1.300 famílias ocupam terreno há dois meses


Cadu Proieti
Do Diário do Grande ABC

04/05/2012 | 07:00


A Polícia Militar solicitou ao juiz João Antunes dos Santos Neto, da 5ª Vara Cível de Santo André, prazo de mais 45 dias para realização da reintegração de posse do terreno particular localizado no Jardim do Estádio, em Santo André, ocupado há cerca de dois meses pelo MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto).

Hoje, o major Carlos Alberto dos Santos, comandante do 41º Batalhão da Polícia Militar, irá entreguer a solicitação pessoalmente ao magistrado. "O cadastro das famílias ainda não foi finalizado. O planejamento para execução da ordem judicial foi iniciado, mas precisamos receber todas as informações antes de executá-lo. É necessário saber quantas pessoas vivem lá e para onde serão levadas. Com isso, poderemos estipular quantos homens serão envolvidos na ação", explicou o major.

Segundo o MTST, o assentamento possui 1.300 famílias. Na quarta-feira, a Prefeitura iniciou o cadastramento dos moradores do acampamento. A expectativa é que o trabalho seja finalizado hoje.

Caso o juíz não aceite o pedido da Polícia Militar, a reintegração terá de ser feita até o dia 10. A corporação pode entrar com mandado de segurança para impedir a ação, tendo como alegação o fato de que não haverá suporte suficiente para que a ordem seja cumprida. "Espero que isso não seja necessário", disse Santos.

JARDIM SANTO ANDRÉ

A Justiça definiu que a primeira etapa da retirada das 318 famílias que moram em área de risco no Jardim Santo André será realizada no dia 10. Nessa data, serão desocupados 68 imóveis do bairro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PM pede mais 45 dias para reintegração no Jd. do Estádio

Cerca de 1.300 famílias ocupam terreno há dois meses

Cadu Proieti
Do Diário do Grande ABC

04/05/2012 | 07:00


A Polícia Militar solicitou ao juiz João Antunes dos Santos Neto, da 5ª Vara Cível de Santo André, prazo de mais 45 dias para realização da reintegração de posse do terreno particular localizado no Jardim do Estádio, em Santo André, ocupado há cerca de dois meses pelo MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto).

Hoje, o major Carlos Alberto dos Santos, comandante do 41º Batalhão da Polícia Militar, irá entreguer a solicitação pessoalmente ao magistrado. "O cadastro das famílias ainda não foi finalizado. O planejamento para execução da ordem judicial foi iniciado, mas precisamos receber todas as informações antes de executá-lo. É necessário saber quantas pessoas vivem lá e para onde serão levadas. Com isso, poderemos estipular quantos homens serão envolvidos na ação", explicou o major.

Segundo o MTST, o assentamento possui 1.300 famílias. Na quarta-feira, a Prefeitura iniciou o cadastramento dos moradores do acampamento. A expectativa é que o trabalho seja finalizado hoje.

Caso o juíz não aceite o pedido da Polícia Militar, a reintegração terá de ser feita até o dia 10. A corporação pode entrar com mandado de segurança para impedir a ação, tendo como alegação o fato de que não haverá suporte suficiente para que a ordem seja cumprida. "Espero que isso não seja necessário", disse Santos.

JARDIM SANTO ANDRÉ

A Justiça definiu que a primeira etapa da retirada das 318 famílias que moram em área de risco no Jardim Santo André será realizada no dia 10. Nessa data, serão desocupados 68 imóveis do bairro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;