Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Rafael Demarchi assume PSL visando ocupar espaço de terceira via

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Parlamentar por S.Bernardo deixou Republicanos e busca organizar sigla na cidade pós-Bolsonaro


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

14/03/2020 | 00:01


Vereador de postura independente na Câmara de São Bernardo, Rafael Demarchi deixou o Republicanos, partido pelo qual foi eleito em 2016, e assumiu a presidência municipal do PSL com vistas a se colocar como terceira via no processo eleitoral de outubro, na sucessão do prefeito Orlando Morando (PSDB).

A nominata do PSL, registrada junto à Justiça Eleitoral há uma semana, conta ainda com o seu assessor de gabinete, Haroldo Rocha, na vice-presidência. A proposta do grupo é construir até abril outra executiva, quando se pretende concretizar processo de escolha de novas lideranças no bloco. Há estratégia de organizar a sigla após o período de dissidências devido à desfiliação do presidente Jair Bolsonaro.

“Montei essa nominata somente para abraçar o pessoal que queira se inscrever ou participar das eleições de alguma forma. Coloquei até um assessor como vice-presidente, mas vou modificar essa comissão em abril, quando, de fato, a legenda receberá todos os interessados em concorrer no pleito deste ano”, declarou.

Rafael estava sendo sondado por legendas que buscam quebrar a polarização entre Morando e o ex-prefeito Luiz Marinho (PT). Na última eleição municipal, o vereador obteve 4.125 votos, ficando na lista dos dez mais bem lembrados nas urnas. Dois anos antes, quando buscou cadeira de deputado federal, ainda pelo PSD, alcançou 31,5 mil sufrágios, não suficientes para assegurar cadeira em Brasília.

Integrante de família tradicional na cidade, o parlamentar alimenta o desejo de entrar na disputa majoritária. Para efetivar esse cenário, o vereador tem se posicionado no sentido de aparecer como opção viável à briga protagonizada pelo PT e PSDB em 2016 – com reduto em São Bernardo, o deputado federal Alex Manente (Cidadania) ainda estuda se irá pleitear a cadeira pela quarta vez consecutiva.

Presidente paulista do PSL, o deputado federal Júnior Bozzella já sustentou tese que, se Rafael Demarchi quiser ser prefeiturável de São Bernardo e apresentar projeto consistente para a eleição, não haverá recuo ou composição com quaisquer outras forças políticas do município.

Recentemente, o PSL passou por série de mudanças. O último dirigente da sigla, indicado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (sem partido), foi Paulo Chuchu, que abdicou da vaga no comando para articular a criação do Aliança Pelo Brasil no Grande ABC. No ano passado, a executiva estadual interveio em duas ocasiões na municipal, destituindo a direção da legenda. A primeira dissolução ocorreu devido à denúncia de “rachadinha” que recaiu sobre o deputado estadual por São Bernardo Coronel Nishikawa – processo foi arquivado pelo TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) nesta semana.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;