Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Destruídas as nascentes dos nossos rios

Abrimos a Semana Rio Grande da Serra com um grito da advogada Gisela Leonor Saar


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

01/05/2011 | 00:00


Abrimos a Semana Rio Grande da Serra com um grito da advogada Gisela Leonor Saar. Um grito pela vida na sua cidade, ela que é a historiadora de Rio Grande da Serra, sua terra, terra dos seus pais. Em pauta, a Represa Billings.

Concordamos inteiramente e assinamos o texto e o pensamento desta cidadã amiga e querida, que denuncia a destruição de nascentes da represa na área da sua cidade e da vizinha Ribeirão Pires.

Lembrando: o logotipo da Semana Rio Grande da Serra, como os dos demais municípios, é criação do artista gráfico Agostinho Marcos Fratini, da equipe de Artes do Diário. 

Obras federais transformam água em esgoto
Texto: Gisela Leonor Saar
 

O braço da Represa Billings é um verdadeiro desafio que precisa de especiais cuidados, pois trata-se de um curso e reservatório de água de fundamental importância para o meio ambiente e a vida. Mas o que é que nos preocupa?

O Ribeirão da Estiva, o Araçauva e outros pequenos veios d'água, todos afluentes do Rio Grande, acabam alimentando a Billings em nossa cidade. O reservatório do Ribeirão da Estiva é um sistema que produz(ia) cerca de 100 litros por segundo abastecendo aproximadamente 40 mil habitantes de Rio Grande da Serra e parte do município de Ribeirão Pires.

Hoje o Ribeirão da Estiva teve a sua nascente praticamente destruída por força dos trabalhos feitos com os cortes para a passagem da tubulação (gasotudos) que vem da Cubatão à Petroquímica em Capuava, Mauá.

Reconhecemos que a obra é extremamente importante para a economia do País. Não temos dúvida sobre esta questão. Mas, para leigos como nós, esses cortes são um verdadeiro horror visual, pois estão destruindo a já desfalcada Mata Atlântica em Rio Grande da Serra.

Esse visual que observamos não pode ser deixado ao "vamos ver" para o futuro - o que precisa ser feito deve ser examinado e precisa ser feito agora.

Temos notícias de que algumas propostas estão sendo iniciadas junto aos escolares, visando a reposição da mata degradada. Entretanto, segundo alguns, as propostas foram acolhidas como empíricas, charlatãs e sem êxito, nem agora, nem no futuro, talvez pela falta de encorajamento mais ousado e concludente.

Para se ter uma ideia, o Ribeirão da Estiva e o Araçauva aparecem, hoje, como simples condutores de esgotos. O Rio Grande encheu-se de lama pelas chuvas continuadas do último verão. Isto sem mencionar que o braço da Billings está coberto de capim e aguapés.

AMANHÃ NA SEMANA RIO GRANDE DA SERRA
Gisela Leonor Saar denuncia a agressão aos nossos animais silvestres.

 

PASSEATA DO SILÊNCIO

Infiltração
Depoimento: Oscar Garbelotto
 

A partir do Cine Max, com o grupo do Centro Acadêmico, a gente se preocupou com os rumos da passeata. Seguíamos, um a um, ao lado, tentando organizara a situação para que não fugisse nada do controle. Depois o Dr. Juventino Borges contou para nós:

- Não. Não tinha tanto política, mas tinha muita gente à paisana lá...

DIÁRIO HÁ 30 ANOS

Sexta-feira, 1º de maio de 1981 

Manchete - Trabalhadores comemoram jornada histórica de lutas; Macedo (Murilo, ministro do Trabalho) nada promete à junta dos metalúrgicos de São Bernardo.

Foto - Ricardo Hernandes fotografo aposentados em banco de praça com a inscrição ‘Campanha Salarial'. E a legenda: ‘Dei mais da metade da minha vida trabalhando em benefício do País'.

1° de Maio - No Grande ABC, teatro, missa e ato público, sem festa.

EM 1º DE MAIO DE... 

1914 - Fundado o São Caetano EC.  

1936 - Realizada a Primeira Festa do Pilar Velho, em Ribeirão Pires. 

1946 - Instalada a Justiça do Trabalho, em Santo André, com abrangência sobre toda a região. 

1956 - Fundação do EC Nacional, de Vila Vivaldi.

Trabalhadores

Nascem em 1° de maio: 

1902 - Antonio Rodrigues de Brito. Carpinteiro. Residia à Avenida Queirós Filho, 214, em Santo André.

1910 - Joaquim Manoel de Oliveira. Operário da Quimbrasil.

1915 - José Araújo Ribeiro. Operário da Química Industrial de São Caetano. Residia na Vila Barcelona.

1918 - Liberato Cezar de Morais, do Espírito Santo do Pinhal. Industriário da empresa Zaparolli & Serena.

Fonte: 1º livro geral de registro de associados do Sindicato dos Químicos do ABC.

HOJE

Dia Internacional do Trabalhador e do Trabalho e Festa da Divina Misericórdia.

SANTOS DO DIA 

Andéolo, Grata e José Operário.

São José Operário, Padroeiro dos Trabalhadores. Viveu no século 1°. 

Fontes: Folhinha do Sagrado Coração de Jesus, Vozes, 2011; site: www.paulinas.org.br

FALECIMENTOS 

Na primeira quinzena de abril faleceram em Santo André 14 pessoas com 80 e 81 anos, conforme levantamento do Serviço Funerário. 

Romeu Viviani, 81. Dia 3.

Angelina Grasso Camargo de Oliveira, 81. Dia 3.

Joana Batista de Carvalho, 81. Dia 6.

Nair Dias Rodrigues, 81. Dia 8.

Anacleto Perigo, 81. Dia 8.

Audálio Ferreira de Lima, 81. Dia 11.

Homero Pires, 80. Dia 2.

Isabel Quintana Parrado Garcia, 80. Dia 4.

Romeu Viviani, 80. Dia 5.

Gerson Vieira da Costa, 80. Dia 7.

Maria Marques dos Santos, 80. Dia 11.

Francisco Divino Bazani, 80. Dia 15.

Clarice Velloso de Souza Cometí, 80. Dia 15.

Albino dos Santos, 80. Dia 7. 

SANTO ANDRÉ

Odília Alves Viana, 82. Natural de Cordeiros (BA). Dia 28. Cemitério Municipal de Cordeiros.

Maria Apparecida Pereira do Prado, 78. Natural de Bragança Paulista (SP). Dia 28. Cemitério Curuçá.

Nilton Couto Alonso, 69. Natural de Santos (SP). Dia 28. Cemitério Curuçá.

José Antonio Nalin, 66. Natural de Fernandópolis (SP). Anteontem. Cemitério do Curuçá.

Rosa de Souza Missura, 58. Natural de Lavinia (SP). Dia 27. Cemitério Santo André. 

SÃO BERNARDO

Maria do Rosário Gimenez Falcão, 93. Natural da Espanha. Dia 27. Cemitério da Paulicéia.

José Almeida da Gama, 85. Natural de Garanhuns (PE). Dia 28, em Santo André. Cemitério Jardim da Colina.

Esmeraldo Carneiro da Rocha, 77. Natural de Tibagi (PR). Dia 27. Cemitério Jardim da Colina.

Naide Josefa Cardoso, 66. Natural de Missão Velha (CE). Dia 27. Cemitério Jardim da Colina.

Renato Serafim da Silva, 52. Natural da Vila Prudente, Capital. Dia 27. Cemitério dos Casa.

Josefa Pinheiro, 42. Natural de Baixio (CE). Dia 27. Cemitério dos Casa. 

MAUÁ

Laura de Souza Pinto Xavier, 82. Natural de Nova Europa (SP). Dia 28, em Santo André. Cemitério Vale da Paz.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Destruídas as nascentes dos nossos rios

Abrimos a Semana Rio Grande da Serra com um grito da advogada Gisela Leonor Saar

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

01/05/2011 | 00:00


Abrimos a Semana Rio Grande da Serra com um grito da advogada Gisela Leonor Saar. Um grito pela vida na sua cidade, ela que é a historiadora de Rio Grande da Serra, sua terra, terra dos seus pais. Em pauta, a Represa Billings.

Concordamos inteiramente e assinamos o texto e o pensamento desta cidadã amiga e querida, que denuncia a destruição de nascentes da represa na área da sua cidade e da vizinha Ribeirão Pires.

Lembrando: o logotipo da Semana Rio Grande da Serra, como os dos demais municípios, é criação do artista gráfico Agostinho Marcos Fratini, da equipe de Artes do Diário. 

Obras federais transformam água em esgoto
Texto: Gisela Leonor Saar
 

O braço da Represa Billings é um verdadeiro desafio que precisa de especiais cuidados, pois trata-se de um curso e reservatório de água de fundamental importância para o meio ambiente e a vida. Mas o que é que nos preocupa?

O Ribeirão da Estiva, o Araçauva e outros pequenos veios d'água, todos afluentes do Rio Grande, acabam alimentando a Billings em nossa cidade. O reservatório do Ribeirão da Estiva é um sistema que produz(ia) cerca de 100 litros por segundo abastecendo aproximadamente 40 mil habitantes de Rio Grande da Serra e parte do município de Ribeirão Pires.

Hoje o Ribeirão da Estiva teve a sua nascente praticamente destruída por força dos trabalhos feitos com os cortes para a passagem da tubulação (gasotudos) que vem da Cubatão à Petroquímica em Capuava, Mauá.

Reconhecemos que a obra é extremamente importante para a economia do País. Não temos dúvida sobre esta questão. Mas, para leigos como nós, esses cortes são um verdadeiro horror visual, pois estão destruindo a já desfalcada Mata Atlântica em Rio Grande da Serra.

Esse visual que observamos não pode ser deixado ao "vamos ver" para o futuro - o que precisa ser feito deve ser examinado e precisa ser feito agora.

Temos notícias de que algumas propostas estão sendo iniciadas junto aos escolares, visando a reposição da mata degradada. Entretanto, segundo alguns, as propostas foram acolhidas como empíricas, charlatãs e sem êxito, nem agora, nem no futuro, talvez pela falta de encorajamento mais ousado e concludente.

Para se ter uma ideia, o Ribeirão da Estiva e o Araçauva aparecem, hoje, como simples condutores de esgotos. O Rio Grande encheu-se de lama pelas chuvas continuadas do último verão. Isto sem mencionar que o braço da Billings está coberto de capim e aguapés.

AMANHÃ NA SEMANA RIO GRANDE DA SERRA
Gisela Leonor Saar denuncia a agressão aos nossos animais silvestres.

 

PASSEATA DO SILÊNCIO

Infiltração
Depoimento: Oscar Garbelotto
 

A partir do Cine Max, com o grupo do Centro Acadêmico, a gente se preocupou com os rumos da passeata. Seguíamos, um a um, ao lado, tentando organizara a situação para que não fugisse nada do controle. Depois o Dr. Juventino Borges contou para nós:

- Não. Não tinha tanto política, mas tinha muita gente à paisana lá...

DIÁRIO HÁ 30 ANOS

Sexta-feira, 1º de maio de 1981 

Manchete - Trabalhadores comemoram jornada histórica de lutas; Macedo (Murilo, ministro do Trabalho) nada promete à junta dos metalúrgicos de São Bernardo.

Foto - Ricardo Hernandes fotografo aposentados em banco de praça com a inscrição ‘Campanha Salarial'. E a legenda: ‘Dei mais da metade da minha vida trabalhando em benefício do País'.

1° de Maio - No Grande ABC, teatro, missa e ato público, sem festa.

EM 1º DE MAIO DE... 

1914 - Fundado o São Caetano EC.  

1936 - Realizada a Primeira Festa do Pilar Velho, em Ribeirão Pires. 

1946 - Instalada a Justiça do Trabalho, em Santo André, com abrangência sobre toda a região. 

1956 - Fundação do EC Nacional, de Vila Vivaldi.

Trabalhadores

Nascem em 1° de maio: 

1902 - Antonio Rodrigues de Brito. Carpinteiro. Residia à Avenida Queirós Filho, 214, em Santo André.

1910 - Joaquim Manoel de Oliveira. Operário da Quimbrasil.

1915 - José Araújo Ribeiro. Operário da Química Industrial de São Caetano. Residia na Vila Barcelona.

1918 - Liberato Cezar de Morais, do Espírito Santo do Pinhal. Industriário da empresa Zaparolli & Serena.

Fonte: 1º livro geral de registro de associados do Sindicato dos Químicos do ABC.

HOJE

Dia Internacional do Trabalhador e do Trabalho e Festa da Divina Misericórdia.

SANTOS DO DIA 

Andéolo, Grata e José Operário.

São José Operário, Padroeiro dos Trabalhadores. Viveu no século 1°. 

Fontes: Folhinha do Sagrado Coração de Jesus, Vozes, 2011; site: www.paulinas.org.br

FALECIMENTOS 

Na primeira quinzena de abril faleceram em Santo André 14 pessoas com 80 e 81 anos, conforme levantamento do Serviço Funerário. 

Romeu Viviani, 81. Dia 3.

Angelina Grasso Camargo de Oliveira, 81. Dia 3.

Joana Batista de Carvalho, 81. Dia 6.

Nair Dias Rodrigues, 81. Dia 8.

Anacleto Perigo, 81. Dia 8.

Audálio Ferreira de Lima, 81. Dia 11.

Homero Pires, 80. Dia 2.

Isabel Quintana Parrado Garcia, 80. Dia 4.

Romeu Viviani, 80. Dia 5.

Gerson Vieira da Costa, 80. Dia 7.

Maria Marques dos Santos, 80. Dia 11.

Francisco Divino Bazani, 80. Dia 15.

Clarice Velloso de Souza Cometí, 80. Dia 15.

Albino dos Santos, 80. Dia 7. 

SANTO ANDRÉ

Odília Alves Viana, 82. Natural de Cordeiros (BA). Dia 28. Cemitério Municipal de Cordeiros.

Maria Apparecida Pereira do Prado, 78. Natural de Bragança Paulista (SP). Dia 28. Cemitério Curuçá.

Nilton Couto Alonso, 69. Natural de Santos (SP). Dia 28. Cemitério Curuçá.

José Antonio Nalin, 66. Natural de Fernandópolis (SP). Anteontem. Cemitério do Curuçá.

Rosa de Souza Missura, 58. Natural de Lavinia (SP). Dia 27. Cemitério Santo André. 

SÃO BERNARDO

Maria do Rosário Gimenez Falcão, 93. Natural da Espanha. Dia 27. Cemitério da Paulicéia.

José Almeida da Gama, 85. Natural de Garanhuns (PE). Dia 28, em Santo André. Cemitério Jardim da Colina.

Esmeraldo Carneiro da Rocha, 77. Natural de Tibagi (PR). Dia 27. Cemitério Jardim da Colina.

Naide Josefa Cardoso, 66. Natural de Missão Velha (CE). Dia 27. Cemitério Jardim da Colina.

Renato Serafim da Silva, 52. Natural da Vila Prudente, Capital. Dia 27. Cemitério dos Casa.

Josefa Pinheiro, 42. Natural de Baixio (CE). Dia 27. Cemitério dos Casa. 

MAUÁ

Laura de Souza Pinto Xavier, 82. Natural de Nova Europa (SP). Dia 28, em Santo André. Cemitério Vale da Paz.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;