Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Exposição sobre Anne Frank convida a refletir sobre humanidade

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Visitas podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

10/12/2019 | 07:00


A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Santo André recebe, até o dia 18 de dezembro, a exposição Aprendendo com Anne Frank. O evento é uma celebração ao Dia Internacional dos Direitos Humanos, comemorado hoje. A sede andreense da entidade fica na Avenida Portugal, 233, no Centro. As visitas podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h.

A mostra, itinerante, traz peças originais e réplicas, como uma cópia do manuscrito do diário de Anne, uma adolescente alemã de origem judia que passou mais de 700 dias escondida com a família nos fundos da fábrica do pai, Otto Frank, em Amsterdã. 

A exposição é uma realização do Instituto Plataforma Brasil, uma ONG (Organização Não Governamental) que realiza atividades socioculturais e representa no País, há mais de 25 anos, a Anne Frank House, que desenvolve, há 40 anos, ações educativas focadas em promover reflexões sobre os perigos da discriminação, do racismo e antissemitismo.

As peças escolhidas para a exposição na OAB de Santo André mostram réplicas do abrigo onde Anne viveu escondida do regime nazista e traz informações sobre as pessoas que ajudaram a família no período em que viveram na clandestinidade. O diretor executivo da OAB, Helton Fesan, destacou que falar das pessoas que auxiliaram uma família que era perseguida é lembrar que defender os direitos humanos é responsabilidade de todos. “Sem esse apoio, Anne não teria tido tempo de escrever seu diário e de contar ao mundo o que estava vivendo.”

Voluntária do IPB e responsável pela intermediação entre a ONG e a OAB, a professora Andrea Wolfsoh explicou que a exposição já foi montada em quatro escolas municipais de São Bernardo e em uma unidade estadual de Diadema. “Com as crianças, trabalhamos que não é possível escolher estar no papel das vítimas, mas é possível escolher estar do lado de quem só assiste, ajuda ou é o agressor”, relatou. 

Interessados em levar a exposição para seus espaços devem entrar em contato com os organizadores pelo e-mail projetos@ipbrasil.org.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Exposição sobre Anne Frank convida a refletir sobre humanidade

Visitas podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h

Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

10/12/2019 | 07:00


A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Santo André recebe, até o dia 18 de dezembro, a exposição Aprendendo com Anne Frank. O evento é uma celebração ao Dia Internacional dos Direitos Humanos, comemorado hoje. A sede andreense da entidade fica na Avenida Portugal, 233, no Centro. As visitas podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h.

A mostra, itinerante, traz peças originais e réplicas, como uma cópia do manuscrito do diário de Anne, uma adolescente alemã de origem judia que passou mais de 700 dias escondida com a família nos fundos da fábrica do pai, Otto Frank, em Amsterdã. 

A exposição é uma realização do Instituto Plataforma Brasil, uma ONG (Organização Não Governamental) que realiza atividades socioculturais e representa no País, há mais de 25 anos, a Anne Frank House, que desenvolve, há 40 anos, ações educativas focadas em promover reflexões sobre os perigos da discriminação, do racismo e antissemitismo.

As peças escolhidas para a exposição na OAB de Santo André mostram réplicas do abrigo onde Anne viveu escondida do regime nazista e traz informações sobre as pessoas que ajudaram a família no período em que viveram na clandestinidade. O diretor executivo da OAB, Helton Fesan, destacou que falar das pessoas que auxiliaram uma família que era perseguida é lembrar que defender os direitos humanos é responsabilidade de todos. “Sem esse apoio, Anne não teria tido tempo de escrever seu diário e de contar ao mundo o que estava vivendo.”

Voluntária do IPB e responsável pela intermediação entre a ONG e a OAB, a professora Andrea Wolfsoh explicou que a exposição já foi montada em quatro escolas municipais de São Bernardo e em uma unidade estadual de Diadema. “Com as crianças, trabalhamos que não é possível escolher estar no papel das vítimas, mas é possível escolher estar do lado de quem só assiste, ajuda ou é o agressor”, relatou. 

Interessados em levar a exposição para seus espaços devem entrar em contato com os organizadores pelo e-mail projetos@ipbrasil.org.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;