Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Jogadores do São Caetano ameaçam não jogar a final

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Sem respostas da diretoria, atletas querem pagamento total das dívidas até amanhã


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

14/11/2019 | 07:00


Os jogadores do São Caetano cansaram de esperar por respostas ou promessas não cumpridas sobre os pagamentos dos salários e direitos de imagens atrasados. Assim, ameaçam não entrar em campo para a final da Copa Paulista, sábado, no Anacleto Campanella, contra o XV de Piracicaba – na ida, vitória azulina por 3 a 2. Ontem, após reunião, o elenco levantou algumas possibilidades de ações para tomar caso toda a dívida não seja quitada até amanhã pelo presidente Nairo Ferreira de Souza, entre elas não jogar.

Na tarde de ontem, representantes do Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo foram ao Anacleto Campanella a convite do elenco azulino para falar sobre os direitos dos jogadores e possíveis medidas imediatas. “Pedimos para que viessem nos ajudar para podermos ir para cima do presidente e ver o que podem fazer pela gente. Queremos que nos paguem até sexta-feira (amanhã), tudo, não é uma parte ou um mês e deixar a outra parte para sei lá quando. Estamos cansados de mentiras”, declarou o zagueiro Sandoval. “Temos várias alternativas: entrar atrasado para o jogo ou com a camisa ao contrário, não treinar e até não jogar”, decretou.

O defensor do Azulão não poupou críticas ao mandatário do clube, que segue sem comparecer mesmo com pedidos diários do grupo. “O presidente não está nem aí. Desde segunda-feira pedimos a presença antes do treino para falar alguma coisa para a gente, fazer uma colocação, e não dá as caras. É cara frio, sem coração, sem sentimento, que não devia estar no futebol ou em um grande time como o São Caetano, que tem nome no Brasil todo.”

Na segunda-feira os jogadores divulgaram vídeo no qual pedem ajuda ao empresário Saul Klein para que os valores pudessem ser acertados, mas ainda não obtiveram resposta. “O Saul não tem obrigação de nada. Quem tem é o presidente Nairo, que até agora não se mexeu”, concluiu o zagueiro.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Jogadores do São Caetano ameaçam não jogar a final

Sem respostas da diretoria, atletas querem pagamento total das dívidas até amanhã

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

14/11/2019 | 07:00


Os jogadores do São Caetano cansaram de esperar por respostas ou promessas não cumpridas sobre os pagamentos dos salários e direitos de imagens atrasados. Assim, ameaçam não entrar em campo para a final da Copa Paulista, sábado, no Anacleto Campanella, contra o XV de Piracicaba – na ida, vitória azulina por 3 a 2. Ontem, após reunião, o elenco levantou algumas possibilidades de ações para tomar caso toda a dívida não seja quitada até amanhã pelo presidente Nairo Ferreira de Souza, entre elas não jogar.

Na tarde de ontem, representantes do Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo foram ao Anacleto Campanella a convite do elenco azulino para falar sobre os direitos dos jogadores e possíveis medidas imediatas. “Pedimos para que viessem nos ajudar para podermos ir para cima do presidente e ver o que podem fazer pela gente. Queremos que nos paguem até sexta-feira (amanhã), tudo, não é uma parte ou um mês e deixar a outra parte para sei lá quando. Estamos cansados de mentiras”, declarou o zagueiro Sandoval. “Temos várias alternativas: entrar atrasado para o jogo ou com a camisa ao contrário, não treinar e até não jogar”, decretou.

O defensor do Azulão não poupou críticas ao mandatário do clube, que segue sem comparecer mesmo com pedidos diários do grupo. “O presidente não está nem aí. Desde segunda-feira pedimos a presença antes do treino para falar alguma coisa para a gente, fazer uma colocação, e não dá as caras. É cara frio, sem coração, sem sentimento, que não devia estar no futebol ou em um grande time como o São Caetano, que tem nome no Brasil todo.”

Na segunda-feira os jogadores divulgaram vídeo no qual pedem ajuda ao empresário Saul Klein para que os valores pudessem ser acertados, mas ainda não obtiveram resposta. “O Saul não tem obrigação de nada. Quem tem é o presidente Nairo, que até agora não se mexeu”, concluiu o zagueiro.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;