Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Bolsonaro: PGR não pode focar apenas em corrupção



06/09/2019 | 19:24


O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta sexta-feira, 6, que um procurador-geral da República "não pode focar só na corrupção". "É questão ambiental, direitos humanos, minorias. Tem a ver indiretamente com a economia. Essa é a intenção", disse.

A declaração de Bolsonaro foi resposta a pergunta de um apoiador que o esperava na entrada do Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência. Ele havia questionado se o nome indicado ao cargo, Augusto Aras, iria trabalhar "contra a corrupção".

Antes, Bolsonaro havia dito que a quinta-feira, 5, "foi um dia difícil". "Fizemos os vetos da Lei de Abuso. (No) Ministério Público, alguns extrapolam ainda. Não podem agir dessa maneira. Ontem escolhi novo PGR, uma escolha difícil. É uma pessoa que tem o grau de importância muito parecido com do presidente", disse.

Ao grupo de apoiadores, Bolsonaro também disse que "reconhece" a sua "incompetência em alguns momentos". "Reconheço as minhas limitações, a minha fragilidade, a minha incompetência em alguns momentos. Mas vou continuar me empenhando para fazer o melhor todo dia", disse.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsonaro: PGR não pode focar apenas em corrupção


06/09/2019 | 19:24


O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta sexta-feira, 6, que um procurador-geral da República "não pode focar só na corrupção". "É questão ambiental, direitos humanos, minorias. Tem a ver indiretamente com a economia. Essa é a intenção", disse.

A declaração de Bolsonaro foi resposta a pergunta de um apoiador que o esperava na entrada do Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência. Ele havia questionado se o nome indicado ao cargo, Augusto Aras, iria trabalhar "contra a corrupção".

Antes, Bolsonaro havia dito que a quinta-feira, 5, "foi um dia difícil". "Fizemos os vetos da Lei de Abuso. (No) Ministério Público, alguns extrapolam ainda. Não podem agir dessa maneira. Ontem escolhi novo PGR, uma escolha difícil. É uma pessoa que tem o grau de importância muito parecido com do presidente", disse.

Ao grupo de apoiadores, Bolsonaro também disse que "reconhece" a sua "incompetência em alguns momentos". "Reconheço as minhas limitações, a minha fragilidade, a minha incompetência em alguns momentos. Mas vou continuar me empenhando para fazer o melhor todo dia", disse.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;