Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Rogério Ceni é aposta de gols do São Paulo contra o Tigres



14/06/2005 | 08:47


Grafite está machucado e não joga mais neste ano. Luizão aguarda o fim da Copa Libertadores para dizer adeus ao Morumbi. Tardelli disputa o Mundial Sub-20 com a Seleção Brasileira. Quem será o artilheiro do São Paulo daqui para frente? Por incrível que pareça, o principal aspirante à marca, até agora, é o goleiro Rogério Ceni, autor de 12 gols na temporada. Ele só perde para Tardelli, que tem 15, e já igualou-se a Luizão, com o mesmo número.

“O segredo é o treinamento, a repetição e a sorte”, afirma Rogério, questionado sobre sua habilidade nas bolas paradas. “Para mim, os gols contam, mas vale mais o São Paulo vencer”. No empate por 2 a 2 com o Paysandu, domingo, em Belém, sua habitual precisão na cobrança de faltas foi fundamental para o resultado. E diante do Tigres, amanhã, em Monterrey, pela Copa Libertadores da América, Rogério pode voltar a fazer diferença.

Mesmo nos treinamentos, é impressionante a precisão do goleiro-artilheiro, que soma 45 gols na carreira (sem contar os marcados em séries decisivas de pênaltis). Sábado, em Belém, no último trabalho do São Paulo antes de enfrentar o Paysandu, Rogério bateu 12 faltas. Só desperdiçou duas. “E todo treino de faltas é desse jeito”, conta o meia Marco Antônio.

No primeiro duelo pelas quartas-de-final da Libertadores, contra o Tigres, o jogo estava difícil até Rogério Ceni marcar o primeiro gol. Em nova cobrança, no segundo tempo, praticamente decidiu o resultado no Morumbi – os 4 a 0 que deixaram a equipe bem perto das semifinais.

E no último domingo, num chute certeiro, inaugurou o placar diante do Paysandu, depois de o time ter criado (e desperdiçado) algumas boas chances de gols. O recém-chegado Roger, apesar de também ter guardado o seu, em Belém, perdeu duas excelentes oportunidades para definir até mesmo uma vitória a favor do Tricolor.

Incentivo – Claro que a idéia do goleiro ser o artilheiro do time na temporada torna-se muito remota, principalmente porque Tardelli será, a princípio, o principal atacante do time quando retornar da seleção. E mesmo Rogério despista a hipótese. “Só bato porque tenho confiança. Mas a artilharia é algo momentâneo, meu objetivo principal é a conquista da Libertadores”, pondera.

Quem está na linha de frente da equipe com a função que Rogério vem fazendo nas últimas partidas não reclama da ajuda do arqueiro. “O Rogério é fundamental para a gente”, resume o atacante Luizão, que festeja os gols do companheiro como se fossem seus.


Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;