Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 17 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Justiça autoriza Luiz Inácio Lula da Silva a vir na despedida do neto de 7 anos

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Velório deve começar por volta das 22h e cremação ao meio-dia em cemitério de São Bernardo



01/03/2019 | 17:40


A juíza Carolina Llebos, da 12.ª Vara Federal, autorizou nesta sexta-feira (1º), após pedir manifestação da Operação Lava Jato, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva compareça ao velório do neto. Arthur Araújo Lula da Silva, 7 anos, filho de Sandro Luis Lula da Silva, um dos três filhos do ex-presidente com a ex-primeira-dama Marisa Letícia, morreu nesta sexta-feira. De acordo com nota divulgada pelo Hospital Bartira, de Santo André, a causa teria sido meningite meningocócica (leia aqui). O velório deve começar por volta das 22h e a cerimônia de cremação deve acontecer neste sábado (2), ao meio-dia, no Jardim da Colina, em São Bernardo, mesmo local onde a avó, Marisa Letícia, foi cremada em 4 de fevereiro de 2017.

Em nota, a Justiça Federal informou que ''''''''"foi autorizada a participação de Lula no velório e que, a fim de preservar a intimidade da família e garantir não apenas a integridade do preso, mas a segurança pública, os detalhes do deslocamento serão mantidos em sigilo".

Mais cedo, o Ministério Público Federal havia dado parecer favorável à vinda do ex-presidente ao velório. O governador Ratinho Jr (PSD) destacou, em nota, que atendeu a um pedido da Polícia Federal. "O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seguirá para São Paulo em avião do Governo do Paraná. A aeronave foi liberada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, atendendo pedido da superintendência da Polícia Federal no Paraná", informou o Governo.

Lula foi informado da morte do neto por Sandro Luis, que teve autorização da Polícia Federal para conversar por telefone com o pai. Ele teria dito a pessoas próximas que "deveria ser proibido pais enterrarem filhos, e avós enterrarem netos". Outras personalidades manifestaram mensagens de pesar pela perda.

O ex-presidente está preso desde 7 de abril do ano passado na Polícia Federal, em Curitiba, pela Operação Lava Jato. O petista foi condenado no caso triplex por corrupção e lavagem de dinheiro a uma pena de 12 anos e um mês de reclusão.

Em janeiro, após a morte de Genival Inácio da Silva, o Vavá, irmão de Lula, a defesa do ex-presidente pediu autorização para que ele pudesse acompanhar o enterro, em São Bernardo. No entanto, a permissão dada por Dias Toffoli, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), só chegou quando Vavá já tinha sido sepultado.


 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Justiça autoriza Luiz Inácio Lula da Silva a vir na despedida do neto de 7 anos

Velório deve começar por volta das 22h e cremação ao meio-dia em cemitério de São Bernardo


01/03/2019 | 17:40


A juíza Carolina Llebos, da 12.ª Vara Federal, autorizou nesta sexta-feira (1º), após pedir manifestação da Operação Lava Jato, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva compareça ao velório do neto. Arthur Araújo Lula da Silva, 7 anos, filho de Sandro Luis Lula da Silva, um dos três filhos do ex-presidente com a ex-primeira-dama Marisa Letícia, morreu nesta sexta-feira. De acordo com nota divulgada pelo Hospital Bartira, de Santo André, a causa teria sido meningite meningocócica (leia aqui). O velório deve começar por volta das 22h e a cerimônia de cremação deve acontecer neste sábado (2), ao meio-dia, no Jardim da Colina, em São Bernardo, mesmo local onde a avó, Marisa Letícia, foi cremada em 4 de fevereiro de 2017.

Em nota, a Justiça Federal informou que ''''''''"foi autorizada a participação de Lula no velório e que, a fim de preservar a intimidade da família e garantir não apenas a integridade do preso, mas a segurança pública, os detalhes do deslocamento serão mantidos em sigilo".

Mais cedo, o Ministério Público Federal havia dado parecer favorável à vinda do ex-presidente ao velório. O governador Ratinho Jr (PSD) destacou, em nota, que atendeu a um pedido da Polícia Federal. "O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seguirá para São Paulo em avião do Governo do Paraná. A aeronave foi liberada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, atendendo pedido da superintendência da Polícia Federal no Paraná", informou o Governo.

Lula foi informado da morte do neto por Sandro Luis, que teve autorização da Polícia Federal para conversar por telefone com o pai. Ele teria dito a pessoas próximas que "deveria ser proibido pais enterrarem filhos, e avós enterrarem netos". Outras personalidades manifestaram mensagens de pesar pela perda.

O ex-presidente está preso desde 7 de abril do ano passado na Polícia Federal, em Curitiba, pela Operação Lava Jato. O petista foi condenado no caso triplex por corrupção e lavagem de dinheiro a uma pena de 12 anos e um mês de reclusão.

Em janeiro, após a morte de Genival Inácio da Silva, o Vavá, irmão de Lula, a defesa do ex-presidente pediu autorização para que ele pudesse acompanhar o enterro, em São Bernardo. No entanto, a permissão dada por Dias Toffoli, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), só chegou quando Vavá já tinha sido sepultado.


 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;