Fechar
Publicidade

Sábado, 20 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Aos 7 anos, neto de Lula morre de meningite

Arthur Araújo Lula da Silva deu entrada no hospital, em Santo André, às 7h20 com quadro instável


Do dgabc.com.br

01/03/2019 | 12:49


Atualizada às 15h43

Arthur Araújo Lula da Silva, 7 anos, sexto neto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, morreu por volta das 12h30 dia desta sexta-feira (1), vítima de meningite meningocócica. Ele deu entrada às 7h20 no Hospital Bartira, em Santo André, com quadro instável.

O menino era filho de Marlene Araújo Lula da Silva e Sandro Luis Lula da Silva, que é filho do petista com Marisa Letícia.

Leia boletim do hospital abaixo:

O Hospital Bartira informa que o paciente Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos, veio a óbito às 12:36, devido ao agravamento do quadro infeccioso de meningite meningocócica. O paciente havia dado entrada às 07h20 desta manhã com quadro instável.

Doença na região - Em 2018, foram contabilizados 860 casos de meningite no Grande ABC, sendo registradas oito mortes. Os números são do Datasus, banco de dados do Ministério da Saúde.

A cidade que liderou o número de casos foi São Bernardo, com 422. Em segundo lugar está Santo André, com 193. São Caetano registrou 144. Ribeirão teve 49. Mauá contabilizou 33 e Diadema, 19.

Repercussão - Em seu perfil no Twitter - cujos termos #ForçaLula, #LiberemLula e #LulaPresoPolítico estão nos Trending Topics -, Gleisi Hoffmann, presidente do PT, afirmou que fará que de tudo para que Lula, que está preso na sede da PF (Polícia Federal), em Curitiba, possa se despedir do neto. 

Também no Twitter, a ex-presidenta Dilma Rousseff lamentou.

O PT também emitiu mensagem de pesar. O Partido dos Trabalhadores afirma que "a dor de Lula é compartilhada por cada militante do PT" e pede que Justiça deixe o ex-presidente comparecer ao velório e enterro do neto.

Veja na íntegra a nota:

"O Partido dos Trabalhadores está solidário com o presidente Lula e sua família, neste momento de dor em que ele perdeu, de forma dramática, o querido neto Arthur, de apenas 7 anos. É mais uma tragédia pessoal que o atinge, em meio à perseguição política e à farsa judicial de que ele é vítima.

A dor de Lula é compartilhada por cada militante do PT e pelos milhões de brasileiros que o reconhecem como o presidente que mais combateu a fome e a mortalidade infantil, com programas sociais, de saúde e geração de renda. O presidente que defendeu a vida e um futuro melhor para nossas crianças.

Lula não merece estar preso, porque provou sua inocência diante de todas as acusações falsas que lhe fizeram. Lula tem o direito de compartilhar com seus familiares, o filho Sandro e a nora Marlene, o luto pela morte do pequeno Arthur.

Muita força, companheiro Lula. Que Deus o abençoe."

Em janeiro, após a morte de Genival Inácio da Silva, o Vavá, irmão de Lula, a defesa do ex-presidente pediu autorização para que ele pudesse acompanhar o enterro, em São Bernardo. No entanto, a permissão dada por Dias Toffoli, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), só chegou quando Vavá já tinha sido sepultado. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Aos 7 anos, neto de Lula morre de meningite

Arthur Araújo Lula da Silva deu entrada no hospital, em Santo André, às 7h20 com quadro instável

Do dgabc.com.br

01/03/2019 | 12:49


Atualizada às 15h43

Arthur Araújo Lula da Silva, 7 anos, sexto neto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, morreu por volta das 12h30 dia desta sexta-feira (1), vítima de meningite meningocócica. Ele deu entrada às 7h20 no Hospital Bartira, em Santo André, com quadro instável.

O menino era filho de Marlene Araújo Lula da Silva e Sandro Luis Lula da Silva, que é filho do petista com Marisa Letícia.

Leia boletim do hospital abaixo:

O Hospital Bartira informa que o paciente Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos, veio a óbito às 12:36, devido ao agravamento do quadro infeccioso de meningite meningocócica. O paciente havia dado entrada às 07h20 desta manhã com quadro instável.

Doença na região - Em 2018, foram contabilizados 860 casos de meningite no Grande ABC, sendo registradas oito mortes. Os números são do Datasus, banco de dados do Ministério da Saúde.

A cidade que liderou o número de casos foi São Bernardo, com 422. Em segundo lugar está Santo André, com 193. São Caetano registrou 144. Ribeirão teve 49. Mauá contabilizou 33 e Diadema, 19.

Repercussão - Em seu perfil no Twitter - cujos termos #ForçaLula, #LiberemLula e #LulaPresoPolítico estão nos Trending Topics -, Gleisi Hoffmann, presidente do PT, afirmou que fará que de tudo para que Lula, que está preso na sede da PF (Polícia Federal), em Curitiba, possa se despedir do neto. 

Também no Twitter, a ex-presidenta Dilma Rousseff lamentou.

O PT também emitiu mensagem de pesar. O Partido dos Trabalhadores afirma que "a dor de Lula é compartilhada por cada militante do PT" e pede que Justiça deixe o ex-presidente comparecer ao velório e enterro do neto.

Veja na íntegra a nota:

"O Partido dos Trabalhadores está solidário com o presidente Lula e sua família, neste momento de dor em que ele perdeu, de forma dramática, o querido neto Arthur, de apenas 7 anos. É mais uma tragédia pessoal que o atinge, em meio à perseguição política e à farsa judicial de que ele é vítima.

A dor de Lula é compartilhada por cada militante do PT e pelos milhões de brasileiros que o reconhecem como o presidente que mais combateu a fome e a mortalidade infantil, com programas sociais, de saúde e geração de renda. O presidente que defendeu a vida e um futuro melhor para nossas crianças.

Lula não merece estar preso, porque provou sua inocência diante de todas as acusações falsas que lhe fizeram. Lula tem o direito de compartilhar com seus familiares, o filho Sandro e a nora Marlene, o luto pela morte do pequeno Arthur.

Muita força, companheiro Lula. Que Deus o abençoe."

Em janeiro, após a morte de Genival Inácio da Silva, o Vavá, irmão de Lula, a defesa do ex-presidente pediu autorização para que ele pudesse acompanhar o enterro, em São Bernardo. No entanto, a permissão dada por Dias Toffoli, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), só chegou quando Vavá já tinha sido sepultado. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;