Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 16 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Diego Hypolito rompe com São Bernardo e faz acusações

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ginasta diz que Secretaria de Esporte e Lazer da cidade recebia patrocínio da Caixa e não fazia o repasse


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

11/01/2019 | 17:14


O ginasta Diego Hypolito usou as redes sociais nesta sexta-feira para anunciar que não é mais atleta de São Bernardo. Medalha de prata nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, ele acusou a Secretaria de Esporte e Lazer de receber o patrocínio da Caixa Econômica Federal e não fazer o repasse. O atleta diz que não recebeu sete dos 24 meses que tinha direito e que era orientado a não expor a situação.

"Acabou meu vínculo com São Bernardo, a Caixa terminou o contrato. Eu não sei como a coisa andou, se a Caixa efetuava o pagamento, mas eu não recebi sete dos 24 meses que trabalhei por lá. Em certo momento cogitei abrir mão de quatro meses, desde que os pagamentos se tornassem pontuais. Nem assim cumpriram o que foi acordado. Sempre me diziam "Diego, não fala nada! A Caixa pode achar ruim !". Aliás, eu sempre respeitei a Caixa, que é uma grande incentivadora do esporte Brasileiro", escreveu o ginasta.

Diego lamentou ainda a falta de apoio ao esporte. "Estou treinando em alto rendimento, não tirei férias e estou focado para competir no calendário 2019. Uma pena que, mais uma vez, faltou seriedade na gestão esportiva. Talvez o prefeito de São Bernardo, pelo qual eu tenho a maior admiração e estima, não saiba que me devem sete meses de salário. Talvez, do mesmo jeito que me orientavam a não falar nada, o prefeito não soubesse, mas o pessoal da secretaria de esportes deu um show de amadorismo ao receber recursos da Caixa e não repassar ao atleta. Quero apenas receber meus sete meses de salário e a vida segue!"

Com o rompimento, Diego diz que não tem lugar para treinar a partir de segunda-feira. "Começo 2019 sem nenhum patrocínio e nenhuma estrutura para treinar literalmente sem salário. Vejamos a que ponto o esporte brasileiro chegou, sou medalhista olímpico. Vamos esperar que com o novo rumo que esse país toma possamos encontrar gestores esportivos sérios e que possam nos ajudar a seguir em frente", finalizou.

Em nota, a Prefeitura de São Bernardo informou que o contrato com a Caixa não foi renovado pela instituição financeira e que estão atrasados apenas os salários de novembro e dezembro. Confira o documento na íntegra:

"Em solicitação aos questionamentos recebidos, a Prefeitura de São Bernardo, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer, informa que a Caixa Econômica Federal não renovou o contrato de financiamento com a Ginástica para alto rendimento.

O contrato foi encerrado em agosto e houve prorrogação até novembro, com as tratativas para a celebração de uma nova parceria. No entanto, o novo contrato não foi formalizado pelo presidente da Caixa na época, Nelson Antonio de Souza. Em maio de 2018, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, em agenda oficial em Brasília, recebeu sinalização para a renovação do contrato da Caixa com o Município, incluindo verba também o Atletismo e outras modalidades, em audiência com o então presidente da República, Michel Temer, (cujo documento segue anexo), o qual não foi efetivado. Os valores eram na ordem de R$ 3,3 milhões.

A Administração municipal salienta que em nenhum momento financiou salários ou subsídios para atletas de alto rendimento, sendo exclusivamente de responsabilidade da Caixa Econômica o envio de verbas referentes.

A Secretaria de Esportes e Lazer refuta a afirmação sobre coibir qualquer atleta em sua manifestação. Ressalta que os atletas sempre foram informados de todas as questões relacionadas ao contrato com a Caixa. Inclusive foram chamados a serem comunicados da não renovação do contrato, que a Pasta recebeu a verba da Caixa em 28 de dezembro e que as parcelas dos meses de novembro e dezembro serão acertadas até o início de fevereiro de 2019."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diego Hypolito rompe com São Bernardo e faz acusações

Ginasta diz que Secretaria de Esporte e Lazer da cidade recebia patrocínio da Caixa e não fazia o repasse

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

11/01/2019 | 17:14


O ginasta Diego Hypolito usou as redes sociais nesta sexta-feira para anunciar que não é mais atleta de São Bernardo. Medalha de prata nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, ele acusou a Secretaria de Esporte e Lazer de receber o patrocínio da Caixa Econômica Federal e não fazer o repasse. O atleta diz que não recebeu sete dos 24 meses que tinha direito e que era orientado a não expor a situação.

"Acabou meu vínculo com São Bernardo, a Caixa terminou o contrato. Eu não sei como a coisa andou, se a Caixa efetuava o pagamento, mas eu não recebi sete dos 24 meses que trabalhei por lá. Em certo momento cogitei abrir mão de quatro meses, desde que os pagamentos se tornassem pontuais. Nem assim cumpriram o que foi acordado. Sempre me diziam "Diego, não fala nada! A Caixa pode achar ruim !". Aliás, eu sempre respeitei a Caixa, que é uma grande incentivadora do esporte Brasileiro", escreveu o ginasta.

Diego lamentou ainda a falta de apoio ao esporte. "Estou treinando em alto rendimento, não tirei férias e estou focado para competir no calendário 2019. Uma pena que, mais uma vez, faltou seriedade na gestão esportiva. Talvez o prefeito de São Bernardo, pelo qual eu tenho a maior admiração e estima, não saiba que me devem sete meses de salário. Talvez, do mesmo jeito que me orientavam a não falar nada, o prefeito não soubesse, mas o pessoal da secretaria de esportes deu um show de amadorismo ao receber recursos da Caixa e não repassar ao atleta. Quero apenas receber meus sete meses de salário e a vida segue!"

Com o rompimento, Diego diz que não tem lugar para treinar a partir de segunda-feira. "Começo 2019 sem nenhum patrocínio e nenhuma estrutura para treinar literalmente sem salário. Vejamos a que ponto o esporte brasileiro chegou, sou medalhista olímpico. Vamos esperar que com o novo rumo que esse país toma possamos encontrar gestores esportivos sérios e que possam nos ajudar a seguir em frente", finalizou.

Em nota, a Prefeitura de São Bernardo informou que o contrato com a Caixa não foi renovado pela instituição financeira e que estão atrasados apenas os salários de novembro e dezembro. Confira o documento na íntegra:

"Em solicitação aos questionamentos recebidos, a Prefeitura de São Bernardo, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer, informa que a Caixa Econômica Federal não renovou o contrato de financiamento com a Ginástica para alto rendimento.

O contrato foi encerrado em agosto e houve prorrogação até novembro, com as tratativas para a celebração de uma nova parceria. No entanto, o novo contrato não foi formalizado pelo presidente da Caixa na época, Nelson Antonio de Souza. Em maio de 2018, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, em agenda oficial em Brasília, recebeu sinalização para a renovação do contrato da Caixa com o Município, incluindo verba também o Atletismo e outras modalidades, em audiência com o então presidente da República, Michel Temer, (cujo documento segue anexo), o qual não foi efetivado. Os valores eram na ordem de R$ 3,3 milhões.

A Administração municipal salienta que em nenhum momento financiou salários ou subsídios para atletas de alto rendimento, sendo exclusivamente de responsabilidade da Caixa Econômica o envio de verbas referentes.

A Secretaria de Esportes e Lazer refuta a afirmação sobre coibir qualquer atleta em sua manifestação. Ressalta que os atletas sempre foram informados de todas as questões relacionadas ao contrato com a Caixa. Inclusive foram chamados a serem comunicados da não renovação do contrato, que a Pasta recebeu a verba da Caixa em 28 de dezembro e que as parcelas dos meses de novembro e dezembro serão acertadas até o início de fevereiro de 2019."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;