Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 13 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Atropelamento em Londres deixou 3 feridos; suspeito não colabora com a polícia



14/08/2018 | 14:15


Um carro atropelou pedestres e ciclistas perto do Parlamento de Londres na manhã desta terça-feira, 14, deixando três feridos. A polícia britânica suspeita que seja o caso mais recente de uma série de ataques terroristas na capital que utilizaram veículos como armas. Uma câmera no alto de um prédio registrou o momento em que o carro passa pelo Parlamento e, de repente, se vira para a esquerda, atingindo ciclistas que estavam parados no sinal. O veículo atravessou a rua e, em seguida, bateu em uma barreira.

Policiais armados cercaram o carro em questão de segundos, retirando o motorista. Ele estava sozinho e nenhuma arma foi encontrada no veículo. "Dado que isso parece ser um ato deliberado, dado o método e o local, estamos tratando como um incidente terrorista", disse o comissário-assistente Neil Basu, da Polícia Metropolitana.

As autoridades cercaram as ruas da região. A estação de metrô vizinha, de Westminster, foi fechada, e a polícia pediu à população para ficar longe do local, que também abriga uma das principais atrações da cidade, a Abadia de Westminster.

Segundo Basu, o suspeito não estava colaborando com a polícia e sua identidade ainda não havia sido confirmada. "Não acreditamos que esse indivíduo seja conhecido" pela polícia ou pelos serviços de inteligência britânicos, disse.

Testemunhas disseram que o carro utilizado no ataque era prateado e circulava em alta velocidade quando atingiu os ciclistas. Duas vítimas foram levadas para hospitais locais e uma foi tratada no local.

"O carro dirigiu em alta velocidade contra a barreira do lado de fora da Câmara dos Lordes. Houve um forte estrondo e um pouco de fumaça", disse Ewelina Ochab. "O motorista não saiu. Os guardas começaram a gritar para as pessoas se afastarem", contou.

Donovan Parsons, cinegrafista do programa Good Morning Britain, da ITV, estava filmando do lado de fora do Parlamento quando ouviu o barulho. "Eu vi o carro bater. A polícia estava por perto, dizendo às pessoas para voltarem. Eles tiraram alguém de dentro do carro", disse.

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, se manifestou sobre o ataque pelo Twitter. "Meus pensamentos estão com os feridos no incidente em Westminster e agradeço aos serviços de emergência por sua resposta imediata e corajosa."

O Parlamento tem sido alvo de ataques numerosos ao longo dos anos e a segurança no local progressivamente aumentou. Barreiras de concreto e aço protegem o prédio contra ataques de veículos, policiais armados fazem a patrulha a pé e os visitantes passam por verificações de segurança similares às de aeroportos.

A Câmara dos Comuns e a Câmara dos Lordes estão em período de férias de verão, então os legisladores e alguns de seus funcionários não estão trabalhando.

Em março de 2017, o local foi alvo de outro ataque, quando Khalid Masood usou um carro para matar quatro pessoas. Em seguida, abandonou o veículo e esfaqueou e matou um policial antes de ser morto em um pátio na área exterior do Parlamento.

Menos de três meses depois, uma van se chocou contra pedestres na London Bridge, antes de três homens abandonarem o carro e atacarem o público que passeava pelo Borough Market. Oito morreram e 48 ficaram feridos.

Em 19 de junho do mesmo ano, um homem dirigiu uma van contra uma multidão de fieis em uma mesquita no norte de Londres, matando um homem e ferindo outros oito. Atualmente, o nível oficial de ameaça terrorista para a Grã-Bretanha é "severo", indicando que a possibilidade de que um ataque aconteça é considerada alta. Fonte: Associated Press



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;