Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PTB vai expulsar quem não apoiar França, diz Campos

Em Sto.André, deputado prega lealdade à candidatura do governador de São Paulo: ‘Doria é conhecido por ser desleal’


Raphael Rocha e Humberto Domiciano
Do Diário do Grande ABC

12/06/2018 | 07:00


Presidente paulista do PTB, Campos Machado avisou que vai expulsar petebistas que não entrarem de cabeça na campanha à reeleição do governador de São Paulo, Márcio França (PSB).

Em evento regional do PTB, realizado na noite de ontem, na Câmara de Santo André, Campos afirmou que o PTB “tem a obrigação moral de apoiar o Márcio França” em todos os municípios. “Não vou concordar que nenhum diretório municipal dê apoio a outro candidato. Se não apoiarem ou votarem, não só vamos expulsar, vamos pedir o mandato”, declarou o cacique da legenda.

O petebista assegurou que França tem muito a crescer, embora pesquisas de intenções de voto ainda coloquem o socialista bem atrás do ex-prefeito paulistano João Doria, pré-candidato do PSDB ao governo paulista.

“Eleição não começou ainda, ninguém conhece ele. Só conhecem o Doria. O Doria é conhecido por quê? Por ser leal? Não. Por ser desleal. Traiu Geraldo Alckmin (ex-governador do Estado e pré-presidenciável pelo PSDB) e está tentando trair novamente, através de terceiros. O apoio a ele o PTB não dará. Não apoiamos traidores”, disparou Campos, referindo-se à tentativa de Doria em liderar a candidatura do PSDB à Presidência da República – Doria nega qualquer movimento para ser presidenciável.

A atividade de ontem, em Santo André, reuniu as principais lideranças do PTB no Grande ABC. Compareceram à atividade o vice-prefeito de Santo André, Luiz Zacarias, e seu filho, o vereador Lucas Zacarias; o vice-prefeito de Ribeirão Pires, Gabriel Roncon; o vereador andreense Edson Sardano; a secretária de Educação de Santo André, Dinah Zekcer, e seu marido, o ex-vereador Israel Zekcer.

“O Sardano será o único candidato a deputado federal da região. Não vou aceitar que nenhum vereador ou diretório não apoie o Sardano. O candidato é ele. Não temos outro. Ele representa o PTB aqui. Seria traição votar em alguém de fora”, sentenciou Campos, lembrando que o partido deve ter o vereador mauaense Ricardinho da Enfermagem como candidato a deputado estadual. “Está difícil hoje, as candidaturas pedem recursos. Poucos têm densidade política. Quero ser candidato, não tem mais doações (empresariais)... Temos de ter a sensibilidade de apostar em candidatos viáveis”, adicionou.

ALCKMIN
Aliado de primeira hora de Alckmin, Campos acredita que, apesar de o tucano aparecer estagnado nas pesquisas de intenções de voto – 6%, segundo o último Datafolha –, a candidatura presidencial dele vai crescer. “Nacionalmente apoiamos a candidatura de Geraldo Alckmin, que não está crescendo, mas não está caindo. Tudo indica que decolará brevemente. Temos 78 prefeitos, quase 600 vereadores, não vou aceitar traição. Nem infidelidade. A TV14 (programas do PTB para televisão) está fazendo comerciais para ele. Todos os filiados, desde prefeitos a vereadores, têm que apoiar Geraldo Alckmin”, finalizou o dirigente, que disputará reeleição na Assembleia Legislativa.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;