Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Casaco e guarda-chuva saem do armário durante o final de semana


Ana Carolina Negrão
Especial para o Diário

29/07/2006 | 07:39


Depois do verão fora de época que surpreendeu os habitantes do Grande ABC – e de boa parte do país –, o tempo esfria e as chuvas começam a partir de hoje devido a uma frente fria vinda do sul da Argentina. A previsão é de dia nublado e com pancadas de chuva. O índice de umidade relativa do ar, que chegou aos perigosos 25% durante a semana, fica entre 50% e 60% hoje. A temperatura não passa dos 20°C. Neste domingo o índice de umidade relativa sobe para 80% e temperatura fica entre 9°C e 15°C.

Para quem não acredita nos meteorologistas, alguns rituais e crenças populares ajudam a identificar a proximidade de chuva. Os cabelos louros ficam rebeldes, as formigas começam a andar em fila e o joanete dói. Mas essas sensações duram até a terça-feira, quando o sol volta a brilhar na região. Entretanto, os ventos frios continuam durante toda a semana.

“Na segunda-feira a temperatura fica entre 10°C e 15°C. Pelas temperaturas registradas durante todo o mês – que não ficaram abaixo dos 10°C – este foi o mês de julho mais quente desde 1987 na Região Metropolitana de São Paulo”, explica a meteorologista do 7º distrito do Instituto Nacional de Meteorologia, Luciene Dias.

Segundo Luciene, a previsão é de que no mês de agosto o clima também seja quente. “O inverno seria quente, com temperaturas elevadas. O mês de julho ficou dois graus acima do normal para a época, e agosto continuará da mesma maneira.”

A explicação para a queda da temperatura está na aproximação de uma massa de ar polar que chega juntamente com a frente fria. “Neste domingo ela entra forte no Estado e deixa o vento gelado. Em alguns pontos do litoral o mar estará de ressaca, quando o vento forte eleva a altura das ondas que chegam ao continente. O domingo terá uma chuva bem fininha durante todo o dia”, afirma a meteorologista do Climatempo, Jocélia Pegorin.

Saúde – Com a mudança de clima, parte da população ainda sofrerá com doenças respiratórias. “Assim como o ar seco irrita as vias aéreas, o ar frio também incomoda quem sofre de rinite, sinusite e bronquite. Entretanto, quem sofreu por conta do ar seco vai melhorar, mas pode sentir os efeitos do frio repentino”, explica o professor titular de Pneumologia da Faculdade de Medicina do ABC, Elie Fiss.

Há também o risco de aumento no número de casos de virose, por conta dos ambientes fechados. “A queda brusca de temperatura propicia a contaminação pelo vírus da gripe e de outras doenças. A dica é que as pessoas se agasalhem de acordo com o frio. Quem estiver fazendo uso de remédios para rinite, sinusite e bronquite não devem suspender o tratamento sem orientação”, ressalta o médico.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;