Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Cielo sobra, conquista ouro, bate recorde e fica perto da perfeição


Anderson Fattori
do Diário do Grande ABC

21/10/2011 | 07:06


Cesar Cielo mostrou ontem por que é o nadador mais rápido do mundo. Sem se importar com os adversários, o brasileiro caiu na água para a disputa dos 50 m livre e conquistou com sobras a medalha de ouro ao cravar 21s58 e estabelecer novo recorde pan-americano. O tempo é bem próximo do melhor registrado na temporada, por ele mesmo, no Mundial de Xangai (21s52). Bruno Fratus completou a festa brasileira com a prata (22s05) e o bronze ficou com o cubano Hanser Garcia (22s15).

Perfeccionista, Cielo deixou a piscina lamentando não ter conseguido bater o melhor tempo do ano. "Pensei que fosse nadar um pouquinho mais rápido, mas pesou o cansaço. Precisei dar uma respirada no fim, mas valeu", comentou. "Agora é comemorar e pensar no (revezamento) 4 x 100 m medley amanhã (hoje) para o Brasil", completou, referindo-se à última prova que irá nadar em Guadalajara.

Se Cielo e Fratus brilharam, o mesmo não se pode dizer de Gabriel Mangabeira e Kaio Marcio de Almeida. Nos 100 m borboleta eles tiveran resultados modestos. Gabriel foi o sexto (53s24) e Kaio foi o último (53s62). O ouro ficou com o venezuelano Albert Subirats (52s37) e os Estados Unidos conquistaram prata e bronze com Eugene Godsoe (52s67) e Christopher Brady (52s95).

Fernanda Alvarenga também não foi bem e terminou em último os 200 m costas. A prova foi vencida pela norte-americana Elizabeth Pelton.

 

CONTUSÃO - A brasileira Joanna Maranhão sofreu lesão na mão e não pôde nadar os 200 m costas ontem. A brasileira realizou exames ainda em Guadalajara e ficou aliviada com o resultado. "Graças a Deus não fraturei nada, só uma lesão no tendão da pancada. Fisioterapia, remédio, imobilização e na segunda-feira retorno aos treinos, aliviada", comemorou a nadadora.

A lesão de Joanna ocorreu durante a disputa dos 200 m medley, quando conquistou o bronze. A contusão da nadadora se agravou nos 200 m borboleta, quando terminou na quarta colocação.

 

Juliana e Larissa vencem e disputam título com mexicanas

Sem sustos, a dupla brasileira Juliana e Larissa conquistou ontem vaga na final do vôlei de praia do Pan. O resultado foi obtido após vitória sobre a parceria porto-riquenha Santiago/Yantin por 2 sets a 0 (parciais de 21/16 e 21/12). A decisão do ouro será contra as mexicanas Mayra García/Bibiana Candelas, hoje, às 19h (de Brasília).

"Hoje (ontem) jogamos da forma que iremos atuar amanhã (hoje), com jogadas mais rápidas. Administramos o jogo e foi o suficiente para ganhar. Agora é hora de agredir mais", comentou Juliana.

 

MASCULINO - Depois do susto com a derrota para Cuba, os brasileiros Alison e Emanuel, atuais campeões mundiais , voltaram a jogar bem ontem. Eles fizeram 2 sets a 0 (parciais de 21/16 e 21/13) na dupla uruguaia Williaman/Zanotta e estão na semifinal, contra os mexicanos Miramontes e Virgen, hoje, às 14h (de Brasília).

 

Handebol masculino goleia o Chile e garante vaga na semi

O Brasil confirmou o favoritismo e ganhou pela terceira vez em três jogos no handebol masculino. Desta vez, a vítima foi a seleção do Chile, que não suportou a força brasileira e acabou derrotado por 36 a 22, ontem.

Com a vitória, o Brasil está matematicamente classificado para as semifinais com a primeira colocação do Grupo A. O time volta a quadra amanhã, para enfrentar o perdedor do duelo entre Argentina e República Dominicana.

A equipe feminina do Brasil joga hoje, às 23h (de Brasília), contra o México na luta por vaga na final da competição. A equipe também passou ilesa pela primeira fase com três vitórias em três partidas.

 

Brasil vence a segunda no futebol feminino

Durou 60 minutos a falta de sorte do Brasil no futebol feminino, ontem, diante da Costa Rica. Nesse tempo, as brasileiras carimbaram três vezes a trave adversária e perderam outras inúmeras chances para abrir o placar, até que Debinha marcou aos 15 do segundo tempo. Thaís ampliou dois minutos depois e definiu a vitória do Brasil, que ainda sofreu gol nos acréscimos em cobrança de falta de Shirley Cruz.

A vitória por 2 a 1 deixa a Seleção Brasileira, comandada por Kleiton Lima, em situação confortável no grupo B, já que venceu a Argentina na estreia (2 a 0). O time está com seis pontos ao lado do Canadá, adversário da última rodada.

Aniversariante do dia, Debinha, que abriu o caminho para a vitória, pôde comemorar dobrado. "Fazer gol é sempre bom, ainda mais no dia do aniversário. Foi fantástico", comentou a jogadora, que na comemoração foi cercada pelas companheiras. "Sabemos que o Canadá é um rival difícil, mas estamos bem e temos condições de vencer", completou, referindo-se ao próximo jogo.

 

MASCULINO - Depois de estrear com empate (1 a 1) diante da Argentina, a Seleção Brasileira volta a campo hoje, às 20h (de Brasília), para pegar Cuba em jogo válido pela primeira fase do Pan-Americano. A vitória é fundamental para que a equipe termine na primeira colocação do grupo e evite encarar o México já nas semifinais.

O técnico Ney Franco aposta na primeira vitória do Brasil no México. "Temos camisa, tradição e jogadores mais talentosos, mas isso só não é suficiente. Se jogarmos no mesmo nível da estreia contra a Argentina, temos boas condição de ganhar", avaliou.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;