Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

PM mata ladrão em tentativa de roubo em S.Bernardo


Leandro Calixto
Do Diário do Grande ABC

27/08/2005 | 07:28


Ao reagir a uma tentativa de assalto, o policial militar Aguinaldo dos Santos, 39 anos, acabou matando um homem na manhã de sexta-feira, no bairro da Vila Cruzeiro, em São Bernardo. O crime aconteceu quando o policial deixava a sua residência para trabalhar, por volta das 5h20. Ao fechar o portão da casa, Aguinaldo disse ter sido abordado e surpreendido por duas pessoas, que tentaram roubar o seu veículo. Segundo o policial, um dos assaltantes teria feito alguns disparos.

Porém, os tiros não atingiram o policial que, por sua vez, reagiu à tentativa de assalto e atingiu um dos ladrões com três disparos. O homem morto ainda não foi identificado pela polícia. Ele não estava com nenhum documento junto à roupa. O segundo assaltante conseguiu fugir a pé, segundo depoimento do próprio policial na delegacia.

Para o delegado plantonista do 3ªDP (Distrito Policial) da cidade, Fabiano Barbeiro, as evidências mostram que o policial teria agido no episódio que resultou na morte de uma pessoa por legítima defesa. "Ele teve uma conduta correta na tentativa do assalto. Imediatamente, avisou a polícia e depois chamou uma ambulância para tentar socorrer o assaltante. Preliminarmente, isto mostra que ele realmente não agiu de forma irresponsável", explicou o delegado.

\r\n\r\n

O delegado do 3º DP vai abrir inquérito para tentar identificar os dois supostos assaltantes. Por meio de alguns exames médicos, a polícia poderá chegar à identidade do homem morto. Se realmente ele teve alguma passagem pela polícia anteriormente, vai ser outra evidência de que o crime que ocorreu sexta-feira em São Bernardo foi ocasionado por causa de uma tentativa de assalto.

\r\n\r\n

Outro objetivo da polícia é tentar localizar a segunda pessoa, que teria participado do assalto. "O laudo pericial também vai colaborar com as investigações. Tudo isso deve ser concluído dentro de 30 dias", prevê o delegado.

\r\n\r\n

O comando da Polícia Militar de São Bernardo também deve abrir uma sindicância interna e administrativa para apurar o caso. Na delegacia, o policial apresentou a pistola semi-automática que utilizou na hora o crime. A arma era registrada e regularizada pela polícia. O policial Aguinaldo dos Santos não foi localizado pela reportagem sexta-feira.

\r\n\r\n

",1]);//-->O homem morto, que ainda não foi identificado pela polícia, era negro e tinha uma altura 1,70. Em seu braço esquerdo, ostentava uma tatuagem. As balas atingiram o abdome e o peito do homem, que não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do Hospital Municipal de São Bernardo.

Quando chegou ao IML (Instituto do Médico-Legal), o delegado encontrou alguns pertences do homem morto como, por exemplo, tênis, calça jeans e camisa. Por causa de uma destas peças - o par de tênis -, o delegado reforçou a tese defendida pelo policial: de que realmente havia um segundo homem com o suposto assaltante morto. "Estive pessoalmente no local do crime. Verificamos que havia algumas marcas de botas recentes no local. O policial não utilizava bota e nem o homem morto. Então, provavelmente havia uma terceira pessoa", acredita o delegado.

O delegado do 3º DP vai abrir inquérito para tentar identificar os dois supostos assaltantes. Por meio de alguns exames médicos, a polícia poderá chegar à identidade do homem morto. Se realmente ele teve alguma passagem pela polícia anteriormente, vai ser outra evidência de que o crime que ocorreu sexta-feira em São Bernardo foi ocasionado por causa de uma tentativa de assalto.

Outro objetivo da polícia é tentar localizar a segunda pessoa, que teria participado do assalto. "O laudo pericial também vai colaborar com as investigações. Tudo isso deve ser concluído dentro de 30 dias", prevê o delegado.

O comando da Polícia Militar de São Bernardo também deve abrir uma sindicância interna e administrativa para apurar o caso. Na delegacia, o policial apresentou a pistola semi-automática que utilizou na hora o crime. A arma era registrada e regularizada pela polícia. O policial Aguinaldo dos Santos não foi localizado pela reportagem sexta-feira.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;