Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Polícia prende no Rio família que roubava fios de algodao


Do Diário do Grande ABC

08/01/2000 | 12:46


Uma família acusada de roubo de fios de algodao para fabricaçao de tecido, que agia no Rio, Sao Paulo e Minas Gerais, foi presa por policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC). Eles aliciavam caminhoneiros que transportavam fios para que eles desviassem a carga para a Baixada Fluminense, onde a família tem duas lojas.

Segundo o delegado Reginaldo Guilherme da Silva, os motoristas registravam queixa na delegacia depois de entregar o material para Antônio Carlos Azevedo de Souza, de 48 anos, chefe da quadrilha. Ele e seu filho Alexsander Santos Souza, 24 anos, foram presos próximo à sua casa, em Irajá, na zona norte, por volta das 3 horas deste sábado.

Sua esposa, Nancy Cardoso Santos, 45 anos, e o filho mais novo, Carlos Eduardo Santos Souza, 19 anos, haviam sido detidos na tarde da última sexta-feira, por volta de 16h30. Eles estavam trabalhando como vendedores na loja que Souza mantinha na Avenida Automóvel Clube, no bairro Vilar dos Teles, em Sao Joao de Meriti (Baixada Fluminense), tradicional ponto de venda de roupas do Estado do Rio.

De acordo com a polícia, os tecidos - de diversos tipos - eram produzidos em uma fábrica também de propriedade de Souza, na Avenida Comendador Celso Peçanha, em Mesquita, outro município da Baixada. Os dois estabelecimentos foram interditados e R$ 250 mil em roupas e tecidos foram apreendidos.

O esquema começou a ser investigado depois que foram verificadas várias denúncias de caminhoneiros que contavam a mesma história: se diziam assaltados por "ladroes de tecidos" em estradas da regiao. Dois motoristas já foram autuados - um em Sao Paulo, no dia 8 de dezembro, e outro em Minas Gerais, duas semanas depois.

A família está detida provisoriamente em celas improvisadas na DRFC, na Pavuna, na zona norte. A mulher deve ser transferida para uma carceragem feminina e Souza e seus filhos serao levados para a Polinter, na capital, no início da semana.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;