Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 21 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Por que temos espinhas na adolescência?

O problema de pele mais comum da juventude incomoda e precisa de tratamento correto


Caroline Ropero
Do Diário do Grande ABC

18/01/2015 | 07:00


Elas são feias, incomodam e aparecem nos momentos mais indesejados. Não é fácil ter espinhas – problema de pele mais comum da adolescência. No entanto, existem tratamentos específicos para cada tipo de acne e dicas para evitar que esses monstrinhos se espalhem. Confira abaixo o bate-papo do D+ com a dermatologista Meire Brasil Parada, da Unifesp.

Por que é comum ter espinhas na adolescência?
As espinhas aparecem nesta fase por causa das alterações hormonais. Geralmente, os hormônios agem sobre a glândula sebácea, produzindo mais sebo. Assim, a pele fica mais oleosa e permite a formação do cravo e da espinha.

Qual é a diferença entre cravo, espinha e espinha interna?
Cravo é o sebo que obstrui o poro. Espinha é a inflamação do sebo que, em geral, fica amarelada e com pus. Ela é interna quando o processo inflamatório atinge camadas mais profundas da pele.

Como a espinha se forma?
Quando os poros localizados principalmente na face, costas e peito ficam entupidos, sofrem a ação de uma bactéria que inflama o local, formando o pus.

Em que idade costumam aparecer? Algum dia vão sumir?
Aparecem na fase inicial da adolescência, por volta dos 12 anos. Com 18 ou 20 anos pode ser que diminuam. No entanto, há pessoas que têm espinhas até na fase adulta.

Por que não pode espremer?
O processo inflamatório causa necrose na pele (morte das células). Ao espremer, a pessoa agride tanto a pele morta como a saudável, criando a cicatriz.

Quais são os tratamentos?
O tratamento depende do grau e tipo da acne. Para saber qual é a melhor saída, tem de procurar um dermatologista. Ele pode indicar uma higienização, antibióticos, produtos com ação antibacteriana ou desobstrução dos poros. No entanto,tem de saber que o problema não resolve rapidamente. É preciso ter paciência e cumprir todos os procedimentos indicados corretamente.

Aparece mais no verão?
Quem possui tendência pode ter aumento de espinhas no calor, pois o suor aumenta a oleosidade.

O período menstrual influencia?
Geralmente há alteração hormonal importante neste período, que pode agravar a acne em quem já tem tendência.

Chocolate e alimentos gordurosos também dão espinha?
Não existe comprovação científica de que o aparecimento tenha a ver com comida gordurosa. No entanto, se você perceber que houve o aumento da acne com o consumo de certo alimento, tente evitá-lo. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Por que temos espinhas na adolescência?

O problema de pele mais comum da juventude incomoda e precisa de tratamento correto

Caroline Ropero
Do Diário do Grande ABC

18/01/2015 | 07:00


Elas são feias, incomodam e aparecem nos momentos mais indesejados. Não é fácil ter espinhas – problema de pele mais comum da adolescência. No entanto, existem tratamentos específicos para cada tipo de acne e dicas para evitar que esses monstrinhos se espalhem. Confira abaixo o bate-papo do D+ com a dermatologista Meire Brasil Parada, da Unifesp.

Por que é comum ter espinhas na adolescência?
As espinhas aparecem nesta fase por causa das alterações hormonais. Geralmente, os hormônios agem sobre a glândula sebácea, produzindo mais sebo. Assim, a pele fica mais oleosa e permite a formação do cravo e da espinha.

Qual é a diferença entre cravo, espinha e espinha interna?
Cravo é o sebo que obstrui o poro. Espinha é a inflamação do sebo que, em geral, fica amarelada e com pus. Ela é interna quando o processo inflamatório atinge camadas mais profundas da pele.

Como a espinha se forma?
Quando os poros localizados principalmente na face, costas e peito ficam entupidos, sofrem a ação de uma bactéria que inflama o local, formando o pus.

Em que idade costumam aparecer? Algum dia vão sumir?
Aparecem na fase inicial da adolescência, por volta dos 12 anos. Com 18 ou 20 anos pode ser que diminuam. No entanto, há pessoas que têm espinhas até na fase adulta.

Por que não pode espremer?
O processo inflamatório causa necrose na pele (morte das células). Ao espremer, a pessoa agride tanto a pele morta como a saudável, criando a cicatriz.

Quais são os tratamentos?
O tratamento depende do grau e tipo da acne. Para saber qual é a melhor saída, tem de procurar um dermatologista. Ele pode indicar uma higienização, antibióticos, produtos com ação antibacteriana ou desobstrução dos poros. No entanto,tem de saber que o problema não resolve rapidamente. É preciso ter paciência e cumprir todos os procedimentos indicados corretamente.

Aparece mais no verão?
Quem possui tendência pode ter aumento de espinhas no calor, pois o suor aumenta a oleosidade.

O período menstrual influencia?
Geralmente há alteração hormonal importante neste período, que pode agravar a acne em quem já tem tendência.

Chocolate e alimentos gordurosos também dão espinha?
Não existe comprovação científica de que o aparecimento tenha a ver com comida gordurosa. No entanto, se você perceber que houve o aumento da acne com o consumo de certo alimento, tente evitá-lo. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;