Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Dia mundial em memória das vítimas de trânsito

A violência no trânsito mata todos os anos mais de 1 milhão de pessoas no mundo, fere e incapacita mais de 50 milhões


Cristina Baddini

19/11/2010 | 00:00


A violência no trânsito mata todos os anos mais de 1 milhão de pessoas no mundo, fere e incapacita mais de 50 milhões e é a causa principal de mortes de jovens na faixa etária dos 10 aos 24 anos.

Em outubro de 2005, a assembleia geral da ONU aprovou resolução conclamando todos os países para que definissem o terceiro domingo do mês de novembro de cada ano como o dia dedicado à memória das vítimas da violência sobre rodas.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) e as demais instituições mundiais ligadas à segurança na circulação viária incentivam os governos e as organizações civis em todo o planeta que celebrem essa data, não só como uma forma de mobilização social e de homenagem aos entes queridos vitimados pela violência viária, mas também como legítima e necessária provocação para que ações efetivas e práticas sejam adotadas.

O objetivo da celebração é garantir a mobilização da sociedade contra essa violência absolutamente previsível e confortar os centenas de milhares de parentes e amigos das vítimas que sofrem e sofrerão para sempre as consequências materiais, sociais e principalmente emocionais desses eventos trágicos.

Em 2007 foi feito no Rio de Janeiro um movimento social com o intuito de homenagear as vítimas de acidentes de trânsito. Movimento que se repetiu em 2008. Em 2009, para que a consciência sobre a gravidade do problema fosse ampliada, os organizadores decidiram que, a partir daquele ano, ela seria itinerante, acontecendo em cidades diferentes. A primeira escolhida foi Curitiba, palco de uma tragédia que vitimou dois jovens inocentes e que comoveu o Brasil. O evento foi marcado com a construção de um monumento permanente no Parque Barigui. Neste ano de 2010, a data cairá no dia 21 em Florianópolis, Santa Catarina, capital do segundo Estado brasileiro no ranking da violência no trânsito.

Dia 17 passado

O Cesvi em parceria com a Fundação Getulio Vargas e com outros apoiadores organizaram um evento chamado de Década de Ações para a Segurança Viária no Brasil - Marco Zero. Este evento foi um chamamento para que autoridades, entidades e sociedade em geral coloquem as ações para a redução das vítimas de trânsito como prioridade na agenda nacional. Também foi elaborado um manifesto que conclama as autoridades brasileiras à firme decisão de estabelecer e perseguir metas de redução de vítimas, a partir de ações previstas em um plano estratégico.

O motivo desse evento é por ser considerado inaceitável que o Brasil continue matando cerca de 40 mil e internando outras 120 mil pessoas todos os anos, vítimas de acidentes de trânsito, provocando um impacto estimado em cerca de R$ 34 bilhões ao País, em gastos com resgate, tratamento, perdas de produção e materiais, dentre outros. Sem contar o forte impacto emocional, econômico e prático que os acidentes de trânsito têm provocado na vida de milhões de vítimas, familiares e amigos.

O Brasil pode e deve estabelecer e perseguir uma meta ambiciosa e factível de redução de vítimas de acidentes de trânsito, para a década de 2011 a 2020, com os três níveis de governo (federal, estadual e municipal), para tratarem esse tema como um dos prioritários, elaborando e implantando planos estratégicos de ações.

O evento foi um sucesso. Todos saíram de lá com o compromisso de acompanhar e participar deste esforço, para que a comunidade, organizada ou não, pública ou privada, se envolva na construção de uma mobilidade segura, mais humana e para todos os usuários das vias e com menos impacto ao meio ambiente. Dia 21 mobilize-se. Chega de acidentes. Chega de lágrimas.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;