Fechar
Publicidade

Sábado, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Vaguinho formaliza alianças e inicia discussão sobre vice

Ricardo Trida/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Pré-candidato do PRB crava elo com PMDB, SD PTN e PTdoB; dobrada fica entre Cida e Yoshio


Leandro Baldini
Do Diário do Grande ABC

09/01/2016 | 07:00


Pré-candidato à sucessão do prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), o vereador Vaguinho do Conselho (PRB) oficializa na noite de segunda-feira aliança com PMDB, Solidariedade, PTN e PTdoB. A reunião partidária também marcará o início do processo de escolha do vice na chapa republicana. Os vereadores Ricardo Yoshio (PRB) e Cida Ferreira (PMDB) são os favoritos ao posto. O republicano ainda confia em elo com o PSB. O encontro ocorrerá na sede do diretório do PRB, a partir das 19h, no Centro.

Pré-postulante ao Paço de Diadema desde fevereiro do ano passado, Vaguinho ratificou seu nome em setembro depois de expulsão do PSB e filiação ao PRB. Os socialistas, inicialmente, anunciaram projeto próprio à eleição. Desistiram menos de um mês depois, após o presidente municipal da época, Manoel José da Silva, o Adelson (hoje tesoureiro), recuar e declarar adesão a Lauro.

Na sigla republicana, Vaguinho foi recebido com o propósito de encabeçar chapa majoritária. O partido havia acabado de migrar para a oposição do governo Lauro. De imediato, o pré-candidato recebeu adesão do PMDB, seguido pelos demais partidos.

Na última sondagem de intenções de voto, feita pelo DGABC Pesquisas e publicada pelo Diário em dezembro, Vaguinho saltou de 8% na amostragem de julho, para 16,5%, diminuindo o percentual a Lauro, que registrou 23,3% da preferência eleitoral.

INCERTEZA
A reunião partidária também terá a participação do vereador Célio Boi (PSB). Aliado de Vaguinho, o socialista insiste em conduzir a legenda ao projeto republicano.

O posicionamento do PSB segue incerto. O presidente municipal, Cláudio Valverde, espera por definição antes da convenção partidária, que ocorrerá em junho. Paralelamente, Lauro tenta captar o apoio da sigla, costurando acordo com a cúpula estadual, que é presidida pelo vice-governador Márcio França. A aliança deverá ser selada com a filiação de seu secretário de Educação e primo, Marcos Michels (PV). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vaguinho formaliza alianças e inicia discussão sobre vice

Pré-candidato do PRB crava elo com PMDB, SD PTN e PTdoB; dobrada fica entre Cida e Yoshio

Leandro Baldini
Do Diário do Grande ABC

09/01/2016 | 07:00


Pré-candidato à sucessão do prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), o vereador Vaguinho do Conselho (PRB) oficializa na noite de segunda-feira aliança com PMDB, Solidariedade, PTN e PTdoB. A reunião partidária também marcará o início do processo de escolha do vice na chapa republicana. Os vereadores Ricardo Yoshio (PRB) e Cida Ferreira (PMDB) são os favoritos ao posto. O republicano ainda confia em elo com o PSB. O encontro ocorrerá na sede do diretório do PRB, a partir das 19h, no Centro.

Pré-postulante ao Paço de Diadema desde fevereiro do ano passado, Vaguinho ratificou seu nome em setembro depois de expulsão do PSB e filiação ao PRB. Os socialistas, inicialmente, anunciaram projeto próprio à eleição. Desistiram menos de um mês depois, após o presidente municipal da época, Manoel José da Silva, o Adelson (hoje tesoureiro), recuar e declarar adesão a Lauro.

Na sigla republicana, Vaguinho foi recebido com o propósito de encabeçar chapa majoritária. O partido havia acabado de migrar para a oposição do governo Lauro. De imediato, o pré-candidato recebeu adesão do PMDB, seguido pelos demais partidos.

Na última sondagem de intenções de voto, feita pelo DGABC Pesquisas e publicada pelo Diário em dezembro, Vaguinho saltou de 8% na amostragem de julho, para 16,5%, diminuindo o percentual a Lauro, que registrou 23,3% da preferência eleitoral.

INCERTEZA
A reunião partidária também terá a participação do vereador Célio Boi (PSB). Aliado de Vaguinho, o socialista insiste em conduzir a legenda ao projeto republicano.

O posicionamento do PSB segue incerto. O presidente municipal, Cláudio Valverde, espera por definição antes da convenção partidária, que ocorrerá em junho. Paralelamente, Lauro tenta captar o apoio da sigla, costurando acordo com a cúpula estadual, que é presidida pelo vice-governador Márcio França. A aliança deverá ser selada com a filiação de seu secretário de Educação e primo, Marcos Michels (PV). 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;