Fechar
Publicidade

Domingo, 29 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Caio Júnior quer oferecer mala-preta por resultado


Kati Dias
Do Diário do Grande ABC

10/04/2007 | 07:02


O Palmeiras não depende mais de si para disputar a semifinal do Campeonato Paulista. Além de vencer o São Bento, o Alviverde terá de torcer por um tropeço do Bragantino. Os times estão empatados com 32 pontos, mas o Verdão tem seis gols de desvantagem no saldo. Para alcançar a semifinal, o técnico Caio Júnior não ficou constrangido com a possibilidade de a diretoria do clube oferecer uma premiação financeira para motivar o Barueri no duelo com o Bragantino. A equipe foi goleada por 5 a 0 pelo São Paulo no último domingo e está sem técnico, já que Sérgio Soares (ex-Santo André) pediu demissão. “Acho que um incentivo para outro time vencer é normal no futebol. Em toda a minha vida futebolística, convivi com esta situação, inclusive em Portugal. Só acho errado oferecer dinheiro para uma equipe perder. Se eu soubesse de um caso como este, eu denunciaria”, disse Caio Júnior.

O treinador, inclusive, revelou qual foi a última vez em que recebeu uma mala-preta, termo popular utilizado para este tipo de premiação no futebol. “No Brasileirão do ano passado, no Paraná, recebemos um incentivo de outro clube para vencer um jogo”, lembrou Caio Júnior, que não quis dar mais detalhes sobre a operação.

O vice-presidente de Futebol do Alviverde, Gilberto Cipullo está mais preocupado em administrar os problemas financeiros do clube, que tem feito empréstimos em banco para quitar os salários e os direitos de imagem dos jogadores. Tanto que ele descartou publicamente premiar o Barueri em caso de vitória sobre o Bragantino. “Hoje e sempre não pensamos em enviar mala-preta, mala-verde ou mala-alviverde”, garantiu o vice-presidente de Futebol do Verdão.

Longe de casa - O Palmeiras optou por se preparar para o duelo contra o São Bento, em Sorocaba, bem longe da Academia de Futebol, na Barra Funda. O time ficará em Itu a partir de terça-feira. Caio Júnior adotou tática semelhante antes do clássico contra o Corinthians. Na ocasião, o time ficou em Águas de Lindóia por três dias e na volta bateu a equipe alvinegra por 3 a 0.

O treinador se inspira no Santos que conquistou o título brasileiro de 2002 e crê que o Palmeiras tem condições de brigar pelo título. “O Santos se classificou na última rodada como oitavo e foi campeão”, disse.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;