Fechar
Publicidade

Sábado, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Cursos com nota máxima no Enade apostam em tecnologia

Instituições destacam parcerias firmadas com empresas, além da qualificação dos professores


Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

22/10/2020 | 00:01


Dentre as 98 graduações avaliadas pelo Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudante) 2019 no Grande ABC, quatro cursos se destacaram com nota máxima: engenharia ambiental da UFABC (Universidade Federal do ABC), em Santo André; engenharia de produção da UFABC, em São Bernardo; engenharia elétrica do Centro Universitário FEI, de São Bernardo; e engenharia de produção do Instituto de Tecnologia da Mauá, de São Caetano. Para conquistarem a nota 5, coordenadores dos cursos apostam em ensino tecnológico e parceria com empresas.

Coordenador do curso de engenharia de produção do Instituto Mauá de Tecnologia, David Garcia Penof explica que a instituição analisou outros modelos do País antes de montar o currículo e conta com amparo tecnológico. “Temos como diferencial software de simulação em 3D, de plataforma francesa, que faz diferença na formação”, detalha. Segundo o docente, o software auxilia o entendimento da teoria explicada em aula com a prática, além de ser tendência no mercado de trabalho, melhorando a visualização de projetos.

Penof destaca ainda que o Instituto Mauá aborda durante o ano questões do Enade para treinar os alunos. “Os estudos são diários, então aplicamos questões do Enade em provas semestrais e atividades valendo nota”, detalha.

Coordenador do departamento de engenharia elétrica da FEI, Renato Giacomini avalia que, além da implantação de novos laboratórios, a instituição trabalha aproximação com empresas, para consultas sobre conteúdos, competências e vagas no mercado de trabalho. “O que também incentiva nossos alunos são os programas de pós-graduação, que seguem pelo mestrado, doutorado e até intercâmbios”, detalha.

Coordenador de engenharia ambiental da UFABC, Rodrigo de Freitas comenta que a instituição fortalece o ensino prático em laboratórios específicos das disciplinas. “Contamos com quadro de docentes muito qualificados, que auxiliam muito nas disciplinas. Além de doutores, são pesquisadores no assunto, engajados e atualizados com tudo que chega no mercado”, finaliza. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cursos com nota máxima no Enade apostam em tecnologia

Instituições destacam parcerias firmadas com empresas, além da qualificação dos professores

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

22/10/2020 | 00:01


Dentre as 98 graduações avaliadas pelo Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudante) 2019 no Grande ABC, quatro cursos se destacaram com nota máxima: engenharia ambiental da UFABC (Universidade Federal do ABC), em Santo André; engenharia de produção da UFABC, em São Bernardo; engenharia elétrica do Centro Universitário FEI, de São Bernardo; e engenharia de produção do Instituto de Tecnologia da Mauá, de São Caetano. Para conquistarem a nota 5, coordenadores dos cursos apostam em ensino tecnológico e parceria com empresas.

Coordenador do curso de engenharia de produção do Instituto Mauá de Tecnologia, David Garcia Penof explica que a instituição analisou outros modelos do País antes de montar o currículo e conta com amparo tecnológico. “Temos como diferencial software de simulação em 3D, de plataforma francesa, que faz diferença na formação”, detalha. Segundo o docente, o software auxilia o entendimento da teoria explicada em aula com a prática, além de ser tendência no mercado de trabalho, melhorando a visualização de projetos.

Penof destaca ainda que o Instituto Mauá aborda durante o ano questões do Enade para treinar os alunos. “Os estudos são diários, então aplicamos questões do Enade em provas semestrais e atividades valendo nota”, detalha.

Coordenador do departamento de engenharia elétrica da FEI, Renato Giacomini avalia que, além da implantação de novos laboratórios, a instituição trabalha aproximação com empresas, para consultas sobre conteúdos, competências e vagas no mercado de trabalho. “O que também incentiva nossos alunos são os programas de pós-graduação, que seguem pelo mestrado, doutorado e até intercâmbios”, detalha.

Coordenador de engenharia ambiental da UFABC, Rodrigo de Freitas comenta que a instituição fortalece o ensino prático em laboratórios específicos das disciplinas. “Contamos com quadro de docentes muito qualificados, que auxiliam muito nas disciplinas. Além de doutores, são pesquisadores no assunto, engajados e atualizados com tudo que chega no mercado”, finaliza. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;