Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Corinthians pega o Paraná para dar início à nova Era


Das Agências

14/05/2006 | 07:57


Totalmente desfigurado, o Corinthians luta pela vitória a partir das 18h10, contra o Paraná Clube, no estádio Willie Davids, em Maringá (PR), para acalmar os ânimos da torcida que não se conforma com a má fase da equipe. O time passou a semana refugiado no Paraná com medo dos protestos dos torcedores, que tentaram invadir o gramado do Pacaembu durante a eliminação da Copa Libertadores, e acredita que apenas com a apresentação de um bom futebol poderá retornar em paz para São Paulo. Em caso de nova derrota, a diretoria estuda a possibilidade de mandar o elenco para o Rio de Janeiro, onde o Timão enfrenta o Vasco no próximo final de semana.

O jogo de domingo também marca a despedida da Era Ademar Braga como técnico do Corinthians. “É frustrante saber que tive o time na mão e o continuaria comandando se vencesse a Libertadores. Fiz o que pude, mas futebol é resultado e volto a ser auxiliar técnico. Vou fazer tudo para o Corinthians vencer o Paraná Clube e ajudar o Geninho”, diz Ademar Braga.

Na zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o Timão não contará com Tevez, Mascherano, Carlos Alberto, Coelho, Betão e Marcelinho Carioca. Por isso, será cauteloso contra o Paraná. Ademar resolveu colocar três jogadores de marcação no meio-campo: Marcelo Mattos, Xavier e Rosinei – mesmo com Carlos Alberto suspenso, o técnico desprezou novamente Roger. Na frente atuará Nilmar e Rafael Moura. Sem a velocidade de Tevez, o Corinthians apostará nas bolas aéreas para as cabeçadas de Moura.

A defesa corintiana sofreu 12 gols nas últimas quatro partidas que o time perdeu. Sebá e Marcus Vinícius se mostraram bons nas jogadas aéreas, mas perigosamente lentos por baixo. “O ataque do Paraná merecerá cuidado especial. O time deles perdeu injustamente do Fluminense, mas fez cinco gols no Grêmio, que nos derrotou por 2 a 0”.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Corinthians pega o Paraná para dar início à nova Era

Das Agências

14/05/2006 | 07:57


Totalmente desfigurado, o Corinthians luta pela vitória a partir das 18h10, contra o Paraná Clube, no estádio Willie Davids, em Maringá (PR), para acalmar os ânimos da torcida que não se conforma com a má fase da equipe. O time passou a semana refugiado no Paraná com medo dos protestos dos torcedores, que tentaram invadir o gramado do Pacaembu durante a eliminação da Copa Libertadores, e acredita que apenas com a apresentação de um bom futebol poderá retornar em paz para São Paulo. Em caso de nova derrota, a diretoria estuda a possibilidade de mandar o elenco para o Rio de Janeiro, onde o Timão enfrenta o Vasco no próximo final de semana.

O jogo de domingo também marca a despedida da Era Ademar Braga como técnico do Corinthians. “É frustrante saber que tive o time na mão e o continuaria comandando se vencesse a Libertadores. Fiz o que pude, mas futebol é resultado e volto a ser auxiliar técnico. Vou fazer tudo para o Corinthians vencer o Paraná Clube e ajudar o Geninho”, diz Ademar Braga.

Na zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o Timão não contará com Tevez, Mascherano, Carlos Alberto, Coelho, Betão e Marcelinho Carioca. Por isso, será cauteloso contra o Paraná. Ademar resolveu colocar três jogadores de marcação no meio-campo: Marcelo Mattos, Xavier e Rosinei – mesmo com Carlos Alberto suspenso, o técnico desprezou novamente Roger. Na frente atuará Nilmar e Rafael Moura. Sem a velocidade de Tevez, o Corinthians apostará nas bolas aéreas para as cabeçadas de Moura.

A defesa corintiana sofreu 12 gols nas últimas quatro partidas que o time perdeu. Sebá e Marcus Vinícius se mostraram bons nas jogadas aéreas, mas perigosamente lentos por baixo. “O ataque do Paraná merecerá cuidado especial. O time deles perdeu injustamente do Fluminense, mas fez cinco gols no Grêmio, que nos derrotou por 2 a 0”.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;