Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Imagem e semelhança


Cynthia Tavares

26/08/2014 | 07:00


Líder nas pesquisas eleitorais até ontem, a presidente Dilma Rousseff (PT) saiu para o ataque aos adversários. Agora, o principal alvo é Marina Silva (PSB), que substituiu Eduardo Campos (morto em acidente aéreo). A petista afirmou que a socialista, que já foi de seu partido, é inexperiente. Exatamente o mesmo discurso que os rivais de Dilma na campanha de 2010 utilizavam contra ela. Há quatro anos, a atual presidente tinha no currículo passagem pelo comando da Secretaria Municipal da Fazenda de Porto Alegre (1985 a 1988), titular da Pasta gaúcha de Minas e Energia (de 1999 a 2002), do Ministério de Minas e Energia (2003 a 2005) e chefia da Casa Civil do Palácio do Planalto (2005 a 2010). Até agora, Marina Silva foi vereadora de Rio Branco, capital do Acre (1989 a 1990), deputada estadual (1991 a 1994), senadora (1995 a 2002) e ministra do Meio Ambiente (2003 a 2008). Dilma defendeu-se bem dos ataques – fundados ou não – sofridos em 2010, quando Marina também foi candidata à Presidência (pelo PV, obteve 19,3% dos votos válidos). A petista teve como cabo eleitoral o então presidente Lula (PT). Agora, é a socialista que tem de mostrar desenvoltura. E seu principal colaborador é o legado de Eduardo Campos. Fato é que Dilma olha para o espelho e vê Marina. Ainda assim, não contém as críticas. Neto do ex-presidente Tancredo Neves, Aécio Neves (PSDB) também está nesse jogo. Foi deputado federal por Minas Gerais (1987 a 2002), governador mineiro (2003 a 2010) e é senador desde 2011. Um dos três vai comandar o País.

Só na foto
Candidatos a deputado estadual do PT estiveram ontem com Lula, na Capital. Do Grande ABC, só Ana do Carmo não compareceu, pois tinha compromissos previamente agendados. Todos foram ao encontro na esperança de que teriam um tempo para bater papo com o ex-presidente. Mas ficaram mesmo só com a foto ao lado do ícone petista.

Tudo errado
Os cavaletes de divulgação das candidaturas dos políticos estão invadindo as vias do Grande ABC. Tem muito material atrapalhando os pedestres e os motoristas. E a maioria dos eleitores não está gostando nada disso. Tem gente que está perdendo votos ao invés de ganhar a confiança das pessoas. Sem contar que tem grupos destruindo os cavaletes. Ninguém está certo nessa bagunça.

Bagunça total
Trânsito tumultuado, carros parados e local proibido, via interditada e nenhuma fiscalização por parte da Prefeitura. Assim tem sido a rotina observada por quem passa aos sábados pelas intermediações da Avenida Prestes Maia, em São Bernardo. Ali, por causa da feira livre, muitos motoristas deixam seus veículos para ir às Ruas Jurubatuba e Marechal Deodoro fazer compras.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;