Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Na pandemia, até Papai Noel faz home office

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Para evitar contaminação pelo novo coronavírus, shoppings da região abusam da tecnologia para manter acesa a chama do Natal


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

14/11/2020 | 00:01


Papai Noel, idoso e do grupo de risco para Covid-19, tem que adotar novos hábitos no Natal de 2020. Assim como muitos trabalhadores, o Bom Velhinho precisou se adaptar ao home office, e de casa, está administrando a distribuição de presentes para quem se comportou bem. Fantasia e realidade se misturam nos shoppings da região, que se reinventam para tentar manter a tradição da visita a um dos principais símbolos do Natal, sem colocar ninguém em risco em meio à uma pandemia.

O Mauá Plaza Shopping é o único centro de compras da região que vai ter o Papai Noel em carne e osso. A partir de amanhã, os compradores poderão visitar a decoração natalina e observar o Bom Velhinho no seu home office. Por causa do distanciamento, não será possível fazer fotos com o personagem, mas a tecnologia vai matar a vontade de quem quiser um registro natalino: basta o cliente apontar a câmera do celular para o trono que o Papai Noel aparecerá ao lado da pessoa que estiver sentada. Para conseguir se posicionar, as pessoas contarão com ajuda de um monitor que vai mostrar em tempo real como elas estão enquadradas na foto. Uma prática similar à de importantes parques temáticos mundo afora. 

A gerente de marketing do empreendimento, Ariane Oliveira destacou que para garantir a interação entre o Papai Noel e os clientes, o home office do Noel é uma verdadeira fortaleza e somente o Bom Velhinho ficará por lá durante seu período de trabalho. 

A tecnologia é a grande aliada da magia do Natal. Em Santo André, no Shopping ABC, o tema da decoração é “Natal Mágico”, com elementos tradicionais trazendo a essência desta comemoração para a realidade da nova geração. O encontro com o Papai Noel é por meio da realidade aumentada (projeção em tamanho real), para realização de fotos com as crianças. 

No Atrium Shopping o tema é “O Jardim dos Ursinhos” e o Papai Noel será cenográfico, com diversas versões em poses descontraídas espalhadas pelos corredores. No Grand Plaza Shopping, a tecnologia está na árvore, com projetores e caixas de som criando verdadeiro show e papais noeis em 3D que poderão ser projetados em qualquer lugar do empreendimento, com o uso do celular.

No Shopping Metrópole, de São Bernardo, a partir de terça-feira os clientes vão poder receber mensagens do Bom Velhinho pelo celular e a foto poderá ser feita por meio de realidade aumentada. No Golden Square, também em São Bernardo, o Papai Noel faz teleconferência com os clientes, em cidade especialmente criada para a data. No São Bernardo Plaza Shopping, a decoração é inspirada no universo dos Smurfs e os clientes poderão interagir com o Papai Noel por meio de videochamadas em um telão ou mensagens no Whatsapp, no número (11) 95638-2891. 

No ParkShopping São Caetano a decoração natalina traz a Casa do Papai Noel em um ambiente contemplativo com a grande árvore sobre a sala de estar. Os visitantes podem tirar fotos em um equipamento que simula o tradicional retrato com o Papai Noel e sua turma e escanear o QRCode para receber e salvar sua lembrança em seu celular. O Shopping Praça da Moça, em Diadema, o tema “Doce Natal” traz para a decoração confeitos e biscoitos e o encontro com o Papai Noel, em realidade aumentada, se dá por meio de totens que fazem parte de uma espécie de corrida, onde as dicas levam ao próximo ponto e o prêmio é o encontro virtual com o Bom Velhinho.

Famílias lamentam ficar sem foto tradicional

Famílias que costumam fazer a tradicional foto natalina também estão tendo que se empenhar para não frustrar os pequenos, que esperam pelo encontro com o Bom Velhinho. Moradora de Santo André, Carolina Serra, 31 anos, é mãe de Isabella, 6, e Matheus, 10 meses. A expectativa para que o bebê tirasse sua primeira foto com o Papai Noel era grande e, além disso, a mais velha já estava cobrando pela experiência. “Vamos tentar algum serviço de ligação telefônica”, relatou.

Também de Santo André, a esteticista Laura Alonso, 29, queria levar a pequena Mariane, 7, que todo ano faz a foto com o Bom Velhinho, e cuja experiência é muito aguardada pela garota. Laura já tem na ponta da língua o que vai falar para o Papai Noel se puder conversar com ele. “Que me comportei bem e mereço o presente, porque ajudei minha mãe, cuidei dos meus bichos e fiz minha tarefas direitinho.”

Em Diadema, o empresário Lucas Batistela, 34, pretendia levar a filha Maya, 2, para repetir as fotos que vêm sendo feitas desde que a mãe, a enfermeira Jessica Batistela, 29, estava grávida. “Se houvesse algum encontro com hora marcada e medidas de higiene, seria possível atender as expectativas das crianças.”

O gerente de projeto Juliano Guanaes Bittencourt, 41, criou a “live do Noel”, serviço que disponibiliza um momento ao vivo com o Papai Noel pela internet, ou ainda uma mensagem de áudio gravada e personalizada. Informações no site www.livedonoel.com.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Na pandemia, até Papai Noel faz home office

Para evitar contaminação pelo novo coronavírus, shoppings da região abusam da tecnologia para manter acesa a chama do Natal

Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

14/11/2020 | 00:01


Papai Noel, idoso e do grupo de risco para Covid-19, tem que adotar novos hábitos no Natal de 2020. Assim como muitos trabalhadores, o Bom Velhinho precisou se adaptar ao home office, e de casa, está administrando a distribuição de presentes para quem se comportou bem. Fantasia e realidade se misturam nos shoppings da região, que se reinventam para tentar manter a tradição da visita a um dos principais símbolos do Natal, sem colocar ninguém em risco em meio à uma pandemia.

O Mauá Plaza Shopping é o único centro de compras da região que vai ter o Papai Noel em carne e osso. A partir de amanhã, os compradores poderão visitar a decoração natalina e observar o Bom Velhinho no seu home office. Por causa do distanciamento, não será possível fazer fotos com o personagem, mas a tecnologia vai matar a vontade de quem quiser um registro natalino: basta o cliente apontar a câmera do celular para o trono que o Papai Noel aparecerá ao lado da pessoa que estiver sentada. Para conseguir se posicionar, as pessoas contarão com ajuda de um monitor que vai mostrar em tempo real como elas estão enquadradas na foto. Uma prática similar à de importantes parques temáticos mundo afora. 

A gerente de marketing do empreendimento, Ariane Oliveira destacou que para garantir a interação entre o Papai Noel e os clientes, o home office do Noel é uma verdadeira fortaleza e somente o Bom Velhinho ficará por lá durante seu período de trabalho. 

A tecnologia é a grande aliada da magia do Natal. Em Santo André, no Shopping ABC, o tema da decoração é “Natal Mágico”, com elementos tradicionais trazendo a essência desta comemoração para a realidade da nova geração. O encontro com o Papai Noel é por meio da realidade aumentada (projeção em tamanho real), para realização de fotos com as crianças. 

No Atrium Shopping o tema é “O Jardim dos Ursinhos” e o Papai Noel será cenográfico, com diversas versões em poses descontraídas espalhadas pelos corredores. No Grand Plaza Shopping, a tecnologia está na árvore, com projetores e caixas de som criando verdadeiro show e papais noeis em 3D que poderão ser projetados em qualquer lugar do empreendimento, com o uso do celular.

No Shopping Metrópole, de São Bernardo, a partir de terça-feira os clientes vão poder receber mensagens do Bom Velhinho pelo celular e a foto poderá ser feita por meio de realidade aumentada. No Golden Square, também em São Bernardo, o Papai Noel faz teleconferência com os clientes, em cidade especialmente criada para a data. No São Bernardo Plaza Shopping, a decoração é inspirada no universo dos Smurfs e os clientes poderão interagir com o Papai Noel por meio de videochamadas em um telão ou mensagens no Whatsapp, no número (11) 95638-2891. 

No ParkShopping São Caetano a decoração natalina traz a Casa do Papai Noel em um ambiente contemplativo com a grande árvore sobre a sala de estar. Os visitantes podem tirar fotos em um equipamento que simula o tradicional retrato com o Papai Noel e sua turma e escanear o QRCode para receber e salvar sua lembrança em seu celular. O Shopping Praça da Moça, em Diadema, o tema “Doce Natal” traz para a decoração confeitos e biscoitos e o encontro com o Papai Noel, em realidade aumentada, se dá por meio de totens que fazem parte de uma espécie de corrida, onde as dicas levam ao próximo ponto e o prêmio é o encontro virtual com o Bom Velhinho.

Famílias lamentam ficar sem foto tradicional

Famílias que costumam fazer a tradicional foto natalina também estão tendo que se empenhar para não frustrar os pequenos, que esperam pelo encontro com o Bom Velhinho. Moradora de Santo André, Carolina Serra, 31 anos, é mãe de Isabella, 6, e Matheus, 10 meses. A expectativa para que o bebê tirasse sua primeira foto com o Papai Noel era grande e, além disso, a mais velha já estava cobrando pela experiência. “Vamos tentar algum serviço de ligação telefônica”, relatou.

Também de Santo André, a esteticista Laura Alonso, 29, queria levar a pequena Mariane, 7, que todo ano faz a foto com o Bom Velhinho, e cuja experiência é muito aguardada pela garota. Laura já tem na ponta da língua o que vai falar para o Papai Noel se puder conversar com ele. “Que me comportei bem e mereço o presente, porque ajudei minha mãe, cuidei dos meus bichos e fiz minha tarefas direitinho.”

Em Diadema, o empresário Lucas Batistela, 34, pretendia levar a filha Maya, 2, para repetir as fotos que vêm sendo feitas desde que a mãe, a enfermeira Jessica Batistela, 29, estava grávida. “Se houvesse algum encontro com hora marcada e medidas de higiene, seria possível atender as expectativas das crianças.”

O gerente de projeto Juliano Guanaes Bittencourt, 41, criou a “live do Noel”, serviço que disponibiliza um momento ao vivo com o Papai Noel pela internet, ou ainda uma mensagem de áudio gravada e personalizada. Informações no site www.livedonoel.com.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;