Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Vasco goleia o River Plate na Argentina


Do Diário OnLine

23/11/2000 | 00:01


O Vasco da Gama surpreendeu na Argentina e impôs uma goleada de 4 a 1 sobre o River Plate, nesta quarta-feira à noite, no Monumental de Nuñes, pelo jogo de ida das semifinais da Copa Mercosul, e praticamente assegurou uma vaga na decisao do torneio sul-americano. Na partida de volta, em Sao Januário, o time da Cruz de Malta pode até perder por diferença de dois gols para seguir à final.

Apesar do placar amplo, o Vasco sofreu muito com os ataques argentinos. Só deu River nos primeiros minutos da etapa inicial, com direito a bola na trave e muito trabalho para o goleiro Hélton.

O placar foi inaugurado aos 22, em um contra-ataque dos cariocas. Juninho Pernambucano cruzou na área pela direita, Clébson furou na cara do gol e a bola sobrou para Romário só empurrar para o gol vazio. O Baixinho, recuperado de contusao, acabou nesta quarta-feira com um jejum que durou mais de um mês. Além disso, o camisa 11 do Vasco assumiu a artilharia isolada da Copa Mercosul, com sete gols.

O time carioca aproveitou a instabilidade argentina e ampliou, aos 32. Juninho Pernambucano fez jogada individual e acertou o travessao. A bola sobrou limpa para Júnior Baiano, na cara do gol, encher o pé e fazer 2 a 0.

Tranqüilo, o Vasco administrou bem a partida e dobrou o placar no segundo tempo. Aos 6, Juninho Paulista, em bela jogada individual pela direita, contou com uma ajudinha do goleiro Bonano para marcar o terceiro. O meia se desvencilhou de três defensores argentinos e cruzou fraco para o meio, quase da linha de fundo. O arqueiro saiu para cortar o passe e se enrolou todo: a bola bateu em seu braço, passou por baixo de seu corpo e morreu mansa atrás da linha.

Em novo contragolpe, a equipe cruzmaltina enterrou de vez o River Plate, aos 20. Paulo Miranda passou para Romário, na direita, que ligou Pedrinho. Da intermediária, o meia vascaíno chutou cruzado no canto esquerdo baixo de Bonano e marcou um golaço.

Os argentinos diminuíram aos 24. Cardett carimbou a trave e Saviola aproveitou a sobra para marcar.

A final da Mercosul tem tudo para ser brasileira, já que o Palmeiras também impôs uma goleada por 4 a 1 sobre o Atlético-MG na partida de ida, em Sao Paulo.

O Vasco joga sábado pelas oitavas-de-final da Copa Joao Havelange. Os cariocas vao à Fonte Nova para enfrentar o Bahia, na primeira partida do "mata-mata".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vasco goleia o River Plate na Argentina

Do Diário OnLine

23/11/2000 | 00:01


O Vasco da Gama surpreendeu na Argentina e impôs uma goleada de 4 a 1 sobre o River Plate, nesta quarta-feira à noite, no Monumental de Nuñes, pelo jogo de ida das semifinais da Copa Mercosul, e praticamente assegurou uma vaga na decisao do torneio sul-americano. Na partida de volta, em Sao Januário, o time da Cruz de Malta pode até perder por diferença de dois gols para seguir à final.

Apesar do placar amplo, o Vasco sofreu muito com os ataques argentinos. Só deu River nos primeiros minutos da etapa inicial, com direito a bola na trave e muito trabalho para o goleiro Hélton.

O placar foi inaugurado aos 22, em um contra-ataque dos cariocas. Juninho Pernambucano cruzou na área pela direita, Clébson furou na cara do gol e a bola sobrou para Romário só empurrar para o gol vazio. O Baixinho, recuperado de contusao, acabou nesta quarta-feira com um jejum que durou mais de um mês. Além disso, o camisa 11 do Vasco assumiu a artilharia isolada da Copa Mercosul, com sete gols.

O time carioca aproveitou a instabilidade argentina e ampliou, aos 32. Juninho Pernambucano fez jogada individual e acertou o travessao. A bola sobrou limpa para Júnior Baiano, na cara do gol, encher o pé e fazer 2 a 0.

Tranqüilo, o Vasco administrou bem a partida e dobrou o placar no segundo tempo. Aos 6, Juninho Paulista, em bela jogada individual pela direita, contou com uma ajudinha do goleiro Bonano para marcar o terceiro. O meia se desvencilhou de três defensores argentinos e cruzou fraco para o meio, quase da linha de fundo. O arqueiro saiu para cortar o passe e se enrolou todo: a bola bateu em seu braço, passou por baixo de seu corpo e morreu mansa atrás da linha.

Em novo contragolpe, a equipe cruzmaltina enterrou de vez o River Plate, aos 20. Paulo Miranda passou para Romário, na direita, que ligou Pedrinho. Da intermediária, o meia vascaíno chutou cruzado no canto esquerdo baixo de Bonano e marcou um golaço.

Os argentinos diminuíram aos 24. Cardett carimbou a trave e Saviola aproveitou a sobra para marcar.

A final da Mercosul tem tudo para ser brasileira, já que o Palmeiras também impôs uma goleada por 4 a 1 sobre o Atlético-MG na partida de ida, em Sao Paulo.

O Vasco joga sábado pelas oitavas-de-final da Copa Joao Havelange. Os cariocas vao à Fonte Nova para enfrentar o Bahia, na primeira partida do "mata-mata".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;