Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 14 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Ingressos para torcedores do Azulão serão distribuídos nesta 4ª


Edélcio Cândido
Do Diário do Grande ABC

17/01/2001 | 00:31


Fim do suspense: os torcedores do São Caetano poderão retirar nesta quarta, a partir das 9h30, no calçadão do estádio Anacleto Campanella, os ingressos para a decisão contra o Vasco, nesta quinta-feira, no Maracanã. Com um dia de atraso, a carga de bilhetes – cerca de pouco mais de dez mil – chegou terça, às 15h30, do Rio de Janeiro, direto para a Federação Paulista de Futebol.

Ninguém soube explicar porque vieram apenas dez mil ingressos e não 16 mil, conforme o combinado entre os clubes. "É mais uma euricada (referindo-se a Eurico Miranda)", reclamou o torcedor Ismael Ferraz, do Bairro Barcelona, que passou a tarde atrás de 20 ingressos – para ele e seus demais amigos. De acordo com informações da torcida uniformizada Comando Azul, as outras seis mil entradas teriam ficado no Rio para serem entregues aos torcedores de clubes rivais do Vasco. No Rio, não tem mais camisas do Azulão para venda.

O líder da torcida Bengala Azul, que coordena parte da distribuição dos ingressos, Agostinho Folco, criticou o Vasco e os organizadores da Copa João Havelange. "Os ingressos deveriam estar aqui desde ontem (segunda-feira), mas nos deram um novo chapéu. Vale tudo para tumultuar nossa ida ao Rio", reclamou.

Segundo Agostinho, quarta, até às 14h, estará definido a Operação Torcida, mas uma coisa é certa. "A caravana de ônibus (calcula-se mais de 30) sai na madrugada (4h) de quinta-feira, defronte ao prédio antigo da Prefeitura, na Av. Goiás". Um grupo de 40 torcedores já fretou um avião para o Rio, com saída às 11h, do aeroporto de Cumbica. "Vou de avião, é mais seguro", dizia o comerciante e torcedor José Ettore Rigotti. Um segundo vôo pode ser fretado, mas depende do número de interessados (mais informações pelo telefone 9371-7843).

Centenas de torcedores estavam desorientados. "Queremos ingressos, mas cadê?", dizia o balconista da Padaria Nova York, José Ayrton. "Nunca vi tanta desorganização. Ninguém sabe nada", reagiu o torcedor Jânio Alves, da Vila Gerty. "Eu vou com ou sem ingresso ao Maracanã", prometia Alexandre Medeiros Rodrigues, membro da Comando Azul.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;