Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Haddad volta a frustrar as bases do petismo


Raphael Rocha

16/05/2019 | 07:00


No domingo, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC comemorou 60 anos e, um dia antes, realizou festa para celebrar a data. Montou palco, chamou artistas, reverenciou sua história. E contava com a participação de Fernando Haddad (PT), candidato derrotado à Presidência e apontado, dentro do petismo, como a maior liderança pós-Lula. Seria simbólico: o novo PT nos festejos da entidade que catapultou o antigo PT. Mas Haddad não foi. Frustrou militantes, metalúrgicos e parte da direção do sindicato. Logo, fez ressurgirem as críticas a Haddad durante a eleição presidencial, quando o então candidato pouco acenou publicamente para a base de sustentação de Lula.

BASTIDORES

De olho
A visita do deputado estadual Thiago Auricchio (PR), de São Caetano, ao presidente da Câmara de São Bernardo, Ramon Ramos (PDT), deu o que falar nas duas cidades. Thiago é filho do prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), enquanto Ramon é da base de sustentação do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB). Os dois tucanos são de alas diferentes do tucanato. Embora a agenda tenha sido divulgada como visita de cortesia, não faltou tese de movimentação política entre agentes públicos dos municípios.

Cortesia
Ao ler na coluna que Thiago Auricchio (PR) havia visitado Ramon Ramos (PDT), o presidente da Câmara de São Caetano e coordenador da campanha bem-sucedida do republicano à Assembleia, Pio Mielo (MDB), disse aguardar visita de cortesia da deputada estadual Carla Morando (PSDB), mulher do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB). “A Câmara de São Caetano, e tenho certeza que toda a cidade, receberá com gentileza todos aqueles que queiram ajudar o Grande ABC e São Caetano, inclusive Carla Morando, deputada estadual por São Bernardo.”

Possibilidade
Ex-presidente da Câmara de São Bernardo, o vereador Pery Cartola (PSDB) se reuniu com a bancada tucana no Legislativo e admitiu que pensa em deixar a função de líder do governo na casa. Ele está no posto desde o começo do ano, quando deixou o comando do Parlamento.

Sorteio
Embora com tramitação suspensa para avaliação do setor jurídico da Câmara de Santo André, a CPI protocolada pela bancada do PT para analisar contratos do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) teve seus integrantes sorteados. Pelo PT, o escolhido foi Luiz Alberto; pelo PSDB, Professor Minhoca; pelo Cidadania, Rodolfo Donetti; pelo PMB, Tonho Lagoa. O PTB também indicará um quadro, mas ainda não fechou quem, já que Lucas Zacarias e Marcos Pinchiari pleiteiam o espaço.

Nova advogada
Mulher do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, Roberta Maria Rangel ingressou no corpo de advogados que defende o prefeito cassado de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), no processo que o socialista move para anular o impeachment sofrido na Câmara no mês passado. A inclusão de Roberta foi oficializada em 13 de maio e assinada pelo advogado Leandro Petrin, que coordena a defesa de Atila neste caso.

Estudo
Ainda em Mauá, comenta-se que a prefeita Alaíde Damo (MDB) pediu para técnicos analisarem a proposta enviada pelo prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), de acordo com a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) para zerar dívida bilionária e obter investimentos. A Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá) enfrenta mesmo problema do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André): passivo bilionário e rede de distribuição de água antiga. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Haddad volta a frustrar as bases do petismo

Raphael Rocha

16/05/2019 | 07:00


No domingo, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC comemorou 60 anos e, um dia antes, realizou festa para celebrar a data. Montou palco, chamou artistas, reverenciou sua história. E contava com a participação de Fernando Haddad (PT), candidato derrotado à Presidência e apontado, dentro do petismo, como a maior liderança pós-Lula. Seria simbólico: o novo PT nos festejos da entidade que catapultou o antigo PT. Mas Haddad não foi. Frustrou militantes, metalúrgicos e parte da direção do sindicato. Logo, fez ressurgirem as críticas a Haddad durante a eleição presidencial, quando o então candidato pouco acenou publicamente para a base de sustentação de Lula.

BASTIDORES

De olho
A visita do deputado estadual Thiago Auricchio (PR), de São Caetano, ao presidente da Câmara de São Bernardo, Ramon Ramos (PDT), deu o que falar nas duas cidades. Thiago é filho do prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), enquanto Ramon é da base de sustentação do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB). Os dois tucanos são de alas diferentes do tucanato. Embora a agenda tenha sido divulgada como visita de cortesia, não faltou tese de movimentação política entre agentes públicos dos municípios.

Cortesia
Ao ler na coluna que Thiago Auricchio (PR) havia visitado Ramon Ramos (PDT), o presidente da Câmara de São Caetano e coordenador da campanha bem-sucedida do republicano à Assembleia, Pio Mielo (MDB), disse aguardar visita de cortesia da deputada estadual Carla Morando (PSDB), mulher do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB). “A Câmara de São Caetano, e tenho certeza que toda a cidade, receberá com gentileza todos aqueles que queiram ajudar o Grande ABC e São Caetano, inclusive Carla Morando, deputada estadual por São Bernardo.”

Possibilidade
Ex-presidente da Câmara de São Bernardo, o vereador Pery Cartola (PSDB) se reuniu com a bancada tucana no Legislativo e admitiu que pensa em deixar a função de líder do governo na casa. Ele está no posto desde o começo do ano, quando deixou o comando do Parlamento.

Sorteio
Embora com tramitação suspensa para avaliação do setor jurídico da Câmara de Santo André, a CPI protocolada pela bancada do PT para analisar contratos do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) teve seus integrantes sorteados. Pelo PT, o escolhido foi Luiz Alberto; pelo PSDB, Professor Minhoca; pelo Cidadania, Rodolfo Donetti; pelo PMB, Tonho Lagoa. O PTB também indicará um quadro, mas ainda não fechou quem, já que Lucas Zacarias e Marcos Pinchiari pleiteiam o espaço.

Nova advogada
Mulher do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, Roberta Maria Rangel ingressou no corpo de advogados que defende o prefeito cassado de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), no processo que o socialista move para anular o impeachment sofrido na Câmara no mês passado. A inclusão de Roberta foi oficializada em 13 de maio e assinada pelo advogado Leandro Petrin, que coordena a defesa de Atila neste caso.

Estudo
Ainda em Mauá, comenta-se que a prefeita Alaíde Damo (MDB) pediu para técnicos analisarem a proposta enviada pelo prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), de acordo com a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) para zerar dívida bilionária e obter investimentos. A Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá) enfrenta mesmo problema do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André): passivo bilionário e rede de distribuição de água antiga. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;