Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 21 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Netuno cede empate ao São Bento

Denis Maciel  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Água Santa abre 2 a 0, porém time do Interior não se entrega e busca igualdade no Inamar


Márcio Donizete

28/02/2016 | 07:00


A maioria dos 1.996 torcedores que foram ao Estádio do Inamar, ontem à tarde, saiu frustrado. O Água Santa tinha tudo para somar seu quarto triunfo no Paulista, mas viu o São Bento reagir e buscar o empate por 2 a 2, pela abertura da sétima rodada. Agora, o Netuno soma 11 pontos no Grupo D, na vice-liderança, assim como o rival, que tem mesma pontuação e é o segundo na Chave A.

No primeiro tempo, os mandantes tocavam a bola com paciência e tinham movimentação. O atacante Everaldo, por exemplo, por várias vezes saiu da área para atuar como ponta pela esquerda, mas esbarrou na marcação adversária.

O Azulão sorocabano, por sua vez, tinha no contra-ataque a sua principal arma. E foi por meio dele que o time do Interior quase abriu o placar aos 29 minutos, mas Edno se atrapalhou na jogada e tropeçou em frente a Roberto.

Foi o momento certo para o Água acordar. Aos 34, o meia Francisco Alex arriscou de canhota e a bola tocou no travessão. O gol estava amadurecendo e ele veio aos 39, quando o volante improvisado na lateral direita Pedro cruzou e a bola tocou no braço de Fábio Bahia: pênalti. Após muitas reclamações dos jogadores do clube de Sorocaba, Everaldo fez 1 a 0.

Na etapa final o São Bento se expôs para tentar o empate e martelou, porém encontrou Roberto seguro na meta do Água Santa. A exposição dos visitantes custou caro. Aos 15, Éder Loco cobrou falta de forma magistral e ampliou: 2 a 0.

O São Bento não se entregou e foi para o tudo ou nada. O Netuno relaxou e permitiu que o time visitante reagisse. Primeiro, com Diego Clementino, de cabeça, aos 34, e depois com Marcelo Cordeiro, de pênalti, aos 42, após Anderson Cavalo ser derrubado. Final: 2 a 2 em uma bela tarde de futebol em Diadema que contrastou com o primeiro tropeço do Água jogando em casa.


Éder Loco celebra golaço de falta, mas lamenta tropeço em casa


O segundo tento do Água Santa no empate por 2 a 2 contra o São Bento foi um golaço de tirar o chapéu. Éder Loco cobrou falta à meia distância e, de perna canhota, chutou sobre a barreira e o goleiro Henal não chegou a tempo.

E não pense que foi por acaso: é fruto de treinamento. O autor do lance revelou que treina 40 cobranças na véspera dos jogos. “Estou com bom aproveitamento, mas as circunstâncias são diferentes. A barreira salta, por exemplo. O Henal pôs dois jogadores altos. Projetei que a bola fosse forte na barreira, pela rapidez do goleiro, e fui feliz, ela foi onde a coruja dorme”, explicou. “Mas ficamos tristes pelo resultado, porque vencíamos e permitimos o empate”, emendou.


TORCIDA PROTESTA

Durante a partida, alguns torcedores do Netuno exibiram faixas contra o alto preço dos ingressos e os jogos às 22h. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;