Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Leão e Luiz divergem sobre derrota

Para técnico, faltou criatividade contra ABC; goleiro vê falha em finalizações


Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

10/09/2012 | 07:00


O técnico Emerson Leão e os jogadores divergiram nas avaliações sobre a derrota para o ABC, anteontem, no Anacleto Campanella. O resultado tirou a equipe - 40 pontos - do G-4 (grupo dos quatro primeiros) da Série B do Brasileiro. Com a combinação de resultados, foi ultrapassado por Joinville e Atlético-PR e caiu da quarta para a sexta posição.

Para Leão, o time foi pouco criativo, e por isso encontrou dificuldades para abrir espaços no bloqueio armado pelo adversário. "Faltou criatividade, tivemos algumas chances no primeiro tempo e desperdiçamos. Depois que sofremos o gol, fomos para o abafa, começamos a alçar bolas na área."

Sobre o resultado, o primeiro negativo sob o comando e o segundo do Azulão no torneio como mandante, o treinador lembrou do alerta que já havia feito antes da partida. "Não foi a primeira vez que perdemos em casa. Mesmo antes de vir para cá, acompanhava os jogos da Série B e via que às vezes isso (derrota) acontecia. Podíamos ter feito o resultado, mas infelizmente voltamos a decepcionar em casa."

Leão não acredita que o comportamento do time seja acanhado nos jogos no Anacleto Campanella pelo fato de atrair poucos torcedores, o que, em tese, deixaria os adversários mais à vontade.

"Não acho que em campo o time seja acanhado por ter poucos torcedores, nós é que tornamos o jogo assim. Quando há a falta de iniciativa do adversário, temos de jogar com inteligência para buscar o resultado."

O goleiro Luiz, por sua vez, não acredita que tenha faltado criatividade ao São Caetano na partida. "Acho até que criamos bastante, seja nos jogos em casa ou fora. O problema é que estamos perdendo muitos gols. No primeiro tempo perdemos ao menos duas boas chances de matar o jogo e não o fizemos. Mas não é por falta de treinos de conclusão, acho que falta mais calma e caprichar nas finalizações."

Amanhã a equipe precisa vencer o América-MG, em Belo Horizonte, e torcer por tropeços do Joinville e Atlético-PR para voltar ao G-4.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Leão e Luiz divergem sobre derrota

Para técnico, faltou criatividade contra ABC; goleiro vê falha em finalizações

Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

10/09/2012 | 07:00


O técnico Emerson Leão e os jogadores divergiram nas avaliações sobre a derrota para o ABC, anteontem, no Anacleto Campanella. O resultado tirou a equipe - 40 pontos - do G-4 (grupo dos quatro primeiros) da Série B do Brasileiro. Com a combinação de resultados, foi ultrapassado por Joinville e Atlético-PR e caiu da quarta para a sexta posição.

Para Leão, o time foi pouco criativo, e por isso encontrou dificuldades para abrir espaços no bloqueio armado pelo adversário. "Faltou criatividade, tivemos algumas chances no primeiro tempo e desperdiçamos. Depois que sofremos o gol, fomos para o abafa, começamos a alçar bolas na área."

Sobre o resultado, o primeiro negativo sob o comando e o segundo do Azulão no torneio como mandante, o treinador lembrou do alerta que já havia feito antes da partida. "Não foi a primeira vez que perdemos em casa. Mesmo antes de vir para cá, acompanhava os jogos da Série B e via que às vezes isso (derrota) acontecia. Podíamos ter feito o resultado, mas infelizmente voltamos a decepcionar em casa."

Leão não acredita que o comportamento do time seja acanhado nos jogos no Anacleto Campanella pelo fato de atrair poucos torcedores, o que, em tese, deixaria os adversários mais à vontade.

"Não acho que em campo o time seja acanhado por ter poucos torcedores, nós é que tornamos o jogo assim. Quando há a falta de iniciativa do adversário, temos de jogar com inteligência para buscar o resultado."

O goleiro Luiz, por sua vez, não acredita que tenha faltado criatividade ao São Caetano na partida. "Acho até que criamos bastante, seja nos jogos em casa ou fora. O problema é que estamos perdendo muitos gols. No primeiro tempo perdemos ao menos duas boas chances de matar o jogo e não o fizemos. Mas não é por falta de treinos de conclusão, acho que falta mais calma e caprichar nas finalizações."

Amanhã a equipe precisa vencer o América-MG, em Belo Horizonte, e torcer por tropeços do Joinville e Atlético-PR para voltar ao G-4.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;