Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Metodista estréia nesta terça-feira no Mundial de Clubes no Egito


Kati Dias
Do Diário do Grande ABC

05/06/2007 | 07:08


A Metodista/ São Bernardo encara nesta terça-feira o Ciudad Real (Espanha) na estréia do Mundial Masculino de Handebol – Super Globe 2007, às 22h (horário de Brasília), no Cairo (Egito). Além da Metodista e do Ciudad Real, a competição terá o Al Qadsia, do Kwait, Mouloudia Club, da Argélia, e o Al Ahly, do Egito, um dos organizadores do torneio ao lado da IHF (sigla em inglês para Federação Internacional de Handebol).

Enfrentar o adversário europeu na primeira partida deixou o técnico Daniel Suarez, o Cubano, bem animado. “Prefiro iniciar a competição com um rival bem forte. Os nossos jogadores já estão habituados ao estilo espanhol de jogo”, explicou o treinador, que disputa o terceiro Mundial de Clubes da carreira. Nas duas primeiras oportunidades – Austria-1997 e Catar-2002 – defendeu a Metodista como jogador. Outro veterano em Mundiais é o goleiro Marcão. A expectativa é ficar entre os três primeiros da competição. Na primeira edição, a Metodista ficou em sexto lugar. Na segunda, a equipe terminou na terceira colocação.

Apesar do otimismo, Cubano sabe que terá dificuldades para alcançar este resultado. Parte da preparação foi feita sem sete jogadores. Borges, Marcão, Alê, Pré, Jardel, Jacson e Japa estavam treinando com a seleção masculina na Espanha. Para completar, o armador Japa sofreu uma contusão no tornozelo direito e foi cortado no aeroporto. Os demais seguiram com a delegação para o Egito segunda-feira pela manhã.

Embora a Metodista não tenha treinado com o time completo, os caçulas da equipe garantem que darão conta do recado. O ponta-direita Luís Fernando Murassaki, o Nandi, disputará a primeira competição internacional. “Estou bastante ansioso, mas sei que daremos conta do recado. Somos um grupo muito unido e brigaremos para ser os melhores”, completou o atleta.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Metodista estréia nesta terça-feira no Mundial de Clubes no Egito

Kati Dias
Do Diário do Grande ABC

05/06/2007 | 07:08


A Metodista/ São Bernardo encara nesta terça-feira o Ciudad Real (Espanha) na estréia do Mundial Masculino de Handebol – Super Globe 2007, às 22h (horário de Brasília), no Cairo (Egito). Além da Metodista e do Ciudad Real, a competição terá o Al Qadsia, do Kwait, Mouloudia Club, da Argélia, e o Al Ahly, do Egito, um dos organizadores do torneio ao lado da IHF (sigla em inglês para Federação Internacional de Handebol).

Enfrentar o adversário europeu na primeira partida deixou o técnico Daniel Suarez, o Cubano, bem animado. “Prefiro iniciar a competição com um rival bem forte. Os nossos jogadores já estão habituados ao estilo espanhol de jogo”, explicou o treinador, que disputa o terceiro Mundial de Clubes da carreira. Nas duas primeiras oportunidades – Austria-1997 e Catar-2002 – defendeu a Metodista como jogador. Outro veterano em Mundiais é o goleiro Marcão. A expectativa é ficar entre os três primeiros da competição. Na primeira edição, a Metodista ficou em sexto lugar. Na segunda, a equipe terminou na terceira colocação.

Apesar do otimismo, Cubano sabe que terá dificuldades para alcançar este resultado. Parte da preparação foi feita sem sete jogadores. Borges, Marcão, Alê, Pré, Jardel, Jacson e Japa estavam treinando com a seleção masculina na Espanha. Para completar, o armador Japa sofreu uma contusão no tornozelo direito e foi cortado no aeroporto. Os demais seguiram com a delegação para o Egito segunda-feira pela manhã.

Embora a Metodista não tenha treinado com o time completo, os caçulas da equipe garantem que darão conta do recado. O ponta-direita Luís Fernando Murassaki, o Nandi, disputará a primeira competição internacional. “Estou bastante ansioso, mas sei que daremos conta do recado. Somos um grupo muito unido e brigaremos para ser os melhores”, completou o atleta.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;