Fechar
Publicidade

Sábado, 11 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Polícia lacra posto acusado de adulterar combustível

Policiais civis do 3º DP de Diadema fecharam ontem um posto de gasolina na Avenida Piraporinha


Rafael Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

09/06/2012 | 07:00


Após a denúncia de seis clientes, policiais civis do 3º DP (Jardim Canhema) de Diadema fecharam ontem um posto de gasolina na Avenida Piraporinha, acusado de vender gasolina adulterada para os consumidores.

Os motoristas procuraram a polícia na noite de quinta-feira relatando que seus veículos estavam apresentando problemas após abastecerem no local.

Apenas o gerente do posto, de 33 anos, cujo nome não foi revelado, foi encontrado. Ele negou as acusações, mas, mesmo assim, os policiais recolheram dois litros de combustível para análise posterior no IC (Instituto de Criminalística).

A decisão de lacrar as bombas veio após os policiais constatarem que os equipamentos tinham irregularidades. Num deles, inclusive, havia infiltração de água. Segundo o gerente, era esperada a visita de um técnico especializado para verificar se havia algum problema e assim providenciar o conserto.

O caso foi registrado como crime contra a ordem econômica e o delegado responsável instaurou inquérito para apurar a denúncia. Até sair o laudo do IC, o posto está impedido de funcionar novamente.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Polícia lacra posto acusado de adulterar combustível

Policiais civis do 3º DP de Diadema fecharam ontem um posto de gasolina na Avenida Piraporinha

Rafael Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

09/06/2012 | 07:00


Após a denúncia de seis clientes, policiais civis do 3º DP (Jardim Canhema) de Diadema fecharam ontem um posto de gasolina na Avenida Piraporinha, acusado de vender gasolina adulterada para os consumidores.

Os motoristas procuraram a polícia na noite de quinta-feira relatando que seus veículos estavam apresentando problemas após abastecerem no local.

Apenas o gerente do posto, de 33 anos, cujo nome não foi revelado, foi encontrado. Ele negou as acusações, mas, mesmo assim, os policiais recolheram dois litros de combustível para análise posterior no IC (Instituto de Criminalística).

A decisão de lacrar as bombas veio após os policiais constatarem que os equipamentos tinham irregularidades. Num deles, inclusive, havia infiltração de água. Segundo o gerente, era esperada a visita de um técnico especializado para verificar se havia algum problema e assim providenciar o conserto.

O caso foi registrado como crime contra a ordem econômica e o delegado responsável instaurou inquérito para apurar a denúncia. Até sair o laudo do IC, o posto está impedido de funcionar novamente.

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;