Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Sem aliados?

Embora a Prefeitura de São Bernardo não tenha obedecido o papel obrigatório de transparência ao sonegar o conteúdo da reunião


Do Diário do Grande ABC

05/06/2009 | 00:00


Embora a Prefeitura de São Bernardo não tenha obedecido o papel obrigatório de transparência ao sonegar o conteúdo da reunião com os comissionados, na quarta-feira, não há segredo que resista a 1.200 ouvintes. Portanto, caro morador que se considera um excluído da administração Luiz Marinho (PT) - embora o slogan do petista seja Governo que Inclui Você - são essas as diretrizes passadas pelo prefeito aos comissionados: ele não vai admitir funcionário que dê mau exemplo; quem não estiver satisfeito pode ir embora; não vai transformar a Prefeitura em cabide de emprego; quem não estiver comprometido será exonerado.
O engraçado dessa história é que os funcionários presentes ocupam cargos em comissão, ou seja, vagas de confiança. São indicados pelo grupo político de Marinho, liberados da exigência de prestar concurso público.
Assim, pela lógica, são pessoas de confiança do chefe do Executivo. Mas se nem ele bota a mão no fogo por eles, quem dirá o povo...

Bastidores

Para inglês ver
Uma semana após o lançamento em São Bernardo do Programa Ronda Cidadã - cujo objetivo é direcionar ações da Guarda Civil Municipal com base em estatísticas criminais - o que se viu pelas ruas foi algo um pouco diferente. Ontem à tarde, em plena Avenida 31 de Março, no bairro Paulicéia, duas viaturas desfilavam pela via com o giroflex ligado. Parece que o direcionamento ainda não foi colocado em prática...

Agradecimento
Ontem, o deputado estadual Orlando Morando (PSDB-São Bernardo) fez o discurso final da sessão que aprovou a Lei Específica da Billings, na Assembleia Legislativa. Em sua fala, agradeceu o Diário, que há anos tem levantado a bandeira pela preservação da represa.

Comitiva de Diadema
Mesmo sendo dia de sessão na Câmara de Diadema, ontem quatro vereadores disseram não abrir mão de ir à Assembleia Legislativa para acompanhar a votação da Lei Específica da Billings. Percebendo que não haveria argumento suficiente para convencê-los da permanência nos trabalhos, o presidente do Legislativo, Manoel Eduardo Marinho, o Maninho (PT), decidiu criar uma comissão para representar os parlamentares da cidade na votação. E lá foram eles: Regina Gonçalves (PV); Orlando Vitoriano (PT); José Francisco Dourado (PSDB) e Célio Lucas de Almeida, o Célio Boi (PSB).

Atração
Falando em Diadema, nem mesmo as clássicas sessões tumultuadas da Câmara foram suficientes para, literalmente, despertar um jornalista, que caiu no sono em plena discussão entre vereadores. Detalhe: a mesa reservada à imprensa fica de frente para os vereadores que, inconformados, fizeram questão de pedir ao fotógrafo da Casa para registrar a cena.

Explicação
Ontem, a Câmara de Diadema finalmente explicou o motivo de ter revogado uma lei assinada pelo ex-prefeito José de Filippi Júnior (PT) para aprovar outra com o mesmo objeto de autoria do atual chefe do Executivo, Mário Reali (PT). Ei-lo: foi removido um item que conferia a necessidade de estagiários do governo do Estado para dar suporte à Central de Penas Alternativas, a ser instalada no município.

Visita
O prefeito de São Caetano, José Auricchio Junior (PTB), visitou ontem o secretário estadual de Educação, Paulo Renato de Souza, para solicitar rapidez na municipalização da 5ª à 8ª séries no município. Hoje São Caetano já tem municipalizado o ensino de 1ª à 4ª séries.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sem aliados?

Embora a Prefeitura de São Bernardo não tenha obedecido o papel obrigatório de transparência ao sonegar o conteúdo da reunião

Do Diário do Grande ABC

05/06/2009 | 00:00


Embora a Prefeitura de São Bernardo não tenha obedecido o papel obrigatório de transparência ao sonegar o conteúdo da reunião com os comissionados, na quarta-feira, não há segredo que resista a 1.200 ouvintes. Portanto, caro morador que se considera um excluído da administração Luiz Marinho (PT) - embora o slogan do petista seja Governo que Inclui Você - são essas as diretrizes passadas pelo prefeito aos comissionados: ele não vai admitir funcionário que dê mau exemplo; quem não estiver satisfeito pode ir embora; não vai transformar a Prefeitura em cabide de emprego; quem não estiver comprometido será exonerado.
O engraçado dessa história é que os funcionários presentes ocupam cargos em comissão, ou seja, vagas de confiança. São indicados pelo grupo político de Marinho, liberados da exigência de prestar concurso público.
Assim, pela lógica, são pessoas de confiança do chefe do Executivo. Mas se nem ele bota a mão no fogo por eles, quem dirá o povo...

Bastidores

Para inglês ver
Uma semana após o lançamento em São Bernardo do Programa Ronda Cidadã - cujo objetivo é direcionar ações da Guarda Civil Municipal com base em estatísticas criminais - o que se viu pelas ruas foi algo um pouco diferente. Ontem à tarde, em plena Avenida 31 de Março, no bairro Paulicéia, duas viaturas desfilavam pela via com o giroflex ligado. Parece que o direcionamento ainda não foi colocado em prática...

Agradecimento
Ontem, o deputado estadual Orlando Morando (PSDB-São Bernardo) fez o discurso final da sessão que aprovou a Lei Específica da Billings, na Assembleia Legislativa. Em sua fala, agradeceu o Diário, que há anos tem levantado a bandeira pela preservação da represa.

Comitiva de Diadema
Mesmo sendo dia de sessão na Câmara de Diadema, ontem quatro vereadores disseram não abrir mão de ir à Assembleia Legislativa para acompanhar a votação da Lei Específica da Billings. Percebendo que não haveria argumento suficiente para convencê-los da permanência nos trabalhos, o presidente do Legislativo, Manoel Eduardo Marinho, o Maninho (PT), decidiu criar uma comissão para representar os parlamentares da cidade na votação. E lá foram eles: Regina Gonçalves (PV); Orlando Vitoriano (PT); José Francisco Dourado (PSDB) e Célio Lucas de Almeida, o Célio Boi (PSB).

Atração
Falando em Diadema, nem mesmo as clássicas sessões tumultuadas da Câmara foram suficientes para, literalmente, despertar um jornalista, que caiu no sono em plena discussão entre vereadores. Detalhe: a mesa reservada à imprensa fica de frente para os vereadores que, inconformados, fizeram questão de pedir ao fotógrafo da Casa para registrar a cena.

Explicação
Ontem, a Câmara de Diadema finalmente explicou o motivo de ter revogado uma lei assinada pelo ex-prefeito José de Filippi Júnior (PT) para aprovar outra com o mesmo objeto de autoria do atual chefe do Executivo, Mário Reali (PT). Ei-lo: foi removido um item que conferia a necessidade de estagiários do governo do Estado para dar suporte à Central de Penas Alternativas, a ser instalada no município.

Visita
O prefeito de São Caetano, José Auricchio Junior (PTB), visitou ontem o secretário estadual de Educação, Paulo Renato de Souza, para solicitar rapidez na municipalização da 5ª à 8ª séries no município. Hoje São Caetano já tem municipalizado o ensino de 1ª à 4ª séries.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;